Londres

Da wiki Wikivoyage
Ir para: navegação, pesquisa

Londres é uma metrópole com vários artigos de distrito, que contém listas de atrações turísticas, restaurantes, alojamento, bares e discotecas - considere imprimir a todos.

Londres, a maior cidade da Europa, é a capital da Inglaterra e do Reino Unido.

Distritos[editar]

Grande Londres ("Greater London").

Londres é o centro de uma enorme área metropolitana (Greater London) que inclui inúmeros distritos e subúrbios, os quais se estendem até muitos quilômetros além do centro.

Centro estendido ("Inner London").

A área interna da Grande Londres (Inner London) é a região mais visitada. Os distritos da área Central de Londres, ao entorno do Rio Tâmisa, contemplam as principais atrações turísticas.

Norte de Londres[editar]

  • Áreas de classe alta como Hampstead (e o parque de Hampstead Heath) e outras mais simples como Camden e Wembley.

Oeste de Londres[editar]

Leste de Londres[editar]

  • Uma das áreas mais pobres, tem também uma das noites mais animadas.
  • Smithfield-Spitalfields engloba regiões como o enclave asiático de Brick Lane, o animado Shoreditch e as Docklands, com seus arranha-céus.

Sul de Londres[editar]

  • Greenwich, onde está a linha do Meridiano de Greenwich;
  • Lambeth, distrito multicultural;
  • Southwark-Lewisham, tradicionalmente residencial, com restaurantes de quase todas as etnias do mundo;
  • Wandsworth, grande área de parques;
  • Wimbledon, lugar de campeonato de tênis anuais.
Distritos do Centro de Londres.

Londres Central[editar]

  • Inclui a City of London, coração financeiro da cidade;
  • Westminster, centro do poder político e religioso;
  • Bloomsbury, distrito histórico;
  • Convent Garden, principal distrito de compra e entretenimento;
  • Soho, concentração de restaurantes, cafés, clubes e bares de jazz;
  • Leicester Square, compreende Leicester Square, Chinatown, Trafalgar Square e Piccadilly Circus;
  • South Bank, ao sul do Rio Tâmisa incluindo Bankside até Borough;
  • Holborn-Clerkenwell, sede da advocacia e do jornalismo.

Entenda[editar]

Apesar de Londres ser a maior cidade européia, possui o menor centro de negócios do continente. A metrópole é cortada pelo rio Tâmisa e possui alguns dos melhores museus e galerias do mundo, igrejas de arquitetura medieval, maravilhosos parques e jardins, e principalmente, cerimônias e tradições centradas na realeza. São mais de 300 atrações que encantam quem vai à cidade pela primeira vez quanto pela centésima vez.

Londres é multicultural, um terço de todos os londrinos são estrangeiros, representando 270 nacionalidades diferentes.

Quando ir[editar]

  • Verão (21 de junho a 20 de setembro): estação de pico pois os dias são longos (anoitece por volta das 21h) e os festivais e áreas públicas como parques ficam cheios.
  • Primavera (21 de março a 20 de junho) e Outono (21 de setembro a 20 de dezembro): estações deliciosas; dias frescos e úmidos.
  • Inverno (21 de dezembro a 20 de março): estação fria, com possibilidade de neve.

O que levar[editar]

  • Em todas as estações, o clima é mais seco do que no Brasil por isso, leve com você um hidratante labial e creme hidratante, capa de chuva ou guarda-chuva pequeno, lenço para o pescoço ou ombros para se proteger de vento repentino.
  • Nos meses mais frios (de setembro a março), meia calça de lã ou equivalente para usar embaixo da calça. Meias grossas, para quem sente muito frio.

Moeda[editar]

  • A moeda oficial é a Libra Esterlina (£). Importante: o Euro não é aceito em nenhum lugar de Londres.
  • Imposto VAT (Value Added Tax): é possível solicitar o reembolso do valor se você reside fora da Europa. Para isso, peça o formulário na loja participante do Tax Free. Ao chegar no aeroporto, em local sinalizado, leve o formulário, recibos e objetos comprados.

Horário[editar]

  • Londres está no GMT (Greenwich Mean Time). Os relógios são adiantados em uma hora para o horário de verão, chamado BST (British Summer Time), entre o último domingo de março e o último domingo de outubro.
  • A diferença de horário entre o Brasil e Londres fica em 4 horas durante os meses do horário de verão londrino. Já nos meses de horário de verão no Brasil, a diferença cai para duas horas.

Eletricidade[editar]

Tomada modelo G.
  • Voltagem: 220V / 50Hz
  • Tomada: modelo G (importante trazer um adaptador pois é diferente do restante da Europa).

Chegar[editar]

De avião[editar]

  • De Portugal, existem diversas companhias dos chamados "Low Cost" que fornecem Londres como destino, com ou sem escalas. Durante a época baixa uma ida desce até aos 35€, 50€. Pela Ibéria, voos de ida e volta saindo de Madrid podem sair por mais de 200€, com as taxas incluídas. Aqui pode encontrar Viagens Low cost para toda a Europa.

Aeroportos[editar]

Conexões principais entre os aeroportos e a cidade.

O código aeroportuário da cidade é LON. Esse código inclui vários aeroportos:

  • Heathrow (ICAO: EGLL, IATA: LHR), 25 km ao oeste do centro de Londres - Um dos aeroportos mais movimentados do mundo, recebe grande parte dos voos intercontinentais. É ligado ao centro da cidade pelo trem rápido Heathrow Express (£15.50), que parte a cada 15 minutos e em outros 15 chega até a estação de Paddington, de onde é possível tomar táxis, ônibus e metrô. A linha Piccadilly do metrô pára no terminal 4 e em outra estação que serve os terminais 1, 2 e 3. A viagem até o centro de Londres (ex. Leicester Square) leva 45-50 minutos e custa £3.50 para os portadores do cartão Oyster (ver o capítulo Circule, abaixo) ou £4 o bilhete avulso. O aeroporto é considerado Zona 6 do sistema de transportes. Também existem linhas de ônibus que conectam o centro de Londres ao aeroporto, mas o tempo de viagem é mais longo.
Ferrovia e metrô para os diversos terminais de Heathrow
  • Gatwick (IATA: LGW, ICAO: EGKK), 45 km ao sul do centro de Londres - É o segundo maior aeroporto de Londres. À chegada, pode tomar o Gatwick Express, que parte a cada 15 minutos rumo à Estação Victoria, numa viagem que dura 35 minutos e custa a partir de £14. Alternativamente, o Thameslink é um trem mais lento e barato. Passa pela London Bridge, City Thameslink, Farringdon, Kings Cross e o norte de Londres, indo inclusive ao aeroporto de Luton.
  • Stansted (ICAO: EGSS, IATA: STN), 60km ao norte do centro de Londres - Recebe voos do continente, inclusive do Porto, aonde se pode chegar de trem ou ônibus. O Stansted Express vai até a estação de Liverpool Street em aproximadamente 45 minutos. A ida custa £15.00, ida e volta: £25.00 Os ônibus da companhia Terravision vão até Victoria Street (75 min, £8.50) ou até Bromley By Bow - Liverpool Street - Finsbury Square (60 min, £7). São os mais baratos, porém não funcionam 24 horas, ao contrário dos da National Express (£10). Ainda mais econômico, o bilhete do EasyBus pode ser comprado pela internet partir de £2 ou por £8 quando adquirido a bordo. De táxi, a viagem custa £70-100 e está sujeita a engarrafamentos e lentidão no trânsito.
  • Luton, 54 km do centro de Londres - A melhor opção para chegar/sair deste aeroporto é pela companhia de trem Trainline, que leva de 30 a 50 minutos do centro de Londres (estações de London Bridge ou King Cross).
  • City Airport, 14 km ao leste do centro de Londres - É o único aeroporto que na prática fica dentro da cidade de Londres. É acessado pelo DLR, linha Woolwich Arsenal. O aeroporto fica na zona tarifária 3, podendo usar o cartão Oyster para pagar a tarifa.
  • Southend, 67 km ao leste do centro de Londres - É o mais novo aeroporto que atende Londres, sendo servido por trens da Trainline, que partem das estações de Liverpool Street e Stratford. O trajeto até o terminal dura cerca de 50 minutos.

De trem[editar]

Após uma reforma multimilionária para receber os trens de alta velocidade, o terminal de Saint Pancras International foi reinaugurado em novembro de 2007, concluindo uma renovação das linhas de alta velocidade inglesas, que agora permitem que o Eurostar percorra o trecho de Paris em 2h15min e de Bruxelas em 1h50min.

A estação em si, situada em um prédio histórico, é uma atração à parte. Situada ao norte do Rio Tâmisa, tem ligação com a rede de transportes londrina, incluindo as linhas do metrô que param nas estações St. Pancras, Kings Cross e Euston.

De carro[editar]

Londres é o centro da rede rodoviária do Reino Unido e é fácil de chegar de carro, mesmo que dirigir para o centro da cidade definitivamente não é recomendado.

De ônibus[editar]

A maioria dos serviços internacionais e nacionais de ônibus de longa distância chegam e partem de um complexo de estações de ônibus fora da Buckingham Palace Road, em Westminster, perto da estação ferroviária London Victoria. Todos os serviços operados pela National Express ou pela Eurolines servem este terminal, que atualmente possui edifícios de chegada e partida separados.

Circule[editar]

Bilhete (tickets)[editar]

Oyster Card.
  • Oyster é um cartão de transporte recarregável que custa £5, válido nas linhas de metrô, ônibus, trem, DLR, overground e barco. É possível comprar um oyster Travelcard para uma semana (para zonas 1 e 2 custa em torno de £33), um mês, três meses e um ano, sendo o uso diário ilimitado; ou com o Pay As You Go,você paga de acordo com o uso. Essa opção cobra a menor tarifa possível entre sua saída e chegada. O cartão é o mesmo, você escolhe a opção no momento da compra ou recarga do crédito.
  • Utilize o aplicativo Cittymapper para descobrir o melhor meio de locomoção; ou o site Transport of London para planejar o passeio de forma segura.

De metrô[editar]

Mapa do Metrô - Londres Central
  • No Centro (City of London), em vez de trocar de linha, pode ser melhor andar até outra estação para pegar um trem direto. Numa baldeação é preciso andar tanto pelos túneis e escadarias que pode ser mais fácil e divertido ir pela rua, dependendo do clima e da vontade; o tempo gasto é quase o mesmo.
  • A malha do metrô de Londres está constantemente em reformas, e algumas estações ou pedaços de linha podem estar fechadas durante finais de semana e feriados. Encontre o mapa atualizado e oficial do Transport of London aqui, seguindo os links para visualização em PDF.
  • A sinalização do metrô indica quatro opções: Northbound, Southbound, Eastbound e Westbound. Essas referências não são em relação a real localização geográfica das estações, e sim da ordem delas na linha. Dica: utilize o aplicativo/site indicados acima para se guiar, é muito prático.

De ônibus/autocarro[editar]

Ônibus de 2 andares - famoso em Londres
  • A vantagem de andar nos famosos ônibus vermelhos de dois andares em Londres é ver a paisagem; a desvantagem é a velocidade: com ou sem trânsito eles andam bem devagar. O bilhete Oyster é mais barato se for para andar APENAS de ônibus. 7 dias por £16,60. Mapas no link acima. Há linhas noturnas para toda parte.

De trem/comboio[editar]

  • Algumas regiões de Londres e seus subúrbios são servidos apenas pelos trens da National Rail. Há diversos tipos de bilhete, dependendo da zona por onde passar, do horário de uso (normal ou de pico), e do número de dias. Se precisar usar numa zona extra, um valor adicional pode ser incluído no cartão Oyster. As estações de trem não tem catraca; não esqueça de validar seu cartão antes e depois da viagem. Mapa das linhas de trem no link acima.

De DLR[editar]

  • DLR (Docklands Light Rail) é um metrô de superfície totalmente automatizado, ou seja, sem condutor, que atende a região de Docklands (incluindo Canary Wharf e o London City Airport), Greenwich e parte da City (inclusive Bank e Tower Hill). É preciso apertar um botão na porta para ela abrir. A cobrança é da mesma forma que no trem.

De overground[editar]

  • É uma das maiores linhas ferroviárias de Londres, e tem diversas ramificações fazendo baldeação com as linhas de metrô.

De barco[editar]

  • Um passeio de barco é a melhor forma de conhecer as atrações que ficam na margem no rio Tâmisa, como: London Eye, Tate Modern, Shakespeare's Globe, Borough Market, Tower Bridge, Canary Wharf, Greenwich e O2.
  • A empresa Thames Clippers oferece serviço de transporte entre os muitos piers existentes: Westminster Pier, Waterloo Millennium Pier, Embankment, Blackfriars Pier, Bankside Pier, London Bridge Pier, Tower Pier até os Woolwich Arsenal Pier. Além dessa parte central do rio, os barcos podem subir até Kew Gardens e Hampton Court Palace, ou descer até Greenwich e Thames Barrier.
  • O ticket pode ser comprado no píer ou dentro do barco. Utilizando o cartão Oyster (crédito da modalidade "pay as you go") consegue-se desconto na tarifa.

De carro[editar]

  • Uma grande aventura, sobretudo para quem está acostumado a dirigir pela direita. Se você é turista, não vale a pena, pois o risco de acidente é grande.
  • Caso for dirigir em Londres, evite o centro por causa do trânsito e do pedágio urbano obrigatório (congestion charge).
  • Tome cuidado ao atravessar as ruas, pois a famosa mão inglesa pode gerar confusão.

De táxi[editar]

London Cab.
  • Os táxis tradicionais de Londres (black cabs) transportam até 5 passageiros, o que acaba ficando barato para dividir. Não vá entrando num táxi, desavisadamente; é praxe na cidade conversar com o motorista antes do embarque, dizendo-lhe para onde quer ir.
  • Existe também empresas com carros particulares (minicabs) que devem ser pré-agendados, e tem preço fixo para todos os destinos.

De bicicleta[editar]

  • Para utilizar as bicicletas disponíveis nas estações espalhadas pela cidade de Londres é preciso ter um cartão de crédito ou débito. O custo é em torno de £2 para 24 horas de uso, mas é preciso 'estacionar' em alguma estação a cada 30 minutos para não pagar uma taxa extra que varia de £1 até £50.

À pé[editar]

  • Londres é uma cidade surpreendentemente compacta, sendo um prazer caminhar por entre as ruas. Em muitos casos, andar é o método de transporte mais rápido.

Veja[editar]

Existem muitas coisas para ver e fazer em Londres. Então, se o tempo de viagem for curto, foque nas áreas com mais pontos turísticos: Westminster, City of London, Soho, Leicester Square, Bloomsbury e South Kensington-Chelsea.

London Eye (Olho de Londres)

Atrações[editar]

Cerimônias[editar]

  • Troca da Guarda Real Britânica. Pontualmente às 11:30, em frente ao Palácio de Buckingham.
Palácio Buckingham

Igrejas, Abadias e Catedrais[editar]

Ponte de Westminster

Museus e Galerias[editar]

Parques[editar]

St James' Park

Locais famosos[editar]

  • Brick Lane (moda, gastronomia, cultura e arte), Brick Lane, Schoreditch, E1 6PU (Metrô: Aldgate East). 9h-17h. Esta rua e seus arredores são conhecidos pela sua riqueza cultural, lá podem-se encontrar lojas de moda conceitual e moderna, brechós e mercados de rua. Pubs e empórios singulares.Gastronomia variada, encontre as "street foods" de diversos países em galpões e mercados aos domingos. Este bairro ainda é habitado por hindus vindos de Bangladesh, repare nas placas, escritas em inglês e em bengali. Para quem gosta de grafitti e arte de rua, lá é uma exposição a céu aberto.
  • Notting Hill, uma área charmosa da cidade reconhecida principalmente pelo Notting Hill Carnival no feriado bancário de agosto, pelo filme do Hugh Grant e Julia Roberts e pelo mercado de Portobello Road.

Placas Azuis ("Blue Plaques")[editar]

Uma das mais de 800 "Blue Plaques"

A English Heritage administra o programa Blue Plaques em Londres. As placas azuis celebram grandes figuras do passado e são presas nos edifícios que essas pessoas habitavam. Estas placas são características presentes na paisagem de rua da capital e adornam as fachadas de edifícios em toda a cidade. Uma vez que a primeira placa foi erguida em 1867, o número cresceu de forma constante e agora existe mais de 800. Os homenageados são tão diversos quanto Wolfgang Amadeus Mozart, Sigmund Freud, Charles de Gaulle, Jimi Hendrix e Karl Marx. Procure por elas ao redor da cidade.

Atividades e eventos[editar]

Para saber o que ocorre mês a mês em Londres, consulte o Calendário de Eventos e Festivais na página Dicas de Viagem.

Shows, peças de teatro e musicais[editar]

Os ingressos podem ser comprados diretamente na bilheteria do local ou pelo site dos estabelecimentos. O Ticketmaster vende a maioria dos espetáculos em Londres, permitindo que se imprima os ingressos em casa, com antecedência.

Concertos, ópera e ballet[editar]

Consulte os ingressos nesses sites: Royal Albert Hall; Royal Festival Hall, Royal Opera House; English National Opera/ Ballet - apresentação acontece no London Coliseum.

Aprenda[editar]

Estude o idioma[editar]

Londres é um lugar bom para aprender e melhorar o inglês falado e escrito. Há uma grande variedade de opções, desde serviços informais de intercâmbio de línguas até aulas noturnas e escolas de idiomas formais. Há escolas não credenciadas cobrando tarifas consideráveis e oferecendo qualificações que são vistas como sem valor. Se escolher um curso de uma escola ou faculdade de administração privada, é importante garantir que a instituição seja credenciada pelo British Council.

Universidades de Londres[editar]

London Business School

Londres atrai mais estudantes do exterior do que qualquer outra cidade do mundo e é o lar de uma grande variedade de instituições acadêmicas. Suas universidades incluem algumas das mais antigas e prestigiadas do mundo.

  • University of London - é um sistema universitário federal com muitas faculdades constituintes, embora, para todos os propósitos práticos, cada faculdade constituinte atua como uma universidade separada.
  •  London School of Economics and Political Science - está localizada no limite de Covent Garden e Holborn em Westminster, 18 vencedores do Prêmio Nobel e 50 líderes mundiais estudaram aqui. A Escola oferece um programa de conferências bem considerado aberto ao público. Os palestrantes incluíram Tony Blair, Bill Clinton, Dalai Lama e Paul Krugman. Calendário de eventos e informações de bilhetes disponíveis no site da LSE.
  • University College London - pesquisa acadêmica é citada mais do que qualquer outra universidade no Reino Unido, e seus cursos são considerados como os melhores na Grã-Bretanha. O campus está localizado ao norte do Museu Britânico na área literária de Bloomsbury. Entrevistadores notáveis ​​incluem Mahatma Gandhi, Alexander Graham Bell e o filósofo britânico Jeremy Bentham, cujo corpo mumificado está em exibição na escola em um armário de madeira chamado "auto-icon".
  • Imperial College London - é a principal universidade do Reino Unido especializada em ciência, engenharia, negócios e medicina. O campus está localizado em uma bela área de South Kensington, cercada por inúmeras instituições culturais, incluindo o Museu de História Natural e o Museu Victoria & Albert. Os alunos notáveis ​​incluem Sir Alexander Flemming, Thomas Henry Huxley e H.G. Wells.
  • Outras universidades incluem: King's College London, School of Oriental and African Studies (SOAS), Queen Mary University of London, London Business School e a University of Westminster.

Trabalhe[editar]

Londres é um dos principais centros financeiros do mundo e, portanto, esses serviços profissionais são a principal área de emprego, embora este setor tenha sido atingido pela crise financeira global. A partir de meados de 2010, o mercado de trabalho em Londres recuperou um pouco.

Londres é extremamente popular como um destino de férias - o trabalho nos bares e a indústria da hotelaria é relativamente fácil de encontrar.

Os salários são geralmente mais altos em Londres do que no resto do Reino Unido, embora o custo de vida ainda seja maior.

Compre[editar]

Harrods

A região de Regent St., Oxford St., Carnaby St. e Bond St. é um complexo famoso para compras, onde é possível encontrar desde marcas mais acessíveis como H&M, Zara e Gap, lojas tradicionais como Harrods, Harvey Nichols, Liberty, Selfridges e também marcas de luxo como Miu Miu, Burberry e Louis Vuitton.

Outra alternativa são os shoppings da rede Westfield, localizados próximos à estações de Shepherd's Bush e Stratford.

Mercados[editar]

Os mercados de Londres são uma atração a parte para os turistas, pois vendem de tudo: alimentos, roupas, jóias, fotografias, pôsteres, etc. Os principais são:

  • Camden Market, Camden High St, London NW1 (Metrô: Camden Town; Chalk Farm). Aberto das 10h-18h. Localizado na parte norte de Londres, é formado por quatro mercados.
  • Dover Street Market, 18-22 Dover Street Market, Haymarket, London SW1Y 4DG (Entrance on Orange Street), +44 20 7518 0680, . Funciona de 11h-19h (Seg à Sab) e de 12h-18h (Dom).
  • Old Spitalfields Market, 16 Horner Square, Spitalfields, London E1 6EW (Metrô: Liverpool Street Station), +44 20 7247 8556, . Aberto: 10h-16h (dom-sex). Este mercado, localizado em um prédio coberto, está situado no mesmo lugar há mais de 350 anos. Domingo é o dia mais popular, onde você encontra artigos de moda, decoração e também alimentos. Cada dia da semana eles contam com uma programação diferente: moda, antiguidades e etc.
  • Portobello Market, 192A Portobello Rd, London W11 1LA (Metrô: Notting Hill Gate, Ladbroke Grove). Aberto: 8h-18h30 (seg-qua, sex-sáb) e 8h-13h (qui). Tradicional mistura de comida de rua, alimentos, antiguidades e moda. O dia mais movimentado é sábado.

Coma[editar]

A alimentação em Londres não é barata e um simples sanduíche pode custar o preço de um jantar completo em outros países. Ainda assim, os londrinos e visitantes da capital encontram a seu alcance os mais variados tipos de culinária e poucos lugares podem se gabar de serem mais cosmopolitas do que Londres no que diz respeito a opções para o paladar. Nos restaurantes, a conta costuma incluir 12,5% de taxa de serviço. Caso não conste esse acréscimo, é polido deixar uma gorjeta de 10 a 15%, arredondando o valor da conta, se o serviço for bom.

English Breakfast (café da manhã inglês): geralmente servido em pubs e restaurantes pode conter, em sua versão mais completa, linguiça, bacon (um tipo de fatia de presunto), ovos mexidos ou fritos, feijão (avermelhado), torrada, cogumelos e tomate grelhado.

Afternoon Tea (chá da tarde inglês): é algo tão britânico quanto a realeza, mas não é necessariamente servido às 5h da tarde. O chá vem com uma jarrinha de leite, junto com scones (tipo de pão simples ou recheado com frutas secas) com creme (lembra manteiga), e bolos, doces variados ou sanduíches salgados de pepino e salmão. Os hotéis e restaurantes costumam cobrar um preço fixo, por pessoa, para comer à vontade.

Culinária inglesa[editar]

Salgados[editar]

Fish and Chips
  • O famoso Fish and Chips, combinado de peixe empanado e batatas fritas e ícone da alimentação operária britânica, vem cedendo lugar a cadeias de lanches rápidos como a Pret a Manger, cafés como o Costa Coffee e redes de fast food americanas como Shake Shack.
  • Outro prato nascido em Londres é o Pie and Mash, que é uma torta salgada com purê de batatas. A torta é um tipo diferente da que conhecemos no Brasil, pois o recheio é muito mais líquido parecendo um ensopado. O recheio mais tradicional é o de carne com 'ale' (um tipo de cerveja), mas existem outras opções como frango e queijo com cebola. É possível adicionar um molho a base de salsinha (de cor esverdeada), ou uma espécie de geléia conhecida como 'jellied eel'.
  • Seguindo a mesma linha, existe o Sausage and Mash, com linguiças feitas de carne de porco, mas também podendo ser de carneiro e veado. No preparo da linguiça é comum misturar maçã, pimenta de vários tipos, menta e até cerveja Guinness. Esse prato é servido com purê batatas ou ervilhas.
  • O Shepherd's Pie (de carne de carneiro) ou o Cottage Pie (de carne bovina) é cozida no vinho e coberta por uma camada de purê de batatas. Esse prato é comum em délis que servem almoço pronto ou restaurantes estilo self service.
  • A batata recheada da Inglaterra é chamada de Jacket Potato. Os recheios mais comuns são: atum, ricota, feijão (baked beans - vermelho), chilli, frango, bacon e cheddar.

Doces[editar]

Torta de banana com caramelo (Banoffee Pie)
  • O Apple Crumble é feito com maça assada coberta por uma camada de farelos feito de manteiga, açúcar e farinha (que lembra uma massa de biscoito). A maça pode ser substituída por outras frutas, como pera e frutas vermelhas.
  • A famosa torta de banana com creme de caramelo é conhecida como Banoffee Pie. A palavra banoffee é a junção de banana + toffee. O caramelo é feito com leite condensado fervido, algo parecido com o doce de leite.
  • Outra delícia é o Sticky Toffee Pudding, um tipo de bolo bem molhado que contém tâmaras e caramelo.

Locais[editar]

O Soho tem se destacado como local de restaurantes contemporâneos e elegantes. Há vários bairros que concentram opções típicas de outros países, de acordo com as comunidades de imigrantes que vivem ali.

Há muitas redes de comida na cidade:

  • Busaba Eathai. Rede de comida tailandesa com vários endereços. Consulte [1].
  • The Lily Vanilli. Com estilo antigo, pequena padaria e cafeteria é conhecida por seus famosos cupcakes. Consulte [2].
  • Hakkasan Mayfair. Com filiais em várias cidades do mundo e menu cantonês,as opções de pratos são deliciosas. Consulte [3].
  • Fortnum & Mason. Para tomar o típico chá inglês e se encantar com a decoração "doce" do lugar. Consulte [4].
  • Mildreds, 45 Lexington Street, Soho, London W1F 9AN (Metrô: Piccadilly Circus), 0207 494 1634, . £10-30. Restaurante vegetariano, localizado no Soho, conta com alimentos orgânicos para preparar pratos vegetarianos e ovo-lactovegetarianos. Ambiente pequeno e aconchegante.
  • Vegan Hippo, 52 Rupert Street, 020 7734 8574, . 6 :30 - 9:30. £ 5 - 10. Vegan Hippo is a 100% vegan cafe located in Soho, London. They are dedicated to promoting animal rights and improving animal welfare by showing the world how delicious a vegan lifestyle can be!

Beba e saia[editar]

Cerveja Guinness.

O mundo das bebidas tem nomes na Inglaterra: cerveja e whisky. As famosas cervejas "Guinness" são um tipo de cerveja preta com amargo sabor intenso e muito refrescante. As cervejas "louras", embora menos original, são igualmente saborosas. O mais popular tipo de cerveja é amarga sem bolhas, escuro e servido à temperatura ambiente, embora os stocks (dourada e luz) tem cada vez mais adeptos. O whisky se tomada juntamente com meio litro de cerveja é chamada "nip” e um litro “half”. Basicamente, há dois tipos de uísque: puro malte (malte de primeira qualidade, produzido com a fermentação da cevada) e granulado (com aveia e uma pequena quantidade de cevada fermentada). Blend é uma combinação dos dois tipos. Alguns bem diferentes são os uísques de malte, cuja qualidade depende nos ingredientes usados no processo, assim como da água e dos barris de carvalho onde são envelhecidos.

  • Bistrotheque, 23-27 Wadeson Street, 020 8983 7900. Bar, cabaré e restaurante.
  • The Duke of Wellington, 119 Balls Pond Road, Dalston / De Beauvoir Town, 020 7275 7640. Famoso bar londrino com música ao vivo e festivais de cerveja.
  • The Audley, 41-43 Mount St, W1K 2RX, 20 7499 1843. Serviu de cenário para uma cena do filme Match Point de Woody Allen, com Scarlett Johansson, nos bancos estofados de vermelho do lado de dentro. Michele Obama e as filhas também já provaram o fish and chips do restaurante.
  • The Elephant's Head, 224 Camden High Street (metrô Camden Town), +44 20 7485 3130. música ao vivo e comidas típicas britânicas
  • The Hawley's Arms, 2 Castlehaven Road (metrô Camden Town), +44 20 7428 5979. Conhecido por ser o favorito da falecida Amy Winehouse. Aconchegante e movimentado, bom para quem gosta de música inglesa e variedade no cardápio.

Durma[editar]

Em Londres o mais em conta são os Hostels (Albergues), onde se pode dividir quartos com milhares de pessoas de várias partes do mundo, ideal para fazer amigos. Hotéis variam de redes simples e baratas a butiques e opções históricas com cinco estrelas. Bed and Breakfasts (B&B) são uma opção confiável e barata, mas bem simples.

O preço do quarto de casal nos hotéis de luxo variam de £180 a £350 ou mais, por dia. Alguns hotéis-butique também atendem esse nicho. Abaixo de £180, a qualidade dos estabelecimentos cai de modo perceptível. A hospedagem mais econômica chega a £100 pela diária de casal. Esses valores podem incluir um café continental, mas normalmente o desjejum é cobrado à parte.

Para quem chega em um vôo muito tarde ou vai embarcar muito cedo, vale a pena se hospedar no hotel Yotel, com unidades nos aeroportos de Gatwick e Heathrow. A partir de £90 a diária.

Escolha onde ficar, considerando a quantidade de dias e deslocamento até o local do passeio/evento:

  • City of London: localização central e bom acesso de transportes públicos. Principais atrações: St. Paul's Cathedral e Torre de Londres (Tower of London). Por ser uma região de negócios, os Hotéis são de qualidade e mais caros durante a semana. Nos finais de semana, a região é menos movimentada e os preços mais em conta.
  • Westminster: região muito turística e cara, onde se encontra o Palácio de Buckingham.
  • South Bank: perto do Tate Modern, London Eye e Southbank Centre. Muitas redes hoteleiras com ótimos preços. No entanto, as opções de transportes são limitadas.
  • South Kensington-Chelsea: área elegante próxima aos museus, ao Hyde Park e com facilidade de compras. Região um pouco cara, mas com bons meios de transportes.
  • Smithfield-Spitalfields: região moderna com hotéis de luxo, ótimos pubs e vida noturna. Contudo, possui poucas atrações turísticas e acesso limitado de transportes.
  • Greenwich: recanto arborizado longe dos pontos turísticos de destaque.

Cotidiano[editar]

Embaixada do Brasil em Londres

Embaixadas Lusófonas[editar]

  • Flag of Angola.svg Angola, 22 Dorset St, W1U 6QY, +44 20 7299-9850.
  • Flag of Brazil.svg Brasil, 14-16 Cockspur Street, W1K 7AT, +44 20 7747 4500, .
  • Flag of Equatorial Guinea.svg Guiné Equatorial, 13 Park Pl, SW1A 1LP, +44 20 7499-6867.
  • Flag of Mozambique.svg Moçambique, 21 Fitzroy Sq, W1T 6EL, +44 20 7383-3800.
  • Flag of Portugal.svg Portugal, 11 Belgrave Sq, SW1X 8PP, +44 20 7235-5331.

Telefones Úteis[editar]

  • Achados e Perdidos (Transport for London Lost Property), 200 Baker Street, NW1, +55 84 5330-9882. Seg-Sex - 8h30 à 16h.
  • Consulado Brasileiro de Londres, 3 Vere Street, W1G 0DG (Metrô: Bond Street ou Oxford Circus), +44 20 7659 1558.
  • Emergência (Polícia, Bombeiro e Ambulância), disque 999 ou 112 (celular). A ligação é gratuita se utilizado telefone público.
  • Visit London, 0870 156 6366. É útil para muitos serviços, como atrações turísticas, festas e eventos (saber dias/horários), passeios pelo Rio Tâmisa e City Tours, etc.

Mantenha contato[editar]

  • Royal Mail (Correio) - continua confiável, apesar do serviço ter perdido a qualidade de antes. Correspondências domésticas são entregues no dia útil seguinte. Cartas por correios aéreo para os EUA ou Canadá, geralmente, levam de três a cinco dias.
  • Operadoras de Celular: EE; Giff Gaff; Three; Vodafone; O2. Consulte a página do Reino Unido para verificar sobre telefonia móvel.
  • Acesso à internet: o WI-FI está disponível em quase todos os hotéis de Londres. Muitos cafés oferecem wi-fi gratuitamente aos clientes. Nas áreas livres, o acesso é disponível sem cobrança de taxa após registro dos usuários, em Oxford St, Trafalgar Sq, Piccadilly Circus, City e Islington's Upper St. Na maioria das estações de trem, aeroportos ou do metrô oferecem wi-fi, mas pode ser um pouco caro.
  • Ligando para Londres: código da área de Londres é 020, seguido por um número de oito dígitos, iniciados por 7 (Londres central), 8 (Grande Londres) ou 3 (não geográficos). O código da área (020) só é usado se você estiver ligando para Londres de outro ponto do Reino Unido ou de um telefone móvel. Para ligar para Londres do exterior, disque o código de acesso internacional do seu país (Brasil = 55), em seguida digite 44 (código do Reino Unido), depois 20 (sem o 0 inicial) e o número de telefone com 8 dígitos.
  • Chamada internacional (IDD): pode ser feito em telefone público, na maioria dos lugares, e pode ser mais barato que uma chamada com cobrança revertida, feita por por uma telefonista. Alguns cibercafés e lan houses também oferecem boas taxas. Na maioria das lojas, é possível comprar um cartão telefônico para ligações internacionais com crédito + PIN.

Segurança[editar]

  • Apesar de ser segura para os turistas, Londres é uma metrópole e como tal é preciso sempre estar atento e tomar alguns cuidados básicos com os seus pertences. Fique de olho na sua bolsa e celular, especialmente, perto de atrações e locais movimentados como o metrô e ponto de ônibus.
  • Comunique todos os roubos à polícia, principalmente, se você for pedir o seguro. West End Central Police: 27 Saville Row (telefone - 101).
  • Evite certas regiões a noite como King's Cross, Dalston e Peckham, mantendo-se sempre nas ruas principais.
  • Pegue um táxi (black cab ou minicab) autorizado após uma noite de balada.

Saúde[editar]

  • Charing Cross Hospital, Fulham Palace Rd, W6 (Metrô: Hammersmith), +44 020 3311-1234.
  • Chelsea & Westminster Hospital, 369 Fulham Rd, SW10 (Metrô: Kensington ou Fulham Broadway; Ônibus: 14 ou 414), +44 020 8746-8000.
  • Guy's Hospital, Great Maze Pond, SE1 (Metrô: London Bridge), +44 020 7188-7188.
  • St. Mary's Hospital, Praed Street W2, Westminster, +44 020 3312-6666.
  • University College London Hospital, Euston Rd, NW1 (Metrô: Euston Sq ou Warren St), +44 020 3447-0083. Para tratamento dentário de emergência.
  • NHS Direct (Serviços de enfermagem 24 horas), 111 - ligação grátis de celulares e telefones fixos.

Partir[editar]

  • Aylesbury - cidade do mercado histórico, há 35 milhas (56 km) a noroeste de Londres.
  • Bath - relíquias romanas, ricas em arquitetura georgiana. Viagem pela estação de Paddington.
  • Cambridge e Oxford - cidades universitárias. Viagem em torno de 2 horas da estação de Liverpool Street ou St. Pancras, e Victoria Coach Station, respectivamente.
  • Manchester - segunda cidade mais visitada da Inglaterra, competindo com York. Fica cerca de 2 horas ao norte de Londres.
  • Paris (França) - apenas 2 horas via Eurostar pela estação St. Pancras.
  • Stratford-upon-Avon - cidade natal do grande dramaturgo e poeta inglês William Shakespeare.
  • York - segunda cidade mais visitada da Inglaterra, concorrendo com Manchester.
  • Winchester - antiga capital da Inglaterra e atraente "cidade da catedral" com muito para ver. Cerca de uma hora de distância de trem de Waterloo.
  • Windsor - perto da cidade do lado do Rio Tâmisa com castelo magnífico e residência real localizada a uma hora apenas de Londres.


Este artigo é usável. Ele contém informações sobre como chegar e algumas indicações completas de restaurantes e hotéis. Uma pessoa mais corajosa poderia utilizá-lo para viajar, mas por favor mergulhe fundo e ajude-o a crescer!
51.507222222222; -0.1275Internet-web-browser.svg