Angola

Da wiki Wikivoyage
Ir para: navegação, pesquisa


Localização
noframe
Bandeira
Flag of Angola.svg
Informações Básicas
Capital Luanda
Governo República presidencialista
Moeda 1 kwanza (AOA) = 100 cêntimos
Área 1.246.700 km2
População 25.789.024 (cen. 2014)
Idioma Português (oficial), bantu
Religião Crenças nativas 47%, católicos romanos 38%, protestantes 15%
Eletricidade 220V/50Hz
Código telefônico 244
Internet TLD .ao


Angola é um país da África Central. Faz fronteira com a Namíbia, no sul, Zâmbia, a leste e a República do Congo, bem como a República Democrática do Congo, no norte.

Entenda[editar]

  • Angola foi colônia portuguesa até 1975. Viveu uma sangrenta guerra civil até 2002, sendo hoje um dos países com o maior número de minas terrestres ainda ativas do mundo.
  • Embora a língua portuguesa seja a oficial, ela é a língua materna de apenas 30% da população, número esse bem maior em Luanda. 60% da população do país fala e entende o português.

Regiões[editar]

Mapa de Angola.
Grande Luanda
Norte
Centro
Sudoeste
Leste
Cabinda


Cidades[editar]

Outros destinos[editar]

  • No Bengo: O Parque da Kissama e a Reserva do Ambrís
  • Na Huíla: Clima, Cidade do Lubango, a Tundavala, a serra da Leba, etc
  • Em Malanje: Quedas de Kalundula, Pedras Negras do Pungo Andongo e a reserva Nacional de Cangandala com a Palanca Negra Gigante
  • Em Benguela (província)|Benguela: As praias da Baia Farta, Cautinha, Praia Morena, Baia Azul, Egipto Praia e a Restinga (Lobito). Museu da Escravatura, Parque Nacional da Chimalavera, Parque Regional do Chongoroi e as Pedras do Sombreiro.
  • No Namibe (província)|Namibe: Parque do Namibe -Deserto e estepe seca- as praias, óptimas para o mergulho e a restinga da Baía Farta.
  • No Cunene: as quedas de Ruacaná (Rio Cunene) e a fauna!

Chegar[editar]

  • Brasileiros devem requerer visto ao consulado:
    • Em Brasília, SHIS - QI 7, Conj. 11 - Casa 9, tel. 61 3248-4489 / 2915; e-mail: angola@tecnolink.com.br
    • No Rio de Janeiro, Av. Rio Branco, 311, 2o andar , tel. 21 3220-9439; e-mail: consuladodeangola@radnet.com.br
  • Portugueses devem requerer visto ao consulado:
    • Em Lisboa, Rua Fradesso da Silveira, Edifício Alcântara Rio, Bloco E, 1300-260, tel. 213-602-060. [1]

De avião[editar]

De barco[editar]

  • Não há linhas marítimas oficiais entre Angola e seus vizinhos. Em 2003 era possível entrar no país vindo da Namíbia em um pequeno barco de passageiros a partir de Rundu. Havia oficiais de ambos os países a bordo. A travessia era mais usada por angolanos adquirindo alimentos e suprimentos no país vizinho.

De carro[editar]

  • Da Namíbia, pelo posto fronteiriço de Oshikango(Namíbia) / Ondjiva(Angola).

De autocarro/ônibus[editar]

De comboio/trem[editar]

  • Não há linhas de trem para outros países. Existem projetos de integrar o país por estrada de ferro ao Congo, Zâmbia e Namíbia.

Circular[editar]

De avião[editar]

De barco[editar]

De carro[editar]

De táxi[editar]

Os taxistas tem por habito cobrar mais caro os turistas. Em média distância o táxi custa 150 Kz. Não dê mais do que 150 Kz num táxi de média distância, pois estes aproveitam-se e alteram o preço.

Temos também os táxis privados, que ficam a porta do aeroporto, e te podem levar ao seu destino final; o custo é cronometrado, dependendo da distância.

De autocarro/ônibus[editar]

De comboio/trem[editar]

Fale[editar]

O português é a língua oficial da Angola e é falada pela maioria da população, mas existem também outros idiomas nativos como o umbundo, kikongo, kimbundu, côkwe, nganguela e o ukwanyama.

Veja[editar]

LuandaJuin2005-1-br.jpg

A Serra da Leba que fica na província do Namibe, a Tundavala na província da Huíla, Mirador da Lua que fica em Luanda.

Centro da cidade de Malanje.

Você também pode visitar a província de Malanje e ver o centro da cidade de Malanje, as pedras negras de Pungo Andongo e as caichoeiras de Kalandula no rio Lucala.

Estádio Nacional 11 de Novembro.

Você também pode ver o Estádio Nacional 11 de Novembro.

Avenida 4 de Fevereiro, em Luanda.

Você pode ver a Avenida 4 de Fevereiro com vista para Luanda.

Barco numa praia do Bengo.

Você também pode ver como se faz pesca na cidade do Bengo.

Faça[editar]

Compre[editar]

  • A moeda é o Kwanza (AOA), dividido em 100 cêntimos. Um real vale aproximadamente 51 kwanzas, e um euro 182 kwanzas (jul/2016).
  • Em Luanda, no mercado de artesanatos de Benfica você encontra excelentes objetos e lembranças, como esculturas em madeira, pinturas, bijuterias e acessórios em geral, e roupas bonitas feitas de pano africano bem coloridos e lindos feitos a seu gosto e do feitio que quiserem.

Coma[editar]

A culinária tradicional de Angola é influenciada pela portuguesa e pela moçambicana , tendo também recebido nos últimos anos uma forte influência da culinária brasileira.

Os ingredientes mais comumente utilizados são cereais cultivados há séculos no país, entre eles sorgo, painço e milho, além de feijão frade, lentilha, inhame, dinhungo (abóbora-carneira) e quiabo. Entre as frutas, os destaques são para a melancia, o tamarindo e o fruto do imbondeiro. O azeite de dendê (óleo de palma) é importante no preparo de várias receitas.

O prato mais popular em Angola é o funge ou funji, uma massa cozida de farinha de milho ou de mandioca. Pode acompanhar carne ou peixe. Outra receita tradicional é a muamba, que pode ser preparada com galinha, carne seca ou peixe, acompanhada de quiabo e dendê.

Pratos típicos[editar]

Além do funge e da muamba, fazem parte da cozinha tradicional angolana, entre outros:

  • Calulu.
  • Cocada.
  • Kissangua (bebida preparada com água, rolão, fubá palapala, e açúcar).
  • Feijão com óleo de palma.
  • Gonguenha (feijão, abóbora e caldo de ossos).
  • Moteta.
  • Mututo (planta cujas folhas são preparadas como guisado, tempearado com tomate, cebola, alho e louro).
  • Mufete (peixe carapau, banana pão, cebola picada(vinagrete), feijão de óleo de palma, batata doce).
  • Pirão (é o mesmo que funge).
  • Quibeba (guisado de choco, peixe, feijão ou carne seca, acompanhado de mandioca, batata-doce ou dinhungo).
  • Sumatena ou Súmate (peixe seco ou carne seca assado na brasa, com molho de água morna dinhungo).
  • Funji com kizaca.
  • Kinhame.
  • Batata.
  • Milho.
  • Masesi, uns bichos do pau.
  • Kiquanga.
  • Otchikango.
  • Mengueleca(folha da abobura).
  • Kizaca(folha mandioquera).
  • Rama de batata.

Beba e saia[editar]

Algumas das festas típicas de Angola são:

  • Festas do Mar - Estas festas tradicionais designadas por Festas do Mar, têm lugar na cidade do Namibe. Estas festas provêm de antiga tradição com caráter cultural, recreativo e desportivo. Habitualmente realizam-se na época de verão e é habitual terem exposições de produtos relacionados com a agricultura, pescas, construção civil, petróleo e agropecuária.
  • Carnaval - O desfile principal realiza-se na avenida da marginal de Luanda. Vários corsos carnavalescos, corsos alegóricos desfilam numa das principais avenidas de Luanda de Benguela do Bie e dos Manga B.
  • Festas da Nossa Senhora de Muxima - santuário da Muxima está localizado no Município da Kissama, Província do Bengo e durante todo o ano recebe milhares de fiéis. É uma festa muito popular que se realiza todos os anos e que inevitavelmente atrai inúmeros turistas, pelas suas características religiosas.

Fora as discotecas e bares, na sua maioria localizados na ilha de Luanda e outros espalhados pela cidade.

Durma[editar]

  1. Em Luanda há vários hotéis de qualidade.

Aprenda[editar]

Em Angola, a dança distingue diversos gêneros, significados, formas e contextos, equilibrando a vertente recreativa com a sua condição de veículo de comunicação religiosa, curativa, ritual e mesmo de intervenção social. Não se restringindo ao âmbito tradicional e popular, manifesta-se igualmente através de linguagens académicas e contemporâneas. A presença constante da dança no quotidiano, é produto de um contexto cultural apelativo para a interiorização de estruturas rítmicas desde cedo. Iniciando-se pelo estreito contato da criança com os movimentos da mãe (às costas da qual é transportada), esta ligação é fortalecida através da participação dos jovens nas diferentes celebrações sociais (os jovens são os que mais se envolvem), onde a dança se revela determinante enquanto fator de integração e preservação da identidade e do sentimento comunitário.

Depois de vários séculos de colonização portuguesa, Angola acabou por também sofrer misturas com outras culturas atualmente presentes no Brasil, Moçambique e Cabo Verde. Com isto, a Angola hoje destaca-se pelos mais diversos estilos musicais, tendo como principais: O Semba, o Kuduro, a Kizomba e a Tarraxinha.

Trabalhe[editar]

Segurança[editar]

  • De um modo geral, não é recomendável viajar dentro da Angola sem uma assistência qualificada. Contudo, seguindo-se algumas regras básicas, viajar não é perigoso. Primeiro, viaje sempre de dia e acompanhado. Se possível, faça uma caravana de carros da mesma marca e modelo, tornando possível o uso de peças sobressalentes. Ter um telefone por satélite é altamente recomendável para casos de emergência.
  • Para a cidade de Luanda, aplicam-se ainda outras regras: de carro, mantenha vidros fechados e portas travadas. Pode ser útil contratar seguranças em hotéis.
  • Não use câmeras em frente a policiais, de uniformes azuis, muito menos os fotografe. No mínimo, você vai levar uma multa, mas pode acontecer coisa pior. Fotografar instalações militares e prédios públicos em geral podem resultar em prisão.
  • Moeda local pode ser levada para fora do país, o montante fixado pelo banco central são cinquenta mil kwanzas
  • NUNCA atravesse as fitas branco e vermelhas, pois estão isolando locais com minas terrestres. Geralmente há um aviso sobre o perigo nesses locais. Afaste-se de qualquer coisa circundada por pedras vermelhas, pelo mesmo motivo.
  • Anote o código IMEI do seu telefone celular. Em caso de roubo, ligue para a operadora para bloquearem o dispositivo

Saúde[editar]

  • Beba apenas água mineral. Água de torneira não passa por nenhum tipo de tratamento. Não use gelo.
  • Use muito repelente e mosquiteiros, devido à malária, febre amarela e o vírus zikas.
  • HIV/Aids é uma epidemia. Jamais faça sexo sem proteção.

Respeite[editar]

Mantenha contato[editar]

Pra emergência ligue: +244939136634.

  • Polícia: 113
  • Ambulância: 112


Este artigo de país é usável. Ele contém links para as cidades principais e outros destinos (todos com estados de usável ou melhor), uma estrutura regional válida, e inclui informações sobre a moeda, idioma, gastronomia, e cultura do país. Pelo menos a atração mais importante é identificada com direções. Uma pessoa mais corajosa poderia utilizá-lo para viajar, mas por favor mergulhe fundo e ajude-o a crescer!
-12.35; 17.35Internet-web-browser.svg