Baixe o arquivo GPX para este artigo
781Map mag.png

Sri Lanka

Fonte: Wikivoyage
Ásia > Sul da Ásia > Sri Lanka
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
noframe
Bandeira
Informações básicas

Sri Lanka (cingalês: ශ්රී ලංකා Śrī Laṃkā; tamil: இலங்கை Ilaṅkai), anteriormente conhecido como Ceilão, fica no sul da Ásia.

Localizada no Oceano Índico, ao sul da Índia, o Sri Lanka é uma ilha conhecida por suas belezas naturais. Sri Lanka tem praias deslumbrantes ao longo de todo o seu litoral, grande vida selvagem e biodiversidade, plantações de chá, pomares, templos, monumentos e uma herança cultural que remonta a vários milênios. A sua paisagem cultural inclui os grupos étnicos cingaleses (principalmente budistas) e tamil (principalmente hindus), com importantes comunidades muçulmanas e cristãs.

Regiões[editar]

O Sri Lanka está dividido em 9 províncias administrativas:

Mapa do Sri Lanka com regiões provinciais por cores
Província Central (Kandy, Matale, Nuwara Eliya, Sigiriya, Dambulla)
Conhecida como "região montanhosa" devido ao seu relevo montanhoso. Também conhecida como região de cultivo de chá.
Província do Norte (Kilinochchi, Vanni, Mannar)
Lar da maioria da população de língua tâmil do país. Ela está sendo reconstruída após ter sido devastada por quase três décadas de guerra.
Província Centro-Norte (Anuradhapura, Polonnaruwa)
Os antigos reinos do Sri Lanka datam de mais de 2500 anos. Rica em história, a área é conhecida como o triângulo cultural.
Província Oriental (Trincomalee, Batticaloa)
Lar de um raro porto natural em Trincomalee e quilômetros de praias arenosas. Um paraíso para os surfistas.
Província do Noroeste (Kurunegala, Puttalam, Chilaw)
Plantações de coco, observação de golfinhos, produção de sal
Sabaragamuwa (Ratnapura, Kegalle)
Capital da mineração de pedras do Sri Lanka.
Província do Sul (Galle, Weligama, Matara, Tangalle, Unawatuna, Hambantota)
Resorts em abundância.
Uva (Badulla, Haputale, Bandarawela)
Planalto. Chá, chá e mais chá
Província Ocidental (Beruwela, Colombo, Gampaha, Negombo)
A capital e maior desenvolvimento.


Cidades[editar]

Parque Nacional da Ilha Pigeon localizado no noroeste do Sri Lanka
  • 1 Sri Jayawardenapura Kotte (Cingalês: ශ්‍රී ජයවර්ධනපුර කෝට්ටේ; tâmil: ஶ்ரீ ஜெயவர்த்தனபுர கோட்டை) — também conhecida como Kotte, nova capital do Sri Lanka
  • 2 Anuradhapura (Cingalês: අනුරාධපුරය; tâmil: அனுராதபுரம்) — ruínas de antigas capitais (parcialmente restauradas). Patrimônio Mundial da UNESCO.
  • 3 Batticaloa (Cingalês: මඩකලපුව; tâmil: மட்டக்களப்பு) — belas praias rasas, arrozais, lugares históricos.
  • 4 Colombo (Cingalês: කොළඹ; tâmil: கொழும்பு) — capital comercial e a maior cidade do Sri Lanka. Hotéis, cafés, restaurantes, discotecas e lojas.
  • 5 Galle (Cingalês: ගාල්ල; tâmil: காலி) — famoso forte holandês. Cidade sede do Festival Literário de Galle. Patrimônio Mundial da UNESCO.
  • 6 Jaffna (Cingalês: යාපනය; tâmil: யாழ்ப்பாணம்) — capital do norte. Em exibição está a rica herança da comunidade de língua Tamil.
  • 7 Kandy (Cingalês: මහනුවර; tâmil: கண்டி) — coração espiritual do país, lar de um dente de Buda. Patrimônio Mundial da UNESCO.
  • 8 Negombo (Cingalês: මීගමුව; tâmil: நீர்கொழும்பு) — bela paisagem e grandes oceanos azuis.

Entenda[editar]

História[editar]

Entrada para o complexo do templo em Kataragama, Sri Lanka

O Sri Lanka tem mais de 2.500 anos de história mencionada em vários textos indianos antigos. Um dos mais famosos é o Ramayana, em que a ilha, conhecida como Lanka, pertencia ao rei Ravana, que capturou a esposa de Rama, uma encarnação do deus hindu Vishnu. Diz a lenda que o macaco Hanuman voou para Lanka e destruiu a capital incendiando-a, enquanto Rama e suas tropas restantes mais tarde cruzaram o continente construindo uma ponte de terra sob o mar.

Os cingaleses chegaram ao Sri Lanka no final do século VI a.C., provavelmente do norte da Índia (os candidatos mais prováveis ​​sendo Bengala ou Maharashtra). O budismo chegou à ilha em meados do século III a.C., e uma grande civilização se desenvolveu em cidades como Anuradhapura (reino de cerca de 200 a.C. a 1000 d.C.) e Polonnaruwa (cerca de 1070 a 1200). O mais antigo dos monumentos budistas data do período Anuradhapura. Foi um período em que o Sri Lanka negociou com outras civilizações da Ásia e da Europa, incluindo o Império Romano. Mais notavelmente, o Sri Lanka exportou canela para o resto do Velho Mundo.

Ocupada por portugueses no século XVI e holandeses no século XVII, a ilha foi cedida aos ingleses em 1796, tornando-se colônia da coroa em 1815. Com a captura da Índia, durante o governo do rei Wikrama Rajasinghe (ශ්‍රී වික්‍රම රාජසිංහ), houve tensas discussões entre o rei e seus súditos, o que deu aos britânicos a chance de invadir o reino e ganhar o poder. Após a tomada, o governo britânico fez um novo conjunto de leis e transformou o Ceilão (como a ilha era chamada naquela época) em um território colonial. Como Ceilão, tornou-se independente em 1948; seu nome foi mudado para Sri Lanka em 1972.

O Sri Lanka foi tomado por uma amarga guerra civil por trinta anos entre o governo e os Tigres Tamil, que lutavam por um estado independente para a minoria de língua Tamil. A guerra custou a vida de muitos e destruiu muitas partes do país, deixando-as em ruínas. A guerra terminou em maio de 2009 com a vitória do governo do Sri Lanka, mas as consequências persistem, e a forte emigração ainda está reduzindo o crescimento da população do Sri Lanka.

Clima[editar]

Como o Sri Lanka é um país tropical, você pode esperar chuva em qualquer época do ano na maioria das regiões. No entanto, as duas principais estações chuvosas são do nordeste (outubro a janeiro) e do sudoeste (maio a julho).

Por ser uma ilha, o clima do Sri Lanka muda drasticamente de uma parte do país para outra. Por exemplo, nas colinas do centro do Sri Lanka, tem uma temperatura em torno de -5 a 20° C durante todo o ano, enquanto na zona seca tem uma temperatura em torno de 30-35° C.

Em geral, o Sri Lanka também tem temperaturas muito altas durante todo o ano, razão pela qual a maioria dos homens do Sri Lanka usa sarongues enquanto as mulheres do Sri Lanka se vestem levemente com vestidos longos.

Fale[editar]

O cingalês, falado pela maioria dos cingaleses, e o tâmil, falado pela minoria tâmil e pelos grupos muçulmanos, são as duas línguas oficiais do Sri Lanka. O inglês é comumente usado na maioria das cidades, especialmente Colombo e Kandy, e por autoridades governamentais e de turismo. Mas, embora a maioria das pessoas em Colombo fale inglês, não espere que todos, em todos os lugares, sejam capazes de falar inglês fluentemente. Na praia e áreas turísticas você não terá problemas com o inglês. A maioria das pessoas nas aldeias rurais, no entanto, não consegue falar inglês, além de algumas palavras simples.

  • Língua cingalesa: A saudação em cingalês é ayubowan, significa "Que você tenha vida longa"; "Obrigado" é bohoma sthuthi e "como vai você?" é kohomada, pronuncia-se "Ko homede"
  • Língua tâmil: a saudação em tâmil é vanakkam; "Obrigado" é nandri

A escrita cingalesa é muito mais curva do que o tâmil. Depois de um tempo, você aprenderá a distinguir entre os dois.

Chegar[editar]

Ambox warning pn.svg
A polícia do Sri Lanka irá prender e deportar pessoas que tenham tatuagens de Buda ou quaisquer outras tatuagens que possam ser interpretadas como tendo significado religioso. Se você tiver essa tatuagem, é altamente recomendável encobri-la ou evitar visitar o Sri Lanka.

Visto[editar]

Um mapa que mostra os requisitos de visto do Sri Lanka, com os países em amarelo tendo visto na chegada com uma Autorização Eletrônica de Viagem

O visto de turista pode ser obtido em todos os países, exceto Maldivas, Seychelles e Cingapura. Permite uma estada de 30 dias no país e é válida por seis meses. A inscrição deve ser feita com antecedência antes de entrar no país e deve ser feita online. Depois disso, o requerente receberá uma Autorização Eletrônica de Viagem (ETA), que deve ser apresentada no porto de entrada no Sri Lanka e trocada pelo visto de turista. As taxas de visto são de US$ 20 para países SAARC (Bangladesh, Butão, Índia, Maldivas, Nepal e Paquistão) e US$ 35 para outros. O ETA deve estar pronto em 2 dias, embora, na prática, eles possam ser emitidos em apenas 10-20 minutos após o recebimento do pagamento.

Alternativamente, o visto de turista pode ser obtido direto no Aeroporto Internacional de Bandaranaike (em um balcão de vistos na chegada, antes da alfândega) por US$ 40. Portanto, o visto online não é uma pré-condição para embarcar em um vôo/navio para o Sri Lanka.

Importante: as autoridades do aeroporto de Colombo são muito exigentes com relação à exatidão do número do passaporte em seu visto. Um erro de um dígito é considerado uma razão para forçá-lo a comprar um novo visto e encaminhá-lo a algum obscuro escritório do governo em Colombo para reembolso de seus pagamentos online. O número deve corresponder exatamente.

Extensões podem ser feitas no Departamento de Imigração, +94 11 532–9000; Segunda-feira, das 9h às 16h30. A extensão do visto dá a você 2 meses adicionais no país, além do visto de entrada inicial de 30 dias (portanto, no total, você pode permanecer no país por 3 meses). Você pode solicitar a qualquer momento. Outra extensão adicional de 3 meses é possível (portanto, no total, 6 meses), mas você deve pagar a taxa de Rs 10.000. Extensões além disso ficam a critério do departamento e exigem uma taxa de Rs 15.000.

O departamento define o custo em dólares americanos, mas você paga em rúpias do Sri Lanka. Para processar a extensão, o escritório de imigração exige seu passaporte e uma passagem de ida. Um trabalhador geralmente começa a distribuir os números da fila e os formulários em torno de 07:00 e 07:30, portanto chegue cedo para estar entre os primeiros; em todos dias úteis.

Com base em várias prorrogações feitas no verão de 2015, o tempo médio é de cerca de 2,5 horas se você chegar as 07:00. Se você chegar às 08:30, a sala geralmente começa a encher e pode demorar cerca de 3-4 horas. Chegando depois das 09:30, estará cheio e o tempo total pode ser de no mínimo 4 horas. Chegar depois das 11h30 geralmente não vale a pena, pois o balcão de pagamentos fecha às 14h30; caso não tenham concluído o pré-processamento necessário para chegar à fase de pagamento antes das 14h30, você deverá retornar no dia seguinte.

De avião[editar]

O primeiro e maior aeroporto do Sri Lanka é o Aeroporto Internacional Colombo-Bandaranaike (IATA: CMB), a viagem até Colombo (35 km) levará cerca de uma hora de táxi. O Aeroporto Internacional Mattala Rajapaksa (Aeroporto Internacional Hambantota, IATA: HRI), no sul do país, fica a 250 km de Colombo, mas não é servido por voos regulares.

SriLankan Airlines opera voos de cidades da Europa, Sudeste Asiático, China, Japão, Oriente Médio, Índia e Paquistão. A SriLankan Air também voa para destinos próximos, como Mumbai, Delhi, Cochin, Bangalore e as Maldivas.

A Emirates Airlines conecta muitas das principais cidades europeias e outras em todo o mundo a Colombo, com vários voos diários de Dubai e Cingapura a Colombo. FlyDubai Airlines conecta Dubai a Colombo pelo menos desde 2016. A Qatar Airways tem 3 voos diários diretos de Doha para Colombo.

A companhia aérea de baixo custo Air Asia opera da Malásia a Colombo. Ela oferece voos baratos para visitantes do Sudeste Asiático, bem como para aqueles que visitam o sul da Ásia e depois seguem para o sudeste (ou vice-versa).

A Oman Air anunciou voos para Colombo via Muscat e Malé. A Royal Jordanian tem voos diários de Amã para Colombo. A Ukraine International Airlines tem um voo de Kiev para Colombo via Dubai. Outras companhias aéreasoperam para Colombo de suas respectivas bases.

Da América[editar]

Não há voos diretos que chegam ao Sri Lanka de cidades fora da Ásia, Oriente Médio e Europa. Da costa oeste estadunidense, a distância é quase a metade do globo. Dependendo de suas preferências e de quanto tempo livre você tem, você pode considerar uma escala na Europa e sudeste da Ásia ou pegar um vôo sem escalas para Nova Delhi ou Mumbai. Em muitos casos, essa pode ser a rota mais rápida, mas verifique se um visto indiano é necessário.

Outra ideia rápida e fácil é usar companhias aéreas do Oriente Médio dos Estados Unidos com escalas no Catar, Bahrein ou Emirados Árabes Unidos (não é necessário visto). Por exemplo, a Emirates com sede em Dubai oferece voos diários de Houston (IAH) e Toronto (YYZ). A Emirates Airlines oferece serviço sem escalas para Colombo duas a três vezes ao dia a partir de Dubai. SriLankan Airlines faz parte da aliança Oneworld que permite a emissão de bilhetes com a American Airlines e outras companhias.

De barco[editar]

O serviço de Tuticorin (Índia) para Colombo foi suspenso indefinidamente. Apesar das declarações ocasionais de políticos indianos e do Sri Lanka de que gostariam de ver a balsa restaurada assim que os serviços portuários em ambos os países fossem construídos, ainda não há planos para o recomeço do serviço (em outubro de 2021). De acordo com a estância aduaneira de Tuticorin, é ilegal um cargueiro transportar passageiros para o Sri Lanka.

Circular[editar]

O Sri Lanka está expandindo rapidamente sua infraestrutura e serviços de transporte público, tornando as viagens independentes mais fáceis ao longo do tempo. No entanto, muitas estradas ainda estão totalmente esburacadas e às vezes aterrorizantes devido às tradições locais de direção. Junto com multidões ocasionais (especialmente em feriados), muitas vezes sem espaço para bagagem e assédio ocasional de mulheres que viajam sozinhas, os ônibus podem não parecer a forma mais atraente de viajar. No entanto, eles oferecem grandes oportunidades de interação com os habitantes locais, são baratos e abundantes.

De avião[editar]

Sri Lankan Airlines opera serviços de hidroavião para alguns destinos. Isso é perfeito para viagens fotográficas porque você pode ter uma visão panorâmica da ilha e leva menos tempo para chegar ao destino do que usando a estrada.

Aero Lanka opera voos locais entre o aeroporto da cidade de Colombo, Jaffna e Trincomalee.

De ônibus[editar]

Para aqueles com orçamento limitado, os ônibus estão por toda parte. Como estrangeiro, você pode ser cobrado a mais, basta pedir uma passagem para o seu destino para obter a tarifa correta. Às vezes, eles ficam lotados e desconfortáveis, mas o levam por quase nada; custa cerca de um dólar para atravessar metade da ilha. Se você está planejando se divertir, os ônibus AC operam na maioria das rotas pelo dobro do preço, oferecem ar-condicionado e assento garantido. No entanto, eles ainda estão desconfortáveis.

As estações de ônibus são em lugares confusos, especialmente as grandes, mas quase todos ficarão encantados em praticar o inglês e ajudá-lo. Além disso, ao viajar de ônibus, é a etiqueta local na maioria dos ônibus fornecer ou ceder os assentos da frente a membros do clero, como monges ou padres, se eles estiverem presentes.

Se você está com um orçamento muito apertado, os ônibus públicos padrão (CTB) não têm ar-condicionado e costumam estar superlotados, mas são muito baratos para os padrões ocidentais e circulam em todos os lugares o tempo todo. Em todos os casos, chegue cedo e de preferência viaje com pouca bagagem. Se você estiver carregando muita bagagem, pode ser necessário comprar um assento para sua mochila, caso não queira mantê-la no colo ou sob os pés.

De trem[editar]

O Sri Lanka tem um extenso sistema ferroviário que atende todas as principais vilas e cidades da ilha, exceto o Norte. O sistema ferroviário no Sri Lanka é pitoresco ao entrar na região montanhosa por causa das trilhas sinuosas. Certifique-se, se puder, de se sentar do lado direito do trem, pois ele oferece a melhor vista. Viajar de trem é em si uma jornada inesquecível, seja viajar para o centro do Sri Lanka ou na região costeira é simplesmente incrível.

O trem Hill para Badulla é uma jornada incrível. De preferência, escolha os trens expressos e tente fazer uma reserva com antecedência, se possível. Os trens podem ser mais lentos do que os ônibus. Você pode consultar os horários dos trens no site oficial da Sri Lanka Railways. Os turistas devem considerar pegar o trem sempre que possível, pois é razoavelmente confortável e muito barato. Uma viagem popular, de Colombo a Ella de trem custa apenas SLR 490 (US$ 2,50) na 2ª classe!

Existem três classes de vagões, embora a 1ª e a 2ª classes estejam disponíveis apenas em alguns trens intermunicipais e expressos. Viajar na 3ª classe não é tão ruim quanto pode parecer. Frequentemente, a diferença entre a 3ª e a 2ª classe é apenas a falta do apoio de braço entre os assentos. Os trens às vezes ficam lotados, especialmente de manhã e no final da tarde.

Serviços de trem de propriedade privada, como Exporail e Rajadhani Express (que foi suspenso em 2018) operam vagões de primeira classe com ar-condicionado e serviços para os principais destinos diariamente. Embora seja mais caro do que viajar de ônibus com ar-condicionado, é muito mais barato do que alugar um carro e oferece facilidades como reservas online, serviços amigáveis ​​a bordo, assentos espaçosos, refeições a bordo e internet sem fio.

Uma das vantagens dos trens é que os bilhetes de trem de 1ª e 2ª classes podem ser reservados com vários dias de antecedência. Sri Lankan Railways tem um site útil em inglês. Também há trens particulares mais caros com vagões de primeira classe e bom serviço para alguns dos destinos. Obviamente, eles têm preços mais altos, mas ainda são uma opção razoável e conveniente para viajantes com orçamento médio ou alto, com uma viagem de Colombo a Kandy custando em torno de Rs 1700.

De tuk-tuk[editar]

O meio de transporte mais comum no Sri Lanka é por meio de um automóvel de três rodas denominado tri-Shaw. Também conhecidos como tuk-tuks (comumente chamados na Tailândia) pelo barulho de seus motores. Eles operam de maneira semelhante aos táxis e, em muitas situações, são uma maneira conveniente e altamente econômica de se locomover. A segurança é uma preocupação, pois nenhum deles tem cinto de segurança e são abertos para os lados. Eles NÃO são permitidos no Aeroporto Internacional de Colombo-Bandaranaike, então não deixe um motorista de tuk-tuk convencê-lo a contratá-lo na sua partida.

Os veículos de três rodas são onipresentes no Sri Lanka. Em qualquer rua, você dificilmente terá que esperar mais do que alguns minutos sem que passe algum que você possa acenar. Se você estiver viajando com bagagem, existem veículos de três rodas um pouco maiores com espaço para suas malas. Embora possa ser a maneira mais inovadora de se locomover, pode não ser a mais econômica em todas as situações. O transporte público é muito mais barato e a maioria dos motoristas de três rodas tende a sobrestimar os estrangeiros. Portanto, nunca concorde com a primeira estimativa. O melhor preço que você pode obter é cerca de Rs 50-75 por km para viagens curtas e cerca de Rs 30-50 para viagens longas (mais de 15 km). Se você encontrar um tri-shaw com medidor, certifique-se de que o medidor esteja ligado. Os táxis são um pouco mais caros, mas certamente muito mais seguros.

Tendo dito isto, você também pode alugar um tuk-tuk de várias empresas. Algumas dessas empresas oferecem mais serviços do que outras. Por exemplo, algumas empresas oferecem ajuda com licenciamento, reparos gratuitos, quilômetros ilimitados e recursos no tuk-tuk, como alto-falantes. Faça sua pesquisa.

De carro[editar]

Os carros alugados geralmente são mais baratos do que os veículos de três rodas, são menos sujeitos a acidentes rodoviários e são recomendados pela maioria dos hotéis. Os carros alugados geralmente vêm com seus próprios motoristas. Frequentemente, o automóvel em si é gratuito, mas o motorista cobra uma taxa por seus serviços. Alguns motoristas e guias são licenciados pelo governo; alguns são extremamente experientes e multilíngues, especializados em conhecimento histórico e cultural e em história ambiental/natural para suas visitas aos locais antigos e às reservas naturais.

Obviamente, se você não estiver com orçamento limitado e, especialmente, se estiver com falta de tempo, alugar um carro com motorista durante todo ou parte da viagem pode ser uma maneira conveniente de seguir o seu itinerário. As taxas diárias variam entre 5.000 rúpias e 10.000 por dia, excluindo combustível, dependendo do tipo de carro que você deseja e se você reserva através de um hotel ou agência de viagens que cobra uma comissão.

Você também pode alugar um carro sem motorista, mas precisará trazer sua carteira de habilitação internacional e validá-la na Associação Automobilística do Sri Lanka para poder dirigir por conta própria. Você pode optar por pagar antecipadamente uma agência para fazer isso por você. Do contrário, você deve fazer em Colombo, e levará um dia. Você encontrará agências internacionais de aluguel de carros no Aeroporto de Colombo e algumas empresas locais na área da praia de Negombo.

De van e táxi[editar]

Os operadores turísticos ficarão felizes em lhe dar uma van e um motorista que o levará por toda a ilha, mas cuidado, as estradas são esburacadas e lentas. Se você reservar de improviso quando chegar, peça para ser mostrado em um mapa para onde você está indo antes de concordar com qualquer passeio pela ilha e pesquise antes de chegar para ter uma ideia clara de onde você pode gostar. Sites de viagem especializados no Sri Lanka são facilmente encontrados e aumentaram muito as escolhas para viajantes independentes. O melhor deles produzirá itinerários de viagem claramente definidos e alguns são flexíveis o suficiente para fazer alterações tardias nos itinerários. Peça para ver suas condições de reserva e políticas antifraude.

Os táxis são uma forma melhor de se locomover em Colombo do que os veículos de três rodas, pois, devido à medição, eles costumam ser mais baratos. As taxas são de cerca de $ 0,55 e eles têm pacotes de dia inteiro (aproximadamente 8 horas e 80 km) por cerca de $ 40. Você também pode definir seu próprio itinerário e viajar dessa forma, ao contrário do que o operador turístico lhe diz. Empresas de transporte como a Uber também estão disponíveis no país. Aconselha-se o transporte em um táxi que tenha o slogan específico da empresa.

Veja[editar]

Templo Koneswaram no Trincomalee, localizado em província oriental do Sri Lanka

As taxas de admissão para estrangeiros em muitos dos locais turísticos do Sri Lanka são até dez vezes superiores às dos residentes locais. Uma estrutura foi construída por volta do século XVI para guardar a relíquia sagrada do dente do Buda. Foi construído como um palácio para os reis do Sri Lanka, que mais tarde foi transformado em um templo. Essa estrutura foi reconstruída muitas vezes após a demolição, inclusive por um ataque terrorista durante a guerra civil de 1983-2009.

Alguns pontos turísticos populares no Sri Lanka são:

  • 1 Reserva Florestal Sinharaja, +94 71 071 4444. Diariamente, das 6h às 18h. A maior floresta tropical do Sri Lanka, também patrimônio mundial da UNESCO. Fauna e flora extremamente diversificada. É o lar de quase todas as espécies de pássaros do Sri Lanka.
  • 2 Observação de baleias em Mirissa, +94 71 551 5412. Meio-dia às 11h30. Lugar perfeito para avistar algumas baleias e curtir o Oceano Índico. Isso adicionaria um pouco de aventura e vida selvagem para a sua viagem/estadia no Sri Lanka. Você também pode explorar todos os tipos de criaturas aquáticas além das baleias, como tartarugas marinhas e talvez até mesmo avistar golfinhos, se tiver sorte.
  • 3 Parque Nacional de Yala, +94 112 888 585. 6h em diante. O parque nacional de Yala é um grande santuário de animais no Sri Lanka. Quando você vai para a parte sul do país, é um lugar imperdível. Há uma grande variedade de animais que vagam pelo parque, incluindo os raros leopardos do Sri Lanka. Se você tiver sorte, poderá localizá-los perto de um bebedouro.
  • Com uma história registrada de mais de 2.500 anos, o Sri Lanka tem um rico patrimônio cultural e natural e seus locais de Patrimônio Mundial estão entre os destaques absolutos do país. Com oito inscrições reconhecidas, o Sri Lanka tem o segundo Patrimônio Mundial mais listado no Sul da Ásia (apenas a Índia, com 30, tem mais). A adição mais recente, no entanto, são as vastas Terras Altas Centrais (incluindo três parques de terras altas: Parque Nacional de Horton Plains, Cordilheira Knuckles e a Área Protegida de Peak Wilderness), que foram inscritas em 2010.

Faça[editar]

De novembro a abril você pode surfar na costa oeste e sul. O melhor lugar para os iniciantes é Weligama, na costa sul. De abril a setembro você pode praticar kitesurf na costa leste. O melhor lugar para os iniciantes é Kalpitiya, onde você encontra escolas de treinamento e as melhores condições da Ásia. O rafting é feito em florestas tropicais, onde os remadores usam uma jangada inflável que é lançada em pequenas cachoeiras. O Parque Nacional Horton Plains oferece uma ótima oportunidade de caminhada e vista espetacular.

Existem mais de 400 espécies de pássaros no Sri Lanka, e mais de 30 delas são endêmicas. A observação de pássaros é uma excelente atividade para realizar durante uma visita à ilha. O único requisito seria um binóculo e um guia de campo, que você pode comprar facilmente nas livrarias e praças locais. O melhor local para a observação de pássaros é o Parque Nacional Kumana.

A observação de baleias pode ser feita a partir de Mirissa, com muitas empresas que oferecem passeios. O Sri Lanka tem uma história de mais de 2500 anos e muitas ruínas antigas podem ser vistas por todo o país… se você gosta de arqueologia, passear pode ser uma ótima escolha. Os locais sugeridos estão na Província Central.

Compre[editar]

Dinheiro[editar]

Taxas de câmbio para rúpia do Sri Lanka
Em setembro de 2021:

US$ 1 ≈ Rs 200
€ 1 ≈ Rs 233
£ 1 ≈ Rs 273
₹ 100 ≈ Rs 270

As taxas de câmbio flutuam. As taxas atuais para essas e outras moedas estão disponíveis em XE.com

A moeda é a rúpia, indicada pelo símbolo "රු" ou "Rs" (código ISO: LKR). Existem moedas de 1 rúpia (a versão antiga é grande e prata, a nova versão é muito menor com uma pequena mudança no design), 2 rúpias (prata) e 5 rúpias (ouro e prata). As cédulas variam de Rs 20 a Rs 5000. Moedas com mais de alguns anos geralmente estão em péssimas condições. Notas bancárias rasgadas, pintadas, rabiscadas ou escritas não são aceitas nas lojas. Cédulas molhadas e enroladas também não são aceitas. Esteja alerta ao aceitar troco, pois o menor rasgo ou mancha de tinta pode significar que elas são inúteis.

As notas de banco do Sri Lanka têm marcações anti-falsificação reveladoras com as quais os viajantes devem se familiarizar. Isso inclui uma marca d'água no lado esquerdo, relevo nas bordas esquerda e direita da nota e uma faixa de holograma brilhante no meio da nota.

Os caixas eletrônicos estão em muitos lugares (especialmente em agências bancárias) nas cidades e subúrbios, menos no campo. Tenha cuidado ao usar cartões de crédito, pois a fraude está aumentando no Sri Lanka. Nem todo caixa eletrônico aceita cartões internacionais, tente o Commercial Bank, eles aceitam cartões internacionais, mas cobram Rs 400. A melhor opção é o Peoples Bank, saque até Rs 100.000 sem taxas.

Compras[editar]

Taqiyah no mercado de Colombo, Sri Lanka. Ele é usado principalmente por tradições religiosas.

O Sri Lanka é um pouco mais caro do que o Sudeste Asiático para acomodação. No entanto, a comida é comparável: comida de rua local custa cerca de € 1, uma refeição em um restaurante local, € 2-5, e uma garrafa da cerveja Lion local custa € 1. Em todo o país existem acomodações simples, hotéis e casas de família. Os preços variam em torno de € 10-20. Na costa, muitos pequenos hotéis boutique abriram nos últimos anos com preços de € 20-30 por noite em quarto duplo. Para mais conforto, espere pagar mais de € 40.

Colombo é a capital do shopping, com muitos shoppings e praças que vendem itens de origem moderna e cultural. As áreas rurais tendem a vender artesanato do Sri Lanka. Quando estiver nas zonas mais rurais, você também encontrará lojas contemporâneas que vendem brinquedos, chapéus e óculos de sol. A maioria delas é de baixa qualidade, mas com um preço a condizer. Óculos de sol falsificados podem parecer bons, mas podem não proteger seus olhos da luz ultravioleta como os reais.

Pedras preciosas (principalmente safiras) são extraídas no país. Tanto as pedras não lapidadas quanto as joias acabadas são facilmente encontradas e, muitas vezes, com preços acessíveis.

Coma[editar]

Mercado de vegetais de Colombo, Sri Lanka

A comida do Sri Lanka e do sul da Índia compartilham muito em comum, e muitos restaurantes locais descrevem seus menus como do Sri Lanka e do sul da Índia. No entanto, existem várias variações regionais.

A comida do Sri Lanka é geralmente picante, mas você sempre pode pedir opções menos picantes, se preferir. Os cingaleses comem com a mão direita — isso não é um grande problema, porque todos os restaurantes podem fornecer talheres se você não puder comer de outra forma. Mas tente o jeito do Sri Lanka (apenas pontas dos dedos!); é mais difícil do que parece, mas estranhamente libertador.

A comida é geralmente muito barata, com uma refeição custando cerca de um dólar estadunidense. Os lugares turísticos mais caros raramente cobram mais de US$ 10. O alimento básico do Sri Lanka é arroz e curry — um monte enorme de arroz cercado por várias iguarias. Se você quiser comer um almoço barato, pode seguir as multidões do Sri Lanka e entrar em qualquer um dos milhões de pequenos cafés. Normalmente vendem um pacote de arroz e curry, bem como uma coleção de pãezinhos apimentados.

Se você estiver fazendo viagens rodoviárias fora de Colombo, existem inúmeras opções de lugares para parar na estrada. Casas de repouso e hotéis ao longo das estradas principais em todo o Sri Lanka têm bons restaurantes que oferecem menus locais e ocidentais. Se você for menos aventureiro, poderá facilmente conseguir bons sanduíches e sopas nesses restaurantes. Esses lugares têm excelentes pratos de arroz e curry, e você será servido com muitos tipos diferentes de curry com uma porção extremamente generosa de arroz. Estas refeições são extremamente deliciosas e vão deixá-lo satisfeito. Comer é definitivamente uma experiência memorável no Sri Lanka.

Existem muitos restaurantes de luxo para escolher na cidade de Colombo. Existem vários restaurantes requintados nos hotéis de 5 estrelas que oferecem cozinha local e internacional. Esses estabelecimentos são encontrados principalmente no oeste de Colombo, embora muitos outros estejam próximos a Colombo e outras cidades importantes.

Lojas de fast-food como KFC, Pizza Hut, McDonald's, Subway e Burger King podem ser encontradas nas principais cidades.

Beba[editar]

No Sri Lanka, a água da torneira não é considerada segura para beber. No entanto, se você estiver usando água engarrafada, sempre certifique-se de que o rótulo SLS esteja presente. O leite fresco, devido ao clima, se estraga facilmente e, portanto, costuma ser muito caro. Leite em pó, entretanto, é seguro e frequentemente é substituído.

A água de coco é muito refrescante. É vendida nas ruas da ilha, você sabe que é limpo porque o coco é aberto na sua frente e é mais barato do que bebidas engarrafadas por cerca de Rs 30/cada. Os refrigerantes estão disponíveis em quase todos os lugares, normalmente em garrafas de vidro que parecem empoeiradas. O produtor local, Elephant, faz uma variedade de bebidas interessantes — experimente a cerveja de gengibre. Coca Cola e Pepsi também estão disponíveis em tamanhos grandes e pequenos (garrafas de plástico), incluindo várias marcas locais de refrigerantes — todas disponíveis em supermercados que se multiplicam rapidamente em todo o país e em mercearias. A cerveja local mais comum é a Lion, que custa em média mais de Rs 140.

O destilado tradicional é o Arrack, que custa cerca de US$ 4 a garrafa. A qualidade pode variar dependendo de quanto você deseja pagar. A venda e o consumo público de álcool são proibidos nos Dias de Poya, que geralmente caem na data da lua cheia. Se você realmente quer beber nesses dias, planeje com antecedência.

Durma[editar]

As acomodações no Sri Lanka foram transformadas. O que seria reconhecida como a indústria do turismo moderno começou na década de 1960, com hotéis de praia tradicionais construídos na costa oeste, voltados principalmente para o público de pacotes de férias e operadores de viagens tradicionais. Mas a última década trouxe uma grande mudança, com o crescimento de vilas, hotéis boutique e propriedades independentes que oferecem uma grande variedade de escolha.

Fique seguro[editar]

Em junho de 2009, o governo do Sri Lanka suspendeu os alertas de viagens após a derrota militar dos rebeldes no norte do país, embora seja aconselhável verificar antecipadamente se houver qualquer dúvida. A longa e sangrenta guerra civil do Sri Lanka terminou um mês antes, quando as forças do governo finalmente exterminaram os Tigres Tamil. No entanto, pode haver minas terrestres restantes e as instalações nas cidades e vilas do norte (e algumas partes do leste) estão devastadas pela guerra. A ONU, ONGs e as autoridades do Sri Lanka estão empenhadas em remover rapidamente as minas terrestres colocadas pelas partes em conflito e reparar os danos causados ​​pelos combates. É um processo longo e difícil.

Bombardeios e assassinatos foram uma parte importante de ambos os lados do conflito e há segurança pesada em todos os locais sensíveis. Embora os separatistas nunca tenham como alvo os turistas, houve mortes, principalmente na explosão de uma mina terrestre no Parque Nacional de Wilpattu em 2006, e outros foram feridos por ações terroristas. Afinal, a guerra é perigosa.

Em geral, porém, os acidentes de trânsito matam mais pessoas do que o terrorismo, embora terroristas ligados ao Estado Islâmico tenham realizado uma série de atentados a bomba em Colombo e em outras partes do país, matando centenas de pessoas na Páscoa de 2019. É bastante seguro viajar no Sri Lanka e muitos turistas de todo o mundo começaram a chegar ao país após o fim da guerra civil. Você verá muitos turistas estrangeiros, principalmente ocidentais. Os locais saudarão os estrangeiros com um sorriso e geralmente são úteis. Recomenda-se evitar andar sozinho à noite. Furtar carteiras em transporte público é incomum, mas tome cuidado. Alguns locais vendem drogas e é importante que esteja a salvo deles.

O crime violento geralmente não é um problema mais sério para os turistas no Sri Lanka do que em qualquer outro lugar. Os crimes violentos envolvendo turistas aumentaram nos últimos anos, mas ainda são muito raros. Os turistas devem ter o mesmo cuidado e atenção que teriam em seu país. De acordo com as leis da era colonial que ainda estão em vigor, a atividade homossexual é punível com multas.

Vigaristas[editar]

Os vigaristas são um problema sério em todas as áreas turísticas. Usar os serviços de um agenciador para acomodação, viagens locais, etc. provavelmente aumentará o preço. Viajantes pela primeira vez no Sri Lanka podem ser vítimas de golpes, no entanto, viajantes experientes no Sri Lanka raramente são enganados e é simples evitar se tornar vítima de golpistas tomando as precauções necessárias:

  • Não acredite em ninguém que afirma ser um profissional ou responsável por um local (como um terminal de ônibus) sem provas.
  • Golpes envolvendo pedras preciosas são comuns. Não compre com a intenção de vendê-los em seu país de origem com lucro.
  • Esteja alerta para qualquer pessoa que tente ajudá-lo, dando-lhe instruções ou conselhos de viagem não solicitados.
  • Se você foi informado de que seu hotel está fechado ou lotado, ligue para eles. Se for sua primeira viagem ao Sri Lanka, não admita, pois isso o tornará um alvo para os golpistas.
  • Alguns motoristas geralmente tentarão ganhar mais com você, forçando-o a visitar o negócio de um de seus amigos (por exemplo, lojas de especiarias, esculturas ou joias). Calma e firmemente diga que você não está interessado e se eles continuarem a forçá-lo a ir, procure outro motorista — eles são muito comuns e você não terá nenhum problema em encontrar outro.

Saúde[editar]

As vacinas recomendadas são para hepatite e tétano. Além disso, obtenha a vacinação contra o tifo fora das áreas turísticas, especialmente na estação chuvosa. O CDC também recomenda a vacinação contra a encefalite japonesa.

  • Dengue: Durante a estação das chuvas, use repelente contra mosquitos. Quando ocorrerem dores na cabeça e nas articulações, faça um exame de sangue. Ainda não há vacinação.
  • Malária: desde 2016 o Sri Lanka é declarado zona livre de malária pela OMS
  • Febre amarela: o Sri Lanka, como o resto da Ásia, está livre de febre amarela, mas é necessário um certificado de vacinação para viajantes com mais de 1 ano de idade vindos de áreas infectadas.
  • Os visitantes devem evitar beber água da torneira. Limite-se a água engarrafada tanto para beber quanto para escovar os dentes.
  • Embora as picadas de cobras sejam extremamente raras entre os turistas (comparáveis ​​a serem atingidos por um raio), qualquer pessoa mordida deve procurar atendimento médico imediato. O número de emergência nacional é 119.
  • Existem pequenas moscas que vivem na areia (apenas no interior, não nas praias). Qualquer contato com a areia seca geralmente resulta em mordidas e arranhões dolorosos subsequentes.

Respeite[editar]

Estátuas de Buda no templo Gangarama em Colombo

São vários costumes que, principalmente para os viajantes ocidentais, demorariam um pouco para se acostumar.

  • É costume tirar os sapatos e usar trajes respeitosos (ou seja, sem minissaias, tops, calças curtas) ao visitar os templos. Também é costume tirar os sapatos antes de entrar em uma casa, embora isso não seja seguido tão estritamente como em lugares como o Japão.
  • Nunca toque ou dê tapinhas em monges budistas, incluindo monges mais jovens e crianças que praticam em um templo.
  • Não exiba tatuagens que representem o Buda. Isso pode ser considerado altamente ofensivo no Sri Lanka, mesmo que seja aceitável em outros países e regiões budistas. A prisão e a deportação são cenários realistas.
  • Não vire as costas para uma estátua de Buda enquanto estiver a uma distância razoável. Isso inclui posar para fotos. É aconselhável fotografar uma estátua de Buda com todas as pessoas voltadas para ela (como observando-a).
  • A nudez em público é ilegal no Sri Lanka — banhos de sol com nudez/topless e nudismo devem ser evitados, exceto em resorts de praia particulares que permitem isso.
  • Embora não seja obrigação aos turistas, é mais educado usar a mão direita ao entregar dinheiro e pequenos objetos… Claro que você pode usar as duas mãos para algo grande e/ou pesado.
  • Seja respeitoso com os monges, idosos e deficientes. Sempre dê a eles o assento em um ônibus lotado.
  • É altamente controverso discutir política, particularmente a divisão cingalês/tâmil. A guerra civil de 26 anos que terminou em 2009 viu milhares de ataques em todo o país, incluindo atentados suicidas e massacres que mataram muitos políticos e civis de ambos os lados.
  • Nenhuma fotografia de locais sensíveis (dentro e fora) e dentro de shoppings e fábricas de chá. Tenha um cuidado especial em Fort, Colombo (exceto na praia). Se os soldados estão guardando algo, provavelmente não deveria ser fotografado.
  • Beijos e/ou abraços em público podem ser culturalmente desaprovadas, visto que é considerado um comportamento privado, mas é aceitável em funções e estabelecimentos designados para adultos, como boates, cassinos e festas na praia. Muita leniência é dada aos estrangeiros, mãos dadas e a afeição pública entre pais e filhos não são desaprovadas.

Conectar[editar]

O código para Sri Lanka é 94. Remova o prefixo intermunicipal (0) antes do número ao discar do exterior (ou seja, 0112 688 688 torna-se +94 112 688 688). Os dois próximos números após 94 representam o código de área, eles são diferentes para cada distrito.

O uso de celulares GSM é generalizado e a cobertura é boa. A Dialog e a Mobitel são duas operadoras que possuem escritórios de vendas dentro do saguão de desembarque. Dialog Mobile tem a cobertura mais ampla do país, incluindo áreas rurais, e a rede GSM/3G/4G da melhor qualidade. Todas as operadoras móveis têm as mesmas tarifas, portanto é aconselhável dirigir-se à rede que lhe oferece a melhor qualidade. Todas as operadoras de celular oferecem tarifas baratas de chamadas. Quando você estiver com extrema necessidade de conexão com a internet, vá até a loja mais próxima e peça um "Cartão de Dados". Após adquirir o cartão, disque o número no verso e siga as instruções.

Dialog Mobile, Mobitel, Etisalat e Airtel oferecem serviços de banda larga móvel pré-pagos que podem ser ativados e usados ​​imediatamente. Comprar um roteador Wi-fi realmente não é necessário, pois será disfuncional quando você estiver fora do país (a menos que você esteja planejando uma estadia longa, como 1-2 anos). Dialog é a rede de roaming da Vodafone no Sri Lanka e oferece o melhor serviço com taxas baratas. A Etisalat e a Airtel também oferecem tarifas de roaming baratas especialmente para a Índia.

Os telefones celulares são mais baratos e amplamente disponíveis.


Este artigo é um guia. Ele tem informações repletas sobre o assunto abordado, mas especificações podem faltar.

Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!