35103Map mag.png

China

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
noframe
Bandeira
Informações básicas

A República Popular da China (Chinês, 中国, Pinyin, Zhōngguó), é um grande país da Ásia e o mais populoso da Terra. Com uma história que remonta a milhares de anos, uma cultura singular e números de crescimento econômico que surpreendem ao mundo, o país é o quarto mais visitado do planeta.

Entenda[editar]

Clima[editar]

Em um país gigantesco como a China, o clima é tão variado quanto a sua geografia. No entanto, é possível generalizar quanto a algumas regiões:

  • Norte - nessa região, o começo da primavera e o fim do outono (ambos do hemisfério norte) têm dias agradáveis e noites frescas, sem muita chuva, o que torna esses períodos ideais para viagens. No inverno, cidades como Pequim passam os meses de dezembro até março com temperaturas abaixo de zero e gélidos ventos vindos da Mongólia. No verão, não raro passam dos 30 graus. Da Mongólia vêm também as tempestades de areia que atingem a região e deixam o céu amarelo a partir de meados de abril.
  • O noroeste da China, sem os ventos litorâneos que equilibram a temperatura, têm estações extremas - verões muito quentes (Tupan, a cidade mais quente da China, já registrou 47 graus) e invernos gelados, embora não sofra com o excesso de umidade.
  • O centro, onde ficam as cidades "fornalhas" ao longo do rio Yangtsé, tem invernos curtos e longos e tórridos verões. Xangai tem clima semelhante, mas oceânico.
  • Sul - no sul do país, o verão chuvoso dura de abril a setembro. Nessa época, os termômetros batem na casa dos 40 graus e tufões atingem a costa de julho a setembro. As altas temperaturas e a excessiva umidade dão uma trégua aos viajantes entre novembro e fevereiro.
  • O Tibete tem temperaturas amenas no verão e seus invernos são muito frios e secos. Em Lhasa, no entanto, o inverno pode ser surpreendentemente menos frio do que a grande altitude levaria a acreditar.

Feriados[editar]

O Ano Novo chinês é o feriado mais importante do país e dura uma semana. É uma época em que muitos chineses viajam ou vão visitar suas famílias. Os efeitos desse fluxo são pesadamente sentidos nos transportes e acomodações nas duas semanas antes e depois do dia de ano novo. A data do ano novo na China respeita o calendário lunar e coincide com o ano novo do Vietnã e da Coréia. Os próximas celebrações se darão em:

  • 2007 - 18 de fevereiro
  • 2008 - 7 de fevereiro
  • 2009 - 26 de janeiro
  • 2010 - 14 de fevereiro

Regiões[editar]

Regions of China
Nordeste (Liaoning, Jilin, Heilongjiang)
dōngběi, cidades industriais, florestas vastas, invernos frios e longos, e influência russa, coreana e japonesa
Norte (Shandong, Shanxi, Mongólia Interior, Henan, Hebei, Pequim, Tianjin)
Bacia do Rio Amarelo, berço a civilização chinesa
Noroeste (Shaanxi, Gansu, Ningxia, Qinghai, Xinjiang)
Local da capital chinesa por 1000 anos, com planícies, desertos, montanhas, povos nômades, e Islã
Sudoeste (Tibete, Yunnan, Guangxi, Guizhou)
Região montahosa da fronteira, perto da cordilheira dos Himalaias
Sul Central (Anhui, Sichuan, Chongqing, Hubei, Hunan, Jiangxi)
Região de agricultura, montanhas, vales estreitos, e florestas temperadas e sub-tropicais
Sudeste (Guangdong, Hainan, Fujian)
Região urbana do litoral do Mar da China Meridional e a região mais rica do país
Leste (Jiangsu, Xangai, Zhejiang)
A "terra de peixe e arroz", cidades tradicionais, o novo centro cosmopolitano da economia chinesa


Cidades[editar]

  • Xangai - A maior cidade do país, é o cartão postal da sua nova face desenvolvida.
  • Suzhou - Cidade velha, famosa pelos canais e jardins.
  • Xi'an - É uma grande cidade e capital da província de Shaanxi, na China central. Abrigou casas reais das dinastias Zhou, Qin, Han e Tang.

Outros destinos[editar]

Turistas visitando a Grande muralha da China


Chegar[editar]

Exceto para visitas a Macau e Hong Kong, vistos de entrada são exigidos de todos os viajantes e devem ser obtidos nas embaixadas do país no exterior. Os vistos de turistas permitem a permanência por 30 dias e uma única entrada, isto é, não é possível ir da China a Hong Kong ou Macau e depois retornar ao país.

De avião[editar]

  • Dois vôos semanais para Pequim a partir de São Paulo, pela Air China, tel. 11 3186-8888

Circular[editar]

De avião[editar]

  • Com sua extensa área territorial, é uma das forma mais práticas de se conhecer mais lugares em menor tempo. Porém é uma alternativa cara.

De barco[editar]

De carro[editar]

  • Caso queira uma grande aventura, poderá alugar um carro e se aventurar pelas estradas Chinesas.
  • Também poderá contratar serviços de carro.

De autocarro/ônibus[editar]

  • Alternativa longa porém mais barata do que avião.

De comboio/trem[editar]

  • Os transportes públicos são eficientes na China.
  • Viajar de trem é uma das forma mais usadas para se conhecer o país.

Fale[editar]

O idioma oficial da China, é o mandarim. Existem também dialetos falados pelo país.

Dificilmente os nativos falam inglês.

Compre[editar]

Coma[editar]

Os dois sistemas de cardápio, onde diferentes menus são apresentados de acordo com a cor da pele de um convidado permanecem largamente desconhecidos na China. A maioria dos restaurantes só tem um cardápio - o chinês. Aprender alguns caracteres chineses, como a carne (牛), frango (鸡), frito (炒), sopa (汤), arroz (饭) e água (水) é muito importante.

Por conta de sua vasta expansão territorial, a China contém uma gastronomia variada, que sofre influências de acordo com suas respectivas regiões.

O chá é a segunda bebida mais consumida, atrás somente da água.

O consumo de animais exóticos e de até mesmo carne de cachorro, são permitidos no país.


Beba e saia[editar]

Principalmente nas grandes cidades existem muitas opções.

Durma[editar]

Aprenda[editar]

Os estudantes estrangeiros têm diferentes necessidades educacionais. As Universidades da China oferecem muitos tipos diferentes de cursos e métodos de ensino para atender a essas necessidades, bem como aos diferentes níveis educacionais dos alunos que vêm de fora. Universidade de Pequim (北京大学) e Tsinghua University (清华大学), ambas com sede em Beijing, as universidades mais prestigiadas da China, e são regularmente classificada entre as melhores universidades do mundo.

Trabalhe[editar]

Com a segunda maior economia global (atrás somente dos Estados Unidos), a China, já implementa algumas de suas marcas em vários países.

Segurança[editar]

Em geral nas cidades mais desenvolvidas do litoral a segurança nas ruas é bastante desenvolvido, porém é sempre bom prevenir de trombadinhas ou batedor de carteira.

Saúde[editar]

Não há saúde pública na China.

Respeite[editar]

Não somente em território Chinês, mas em qualquer parte do mundo a cultura do país deve ser externamente respeitada.

Mantenha contato[editar]

Este artigo está delineado. Ele já segue um modelo adequado, mas não contém informações suficientes sobre o assunto.

Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!