Baixe o arquivo GPX para este artigo
38.75-7.4333333333333Map mag.png

Vila Viçosa

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Vila Viçosa vista do castelo.

Vila Viçosa [1] é uma vila portuguesa do Alto Alentejo, apelidada de "Princesa do Alentejo". Conhecida como uma das "Cidades do Mármore", Vila Viçosa situa-se aos pés da Serra de Borba. Foi residência dos Braganças, que aqui ergueram o majestoso Paço Ducal, e, mais tarde, residência de férias para os Reis de Portugal, desempenhando um papel importante na história do país.

Entenda[editar]

Vila Viçosa é uma vila portuguesa do Distrito de Évora que possui 5 400 habitantes. É sede de um município com 194,62 km² de área e 8 871 habitantes (2001), subdividido em cinco freguesias. O município é limitado a norte e leste pelo município de Elvas, a sul pelo Alandroal, a oeste pelo Redondo e a noroeste por Borba.

Vila Viçosa é reconhecida a nível mundial pela qualidade do seu mármore, que constitui a base da economia do concelho. Muitos dos principais monumentos da cidade foram construídos com esta rocha, que já no século XVII era exportado para a corte de Luís XIV, o "Rei-Sol" de França.

História[editar]

Vila Viçosa foi ocupada pelos romanos e muçulmanos até ser conquistada em 1217 durante o reinado de D. Afonso II. D. Sancho II,em1270 recebe foral de D. Afonso III vendo o seu nome mudado de Vale Viçoso para Vila Viçosa. O foral é bastante idêntico ao de Monsaraz, Estremoz e Santarém, atribuindo grandes regalias a Vila Viçosa. No século XIV, D. Dinis manda erigir o Castelo de Vila Viçosa.

Paço Ducal de Vila Viçosa.

Na Crise de 1383-1385, o comendador-mor da Ordem de Avis, Vasco Porcalho, traiu e, tomando o partido de Castela, apossou-se de Vila Viçosa com duzentos e cinquenta homens seus e duzentos castelhanos, o que obrigou a população a fugir para Borba. Um ano e alguns meses depois, na debandada geral que se seguiu à batalha de Aljubarrota, Vasco Porcalho e a sua hoste abandonaram quer a vila quer o castelo. Em 1461 Vila Viçosa passou a fazer parte do Ducado de Bragança. Em 1500, Jaime I de Bragança foi convidado a regressar à corte por D. Manuel I, sendo-lhe restituídos os títulos e as terras do ducado. Em 1502 com o início da construção do Paço Ducal de Vila Viçosa, Vila Viçosa tornou-se a sede do Ducado de Bragança. Em 1512, Vila Viçosa recebe o foral de D. Manuel I.

Durante o domínio filipino, Vila Viçosa, era sede da maior corte ducal da Península Ibérica. Em 1640, um grupo de conspiradores convenceu o então João II, Duque de Bragança a aceitar o trono de Portugal, tornando-se a 1 de Dezembro de 1640, D. João IV (1640-1656) dando início à Dinastia de Bragança. A partir desta data, Vila Viçosa, perdeu fulgor e tornou-se na residência real de férias.

Em 1755, Vila Viçosa foi fortemente abalada pelo Terramoto de 1755. No início do século XIX, Vila Viçosa foi saqueada durante as Invasões Francesas.

Com a Proclamação da República a 5 de Outubro de 1910, Vila Viçosa caiu em decadência, devido ao objectivo dos republicanos em apagar todos os vestígios da monarquia. Contudo, na década de 1930, com a exploração dos mármores (Mármore de Estremoz) e abertura do Paço Ducal de Vila Viçosa para turismo, Vila Viçosa começou a modificar-se até aos dias de hoje. Actualmente, como acontece com muitas cidades alentejanas, sua população encontra-se em diminuição, cujo principal factor responsável é a emigração para outras regiões de Portugal ou mesmo do estrangeiro.

Chegar[editar]

De autocarro/ônibus[editar]

Usando os serviços da Rede Nacional de Expressos [2] pode ir praticamente a qualquer local do país desde Vila Viçosa. Existe um autocarro direto para Lisboa, e daí pode tomar autocarros para todo o país. Para mais informações sobre rotas e preços veja o site da Rede Nacional de Expressos. A Rodoviária do Alentejo [3] também oferece serviços de autocarro entre várias cidades e vilas alentejanas.

De carro[editar]

Para chegar a Vila Viçosa desde Lisboa pode usar a A2, continuando depois pela A6, e saindo na saída de Borba. A partir de Borba, siga as indicações até à vila. Desde o Porto, use a A1 para chegar a Lisboa e depois siga as instruções acima. Desde Faro, use a A22 e depois a A2, em direção a Lisboa. Saia na saída 7 para convergir com a A6, em direção a Espanha. Saia na saída de Borba e siga as direções até Vila Viçosa. Se estiver no estrangeiro, apanhe um avião até Lisboa, Porto ou Faro e siga as instruções.

Desde Madrid, use a A5 e depois a A6, saíndo em Borba. Depois siga as instruções até Vila Viçosa.

Circule[editar]

A vila é pequena, e, portanto, todas as atrações se encontram na mesma área, a pouca distância umas das outras, no centro histórico. Muitas das ruas do centro histórico não permitem carros, pelo que a melhor maneira de se deslocar é a pé. No entanto, um automóvel pode levá-lo até perto da maior parte das atrações. Existem praças de táxis na Rua 1º de Maio e na Praça da República.

Veja[editar]

Muralha de Vila Viçosa.
  • , Avenida dos Duques de Bragança, 268 980 128. O Castelo de Vila Viçosa, outrora uma fortaleza moura, situa-se no topo de uma colina, com a vila a seus pés. No século XIII, D. Dinis mandou construir um castelo e uma muralha à volta de toda a vila, mais tarde ampliados por D. Fernando I no século XIV. No século XVII, o castelo foi novamente reforçado com paredes de 5 metros, ajudando a travar o exército espanhol. Mais recentemente, no século XX,o castelo foi abandonado, sendo restaurado pela Fundação da Casa de Bragança.
  • (também chamado Solar da Padroeira), Largo do Castelo. Esta majestosa igreja renascentista do século XVI situa-se no interior das muralhas de Vila Viçosa. à beira do cemitério. Recebe também o nome de "Solar da Padroeira" por aí se localizar a imagem de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Portugal, que terá sido oferecida por D. Nuno Álvares Pereira. Esta imagem foi declarada padroeira de Portugal por D. João IV, e desde essa altura os reis nunca mais usaram coroa, por acreditarem que esse privilégio estava reservado à mãe de Cristo. A Igreja possui três naves e tem como material de construção principal o mármore. Grátis.
Museu de Caça de Vila Viçosa.
  • (no castelo). Ter 14h00-17h00, Qua-Sex 10h00-13h00 & 14h00-17h00, Sab-Dom 09h30-13h00 & 14h00-17h00. O Museu de Arqueologia, no piso de baixo do castelo propriamente dito, expõe um grande número de peças de variadas épocas, desde mosaicos romanos a instrumentos pré-históricos. Este museu inclui uma importante coleção arqueológica reunida pelo Rei D. Luís I. O Museu de Caça é um dos maiores do mundo e o segundo maior da Europa, com uma grande coleção de animais europeus, asiáticos e africanos, bem como uma importante coleção de armas gentílicas do Ultramar português e de carabinas de caça. 3€ por pessoa..
  • , Cemitério de Vila Viçosa (no interior da muralha). Florbela Espanca é uma das mais reconhecidas poetisas portuguesas, natural de Vila Viçosa, mais famosa pela coletânea de poemas Charneca em Flor. Durante a sua vida, tumultuosa vida não teve grande conhecimento como poetisa, tornando-se famosa pelas circunstâncias da sua morte (um suicídio), que levou ao aumento do interesse na sua obra. Hoje a sua sepultura atrai inúmeros admiradores de todos os países, situando-se mesmo à porta do cemitério de Vila Viçosa, no interior das muralhas da vila. Grátis.
  • , Terreiro do Paço (em frente do Paço Ducal). A Igreja dos Agostinhos é um majestoso templo barroco, Monumento Nacional construído no século XVII, que serve de Panteão para os Duques de Bragança.
  • , Antiga Estação de Caminhos de Ferro, Avenida da Estação, 268 980 516. Ter-Sab 9h00-12h30 e 14h00-17h30. O Museu do Mármore está instalado na antiga Estação de Comboios, adornada com belos azulejos que retratam Vila Viçosa e os seus arredores, e expõe a grande importância do mármore para a região. O museu apresenta o processo de extração e transformação do mármore, expondo os objetos e instrumentos usados e dando informações sobre a história da atividade de extração de mármore na região, que remonta aos romanos, e sobre o presente dessa atividade.
O Paço Ducal de Vila Viçosa num dia chuvoso.
  • , Terreiro do Paço, 268 980 659, fax: 268 989 808, e-mail: . Out-Mar: Ter 14h00-17h00, Qua 10h00-13h00 & 14h00-17h00, Qui-Dom 9h30-13h00 & 14h00-17h00. Abr-Set: Ter 14h30-17h30, Qua-Sex 10h00-13h00 & 14h30-17h30, Sab-Dom 09h30-13h00 & 14h30-18h00. Os núcleos museológicos fecham 2ª e 3ª feiras de manhã, e em feriados. As visitas ao Tesouro só ocorrem de 3ª a 6ª feira, de Outubro a Maio. O Paço Ducal é o ex-libris de Vila Viçosa, um edifício do século XVI, que servia de casa de férias para a família real portuguesa. A maior parte da visita guiada ao palácio passa-se no Andar Nobre, onde se localiza a maior parte das coleções de arte, incluindo pinturas, esculturas, tapeçarias, mobília, cerâmica e ourivesaria. Todas as salas estão decoradas com belos frescos e azulejos, bem como magníficas lareiras de mármore e tetos pintados. A visita termina na cozinha, notável pela sua dimensão e pela enorme quantidade de utensílios em cobre.O palácio inclui também um museu de armaria no piso térreo, para além de um espaço dedicado exclusivamente a obras de ourivesaria, o Tesouro, do qual se destaca a Cruz de Vila Viçosa, de um museu de coches, e de uma coleção de porcelana. O bilhete para a visita guiada ao palácio custa 6€; para os núcleos de armaria e porcelana custa 2,50€; para o Museu dos Coches custa 1,50€; para o Tesouro custa 2,50€..
  • . A Tapada Real é um enorme espaço de lazer de 1698 hectares criado pelo Rei D. Carlos. Trata-se de uma vasta área florestal, com fauna e flora diversas, podendo mesmo ser avistados veados. Os reis usavam-na para caçadas, sendo ainda hoje um ótimo lugar para caça, e o Rei D. Carlos retratou-a em alguns dos seus quadros, que podem ser vistos no Paço Ducal.

Faça[editar]

Compre[editar]

O melhor (e único) local para fazer compras é nas várias lojas do centro histórico, já que a vila não possui centros comerciais nem supermercados de grande dimensão.

A região não tem nenhum artesanato característico, embora possa comprar belas obras de mármore ou estanho.

Coma[editar]

Gastronomia[editar]

Açorda à Alentejana.

Vila Viçosa é um dos melhores destinos gastronómicos do Alentejo, com pratos tradicionalmente alentejanos como o gaspacho (uma sopa fria à base de vegetais), a famosa açorda (outra sopa, ex-libris gastronómico do alentejo, em cuja preparação se inclui pão, coentros, alho, sal e azeite, para além de outros ingredientes, consoante a região do Alentejo), e as sopas de tomate, de cação, de cachola, de batata, de beldroegas, de cebola, etc., para além das migas alentejanas com entrecosto frito (feitas a partir de pão alentejano, pimentão e entreocsto), do ensopado de borrego aos pézinhos de coentrada (com coentros, azeire e pés de porco, entre outros ingredientes) e do cozido à alentejana.

A gastronomia alentejana é também rica em doces e sobremesas, como as tibornas de amêndoa e gila, a sericaia, o toucinho do céu e as encharcadas.

Restaurantes[editar]

  • , Alameda das Varandinhas, 43, 268 980 556. Famoso pelo marisco, o Restaurante Ouro Branco serve alguns dos mais tradicionais pratos da cozinha regional, como o gaspacho com carapaus fritos ou a sopa de cação. O cozido de grão e as barrigas de freira são também muito bons.
  • , Praça da República, Vila Viçosa, 268 980 256, fax: 268 980 280. Um belo e espaçoso restaurante regional, com bons pratos da cozinha alentejana. De entre as especialidades destacam-se as migas à alentejana, o entrecosto frito com migas de tomate e a sericá.
  • , Pousada de Vila Viçosa, Terreiro do Paço. 13h00-15h00 & 19h30-22h30. Situado na Pousada de Vila Viçosa (ver seção Dormir), oferece uma grande variedade de pratos regionais num ambiente acolhedor, e com belas vistas para o páteo das Romanzeiras. Entre as especialidades incluem a sopa de beterraba e abóbora, o 'O Manjar das Chagas', receita criada no antigo convento das Chagas (onde se localiza a pousada), o bacalhau confitado e as costeletas de borrego. Aproximadamente 30€ p/ pessoa (sem bebidas).
  • , Mata Municipal de Vila Viçosa, 268 980 806, fax: 268 989 519. Situado na Mata Municipal de Vila Viçosa, este é um dos restaurantes favoritos dos locais, com bela vista para os jardins e magníficos pratos de cozinha regional alentejana. Possui esplanada.

Beba e saia[editar]

Em Vila Viçosa não existem muitos bares e discotecas para sair à noite:

  • , Rua Florbela Espanca, 78.
  • , Largo Mariano Presado.
  • , Largo D. João IV, 60. 23h00-5h00.
  • , Rua Casas Novas, 18. 19h00-2h00.
  • , Largo D. João IV. Às sextas tem música ao vivo.

Durma[editar]

  • , Aldeamento de Peixinhos, 268 886 870, fax: 268 886 879, e-mail: . Situado em pleno Alentejo, nos arredores de Vila Viçosa, trata-se de um aldeamento composto por duplex muito bem equipados. Possui piscina para adultos e para crianças, campo de ténis e um bom restaurante. Época Baixa (1 de Novembro-31 de Março): T1 por 75 €, T3 por 165€, cama extra por 20€. Época Alta (1 de Abril-31 de Outubro): T1 por 85€, T3 por 180€, cama extra por 25€.
  • , Praça da República, 25, 268 980 318. Extremamente bem localizada, no centro da cidade, perto do Castelo e do Paço Ducal, esta acolhedora hospedaria possui 8 quartos a preços acessíveis, com vista para a zona histórica. Os quartos tem todos ar condicionado, mas não tem internet. Quarto individual: 25€. Quarto duplo: 35€.
  • , Rua Florbela Espanca, 125, 268 886 000, fax: 268 886 001. Este moderno hotel, um dos melhores da região, situa-se num solar do século XVI, conciliando a arquitetura antiga com um design minimalista. O hotel oferece 18 quartos e 4 suites, alguns dos quais adaptados para deficientes. Possui ma piscina, biblioteca, bar, áreas de repouso e um ótimo restaurante, o Restaurante do Paço, com pratos regionais e internacionais. Quarto duplo: 85€ p/ noite. Quarto Twin: 85€ p/ noite. Suíte: 115€ p/ noite.
  • , Convento das Chagas, Terreiro do Paço, 268 980 742, fax: 268 980 747, e-mail: . A Pousada de Vila Viçosa situa-se no Convento Real das Chagas de Cristo, no centro da vila. Notável pelos seus quartos temáticos, sustentados em lendas e contos, este hotel magnificamente restaurado possui duas piscinas, para adultos e para crianças, sala de jogos, com bilhar e jogos de mesa, e restaurante, com pratos regionais e até mesmo um prato original do Convento onde está instalado o hotel, "O Manjar das Chagas". Quarto individual p/ noite: 110€. Quarto duplo p/noite: 120€. Suite p/noite: 162.

Partir[editar]

  • Alqueva [4] - Alqueva é o nome da maior barragem de Portugal, bem como o do lago que criou, o maior lago artifical da Europa. O Alqueva atrai pessoas de todo o país, quer para aqui vir relaxar e estar mais próximos da natureza, quer para atividades mais radicais, como o BTT, variados desportos náuticos e passeios pedestres, quer para pesca ou caça.
  • Borba [5] - Borba, que tal como Vila Viçosa é conhecida por ser uma das "Cidades do Mármore", é também conhecida pela qualidade do vinho aí produzido. Tal como Vila Viçosa, a maior parte dos seus monumentos são construídos em mármore, destacando-se sobretudo o património religioso, nomeadamente a Igreja Matriz do século XV, mas não só, sendo um dos principais monumentos a Fonte das Bicas.
  • Évora [6] - Évora é uma das mais emblemáticas e monumentais cidades portuguesas, Património Mundial da UNESCO, e uma vasta história, que vem desde o tempo dos romanos. É uma das cidades mais importantes da região, a mais populada do Alentejo, capital de distrito e sede de bispado. É famosa sobretudo pelo Templo Romano, ou de Diana, situado no centro da cidade, e pela Capela dos Ossos, na Igreja de São Francisco, com paredes totalmente revestidas de ossos. Também a Sé Catedral e a Praça do Giraldo atraem muitos turistas.
Este artigo é usável. Ele contém informações sobre como chegar e algumas indicações completas de restaurantes e hotéis. Uma pessoa mais corajosa poderia utilizá-lo para viajar, mas por favor mergulhe fundo e ajude-o a crescer!