Baixe o arquivo GPX para este artigo
38.641068-9.0975Map mag.png

Seixal

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Seixal é uma cidade portuguesa pertencente ao distrito de Setúbal e à Área Metropolitana de Lisboa.

Entenda[editar]

O Seixal foi, durante vários séculos, uma pequena vila de pescadores, beneficiada por uma baía de águas calmas e pela ligação fluvial com Lisboa pelo estuário do Tejo. É mais famosa como a base de onde Vasco da Gama zarpou em sua viagem de 1498. Hoje o Seixal é um dos 8 concelhos mais populosos do país, com um total de 184 269 habitantes.

Chegar[editar]

De carro[editar]

Vista do Seixal a partir do rio Tejo.

Vindo de norte (Lisboa e Almada) ou de sul (Setúbal e Algarve), o melhor acesso ao Seixal é a A2 (saindo no nó do Fogueteiro, o centro histórico do Seixal localiza-se a 4 km).

De comboio[editar]

A rede de comboios da Fertagus que faz a ligação ferroviária entre Lisboa e Setúbal permite que se chegue ao Seixal de comboio. Existe uma estação de comboios nos Foros de Amora e outra no Fogueteiro. Existem também autocarros da Fertagus que fazem a ligação das localidades às estações.

De barco[editar]

O Seixal possui um terminal fluvial onde se pode chegar de barco vindo do terminal fluvial do Cais do Sodré (Lisboa). De destacar que estes barcos são catamarãs o que permite que atinjam uma velocidade considerável para um meio de transporte aquático e com uma grande estabilidade. A ligação Seixal - Lisboa é feita em cerca de 15 a 20 minutos.

Durante o Verão existe também um barco que faz a ligação entre o Seixal e a Ponta dos Corvos (praia fluvial).

De autocarro[editar]

Os autocarros da TST fazem diversos percursos pela Margem do Sul do Tejo o que permite que se chegue com facilidade ao Seixal de autocarro.

Circule[editar]

Veja[editar]

Coreto da Amora.

No Seixal o principal destaque vai para a frente ribeirinha e para o centro histórico, uma zona que deve ser percorrida a pé deforma a poder circular facilmente pelas ruas mais estreitas e de forma lenta para apreciar a tranquilidade oferecida pelo rio.

  • .
  • . Reconstruída após o terremoto de 1755.
  • .
  • . Possui um auditório, uma biblioteca e uma galeria de exposições.

Noutras localidades do concelho do Seixal (a uma curta distância) existem variados pontos de interesse. Na Arrentela deve percorrer-se a Avenida Marginal (onde existe uma ciclovia e uma larga zona pedonal) e visitar-se a Quinta da Fidalga, de entrada gratuita e onde se pode passar uma tarde agradável nos seus jardins. Estes jardins incluem um tanque de maré que tem já vários séculos e que enche e vaza de acordo com a maré. Outro atrativo é a Galeria de Exposições do Museu-Oficina Manuel Cargaleiro.

Na Amora o destaque vai para o seu Coreto, junto ao rio que se encontra muito bem conservado; a zona histórica recuperada, com vários espaços de diversão noturna (bares, discotecas, etc.); e os parques urbanos do Serrado e das Paivas. Em Paio Pires existe também um coreto mas o seu estado de conservação não é o ideal.

Em Corroios deve visitar-se o Moinho de Maré que funciona atualmente como museu para que os visitantes possam descobrir como é que este tipo de moinhos funcionava. Junto a Corroios (no Miratejo) começa o caminho de terra batida que dá acesso à Praia da Ponta dos Corvos que possui um areal razoável, zonas arborizadas onde existem sombras abundantes e conta ainda com um café e uma zona para fazer churrascos (com mesas e grelhadores) . Em alternativa pode apanhar-se um barco a partir do Seixal e que tem como destino a Ponta dos Corvos.

Faça[editar]

Passeio ribeirinho do Seixal.
  • .

Compre[editar]

No Fogueteiro existe um centro comercial designado "Rio Sul Shopping" onde se podem encontrar as principais lojas que existem neste tipo de espaços, tem uma diversidade considerável na área da restauração, existem várias salas de cinema e possui estacionamento gratuito coberto e também à superfície no último piso. Existem vários supermercados na zona e também algumas lojas tradicionais.

Coma[editar]

Esta região caracteriza-se pela oferta de peixe e marisco provenientes do Estuário do Tejo. O Seixal foi em tempos um grande exportador de ostras para França e apesar de hoje já não existirem ainda é possível observar as suas conchas junto às margens do rio. Atualmente ainda se apanham vários tipos de marisco quando a maré está vazia, sendo que os principais são a Amêijoa e o Berbigão. O peixe tem garantia de frescura pela proximidade do local onde é pescado. Existem vários restaurantes típicos na zona mas quem não estiver interessado pode optar por almoçar no "Rio Sul Shopping" onde existem restaurantes que se dedicam a gastronomias de outras zonas do país e até de outros países.

Econômico[editar]

Médio[editar]

  • , Praça 5 de Outubro 4, Amora.
  • , R. Dr. Emídio Guilherme Garcia Mendes 3.
  • , R. Cacheu 17, Seixal.
  • , Av. da República 43, 2840 Arrentela.
  • , Praça da República 2.
  • , Av. Dom Nuno Álvares Pereira 121.

Esbanje[editar]

Beba e saia[editar]

Depois de jantar num dos restaurantes que o Seixal tem para oferecer, os visitantes podem sair à noite e conhecer alguns espaços onde podem beber, divertir-se e conviver.

A principal zona de diversão noturna situa-se na Avenida Silva Gomes (no centro histórico da Amora) onde as pequenas casas locais que estavam até há alguns anos ao abandono foram agora convertidas em bares e discotecas. Os espaços mais conhecidos são o "Heart Rock", e o "Réplica Club", mas existem outros ao longo da avenida.

Em Corroios, na Rua Manuel Ribeiro existe também uma importante zona de discotecas sendo as mais famosas a "RS Dreams" e a "Discoteca Ondeando".

Durma[editar]

Partir[editar]


Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!