América do Norte

Da wiki Wikivoyage
Ir para: navegação, pesquisa

A América do Norte corresponde à parte setentrional do continente americano, sendo o terceiro maior continente, com uma área de 24.221.490 km2 (9.351.969 milhas quadradas). Fica no hemisfério norte, entre os oceanos Atlântico e Pacífico.

Países[editar]

Países da América do Norte
Canadá
Tem vastas extensões de áreas selvagens intocadas, mas também possui algumas das cidades mais modernas e cosmopolitas do mundo.
Groenlândia
Um país autônomo, mas ainda parte da Dinamarca, com uma vasta ilha de paisagens estridentes e sol de meia-noite.
Estados Unidos da América
Uma das maiores nações, etnicamente diversa e multicultural na Terra. Possui algumas das cidades mais famosas do mundo e parques naturais de beleza indescritível.
México
Uma grande atração turística para naturalistas, ecoturistas e historiadores; onde o primeiro encontrará praias tropicais, enquanto o último vai ver de tudo, desde ruínas maias até a história colonial espanhola.
Caribe
Praias de areia branca, a água cristalina e a cultura da ilha descontraída tornam o Caribe um dos melhores pontos de férias do mundo.


Territórios / Dependências[editar]

Cidades[editar]

Canadá[editar]

Vista do centro financeiro de Toronto, com destaque para a Torre CN.
  • Toronto - capital e a maior cidade, um caldeirão cosmopolita com enclaves étnicos e atrações culturais em abundância.
  • Banff - importante centro turístico, cercado por montanhas, sendo muito procurado também pelos que praticam esportes de aventura.
  • Montreal -  centro de comércio, tecnologia aeroespacial, finanças, produtos farmacêuticos, tecnologia, design, educação, cultura, turismo, jogos, cinema e assuntos mundiais.
  • Ottawa - centro político e tecnológico do Canadá.
  • Quebec - possui vastos recursos naturais, entre os quais inúmeros rios, lagos e muitas florestas.
  • Vancouver - condomínios de aço e vidro; beleza natural excepcional, onde você pode esquiar e se sentar na praia todos no mesmo dia.

Estados Unidos[editar]

Arranha-céus de Nova York.
  • Boston - o maior polo educacional dos Estados Unidos.
  • Chicago - importante polo para a indústria das telecomunicações, transporte e infra-estrutura.
  • Las Vegas - famosa e populosa por seus casinos.
  • Los Angeles - cidade americana conhecida por Hollywood e pelas estrelas de cinema; montanhas e praias; e muito tráfego.
  • Miami - centro turístico, visitada o ano inteiro por turistas, pelo seu clima quente e suas praias.
  • Nova York - "the Big Apple", centro do comércio e da cultura norte-americanos, imortalizada em filmes e músicas.
  • Orlando - a segunda maior cidade dos EUA em termos de movimento turístico.
  • São Francisco - conhecida pela sua neblina fria do verão, íngremes colinas, eclética mistura de arquitetura vitoriana e moderna e seus marcos históricos famosos, incluindo a Ponte Golden Gate, os bondes e Chinatown.

Outras capitais[editar]

  • Cidade do México - capital do México, a terceira maior cidade do mundo cheia de museus, arquitetura centenária e amenidades modernas.
  • Havana - capital de Cuba no Caribe, famosa por seus charutos, sua forte cultura hispânica e caribenha e sua lendária vida noturna.
  • Nuuk - capital e maior cidade da Groenlândia.

Outros destinos[editar]

Lago Moraine, no Parque Nacional de Banff, Canadá.

Entenda[editar]

A América do Norte é composta por três grandes países e um grande território insular que cobre a maior parte da sua área. São o Canadá, os Estados Unidos da América (EUA), o México e a Gronelândia. Existem também sete nações menores em seu extremo sul (coletivamente conhecido como América Central), cerca de duas dúzias de nações insulares e territórios de vários tamanhos no Caribe e um território francês isolado da costa atlântica canadense. Embora as regiões da América Central e do Caribe sejam tecnicamente parte do continente norte-americano, elas são comumente listadas separadamente de seus vizinhos maiores e, portanto, os nomes das regiões distintivas por motivos culturais e geográficos.

  • A região da Gronelândia, do Alasca e do norte do Canadá está no mesmo nível da Sibéria, as áreas mais frias a norte da linha do Equador. Poucas pessoas vivem aqui, a vegetação é geralmente escassa e algumas áreas são completamente cobertas por gelo na maior parte do ano.
  • A maioria dos canadenses vive no sul do país perto da fronteira norte dos Estados Unidos. Aqui você pode encontrar cidades mundiais cosmopolitas e interessantes e parques nacionais facilmente acessíveis para amigos da natureza e da vida selvagem.
  • O meio do continente é coberto pelos Estados Unidos da América, que é uma superpotência natural e culturalmente diversificada. O tamanho e a não uniformidade do país resultam em maior tempo de viagem e muitos destinos e experiências únicas.
  • A parte sudoeste do continente consiste no México e na América Central, onde a cultura latino-americana moderna atende a antiga herança maia e asteca.
  • A parte sudeste do continente consiste nas ilhas do Caribe, destinos populares para viagens de cruzeiro e de praia.

História[editar]

As culturas indígenas da América do Norte, também chamadas de nativos americanos, índios ou primeiras Nações, chegaram ao Alasca antes de 10.000 a.C. e ocuparam praticamente todas as partes da América do Norte. Exceto uma colônia Viking de curta duração em torno de 1000 D.C., as Américas foram isoladas do resto do mundo até as viagens de Colombo a partir de 1492 e a subseqüente onda de colonização. Os Estados Unidos tornaram-se independentes em 1776, e tem crescido como a superpotência dominante do mundo no século XXI.

Povo[editar]

A América do Norte apresenta uma ampla variedade de tipos raciais e étnicos, em razão da miscigenação dos povos indígenas, que habitavam no continente, com os europeus e os negros africanos. A partir do  século XX, aumentou a imigração de asiáticos.

Nos Estados Unidos e no Canadá, a predominância dos nativos é de procedência européia. Grande parte da população mexicana provem da mistura de indígenas e europeus e os povos que habitam a Groenlândia são frutos da miscigenação de esquimós com os primitivos colonizadores dinamarqueses.

Clima[editar]

Probabilidade de um Natal frio nos Estados Unidos.

O clima frio é uma preocupação sazonal em muitas partes do continente. A definição meteorológica do inverno é uma temperatura persistente abaixo de 0 ° C (32 ° F). O sul do Canadá e a maioria dos Estados Unidos (exceto o sul e o sudoeste) tem clima temperado, onde os invernos são curtos, mas podem ser intensamente frios. A maior parte da área terrestre do Canadá é boreal, com verões curtos e longo inverno. O sudoeste e o sul dos Estados Unidos (assim como o norte do México) têm clima subtropical, onde as temperaturas sub-zero são incomuns, mas não são inéditas. Os trópicos (Flórida, sul da Califórnia, Caribe e América Central) são quentes durante todo o ano - exceto por altitudes mais altas que têm temperaturas mais frias, mas também carecem de muita variação de temperatura.

Fauna e Flora[editar]

A vegetação natural da América do Norte varia de acordo com a região e é caracterizada  pela  taiga, ou floresta boreal, vasta extensão arborizada principalmente constituída de coníferas que cobre mais a grande parte do Sul e o centro do Canadá e estende-se até no Alasca. Ao norte o solo é envolvido pela tundra. No leste dos Estados Unidos destacam-se as florestas mistas compostas de diferentes espécies de pinheiros.  Na parte ocidental, as florestas estão localizadas nas cadeias montanhosas e são predominantes as coníferas. O México abriga uma floresta de tipo tropical particularmente rico em espécies. As regiões mais secas da América do Norte é constituída de ervas e arbustos. As regiões secas do oeste dos Estados Unidos e o norte do México apresentam cerca de raras variedades de arbustos e de numerosas espécies cactus, vegetação esta, característica de deserto.

A fauna na América do Norte é bastante rica e abriga inúmeras espécies como renas, alces, ursos polares, focas e raposas, animais estes que habitam as regiões meridionais. Em outras regiões como a pradaria central americana são encontrados  o cervo, o puma e o bisão. Nos desertos é possível encontrar roedores, répteis e coiotes; e nas florestas é possível encontrar grande variedade de aves, esquilos e cobras.

Chegar[editar]

De avião[editar]

Você pode entrar nas principais cidades nos EUA e no Canadá por vôos diretos de todos os outros continentes habitados. As companhias latino-americanas voam diretamente entre a América Central e do Sul e da Europa. Você também pode voar diretamente para muitas das ilhas do Caribe. Os voos mais baratos e a maioria dos destinos serão para os Estados Unidos. Dos 15 maiores aeroportos da América do Norte, apenas um não está nos Estados Unidos, Toronto-Malton. Se você não deseja viajar pelos EUA para chegar ao seu destino, há serviços oferecidos dos principais centros europeus e sul-americanos aos principais aeroportos norte-americanos, como Cidade do México, Cidade do Panamá e Punta Cana. Voar é a maneira mais rápida e barata de chegar à América do Norte.

De barco[editar]

Porto de Miami, o maior porto de navios de cruzeiro do mundo, e sede de empresas como a Celebrity Cruises e a Royal Caribbean International.

É possível viajar através dos oceanos Atlântico e Pacífico por navio, mas esses cruzeiros tendem a ser bastante caros em comparação com o avião, e pouco frequentes. Há travessias da América do Sul para a América Central e para o Caribe. Ainda existe um navio de passageiro de estilo antigo que conecta Nova York a Southampton, no Reino Unido. Então, se você tiver tempo e dinheiro e quiser chegar ao estilo, como antigamente, certamente pode ser feito.

Terrestre[editar]

Mesmo que as Américas estejam fisicamente conectadas, não há estradas ou ferrovias entre o Panamá e a Colômbia. Teoricamente, é possível (mas irremediavelmente perigoso) caminhar pelos 100 km de selva. Se você quiser levar seu veículo com você, você precisa pegar um navio.

Circule[editar]

De avião[editar]

Como os centros de população são amplamente espaçados, a maioria das viagens de longo alcance é por via aérea, com uma extensa rede de aeroportos principais e regionais (menores), geralmente complementada com serviços de aluguel de carros para cobrir as viagens locais quando você chegar ao seu destino (ver "De carro ").

De barco[editar]

A América do Norte contem uma série de grandes corpos de água doce, sejam os Grandes Lagos entre o Canadá e os EUA ou os vários rios que atravessam o continente, sendo a maioria deles amplamente utilizada para transportar bens e pessoas. O cruzeiro em pequenas embarcações certamente é uma opção nos EUA, pois é o país com as vias navegáveis ​​interiores mais longas do mundo. O Canadá também oferece uma grande quantidade de opções para proprietários ou inquilinos de pequenas embarcações.

De carro[editar]

Highway 401 em Ontário, no Canadá, a mais movimentada da América do Norte.

A maioria das viagens pelo Canadá, Estados Unidos e México é por veículo pessoal. Quase todas as rodovias do Canadá e dos Estados Unidos estão bem conservadas, com serviços de gás, comida e hospedagem, variando de adequada a muito conveniente.

As agências de aluguel de carros estão disponíveis em quase todos os aeroportos. Normalmente, é necessária uma carteira de motorista válida e um cartão de crédito internacional ou depósito em dinheiro. Os aluguéis são às vezes restritos para motoristas menores de 25 anos. Muitas agências oferecem seguro de curto prazo e cobertura adicional.

De ônibus[editar]

Há um serviço abundante de ônibus de longa distância na maioria dos EUA e Canadá, mas o tempo de viagem é excessivamente longo (muitas vezes, substancialmente mais tempo do que uma viagem direta em um veículo pessoal) e as estações tendem a ser mal conservadas e ainda mais mal protegidas. Os ônibus interurbanos geralmente viajam apenas entre cidades importantes, nunca para locais remotos, e estão limitados ou não estão disponíveis fora do horário comercial. No México, em contraste, o serviço de ônibus é extenso e uma maneira comum de se locomover.

É possível viajar de ônibus entre os três maiores países da América do Norte. Veja "De ônibus" no artigo de um determinado país, estado / província, região e / ou localidade para saber mais. A qualidade do serviço varia, e muitas vezes, corresponde ao tamanho da cidade.

Fale[editar]

As três principais línguas da América do Norte são o Inglês, o Espanhol e o Francês.

Os Estados Unidos e o Canadá são países majoritários de língua inglesa. O Inglês também é falado em muitas nações caribenhas e no país centro-americano de Belize. Uma variedade crioula de inglês é falada por uma minoria ao longo de grande parte da costa caribenha da América Central, bem como algumas ilhas do Caribe, mais notavelmente a Jamaica, mas levará algum tempo a se acostumar e pode ser ininteligível para os falantes do idioma em língua secundária.

O México, a maioria da América Central (principalmente o lado do Pacífico) e porções do Caribe são majoritariamente falantes de língua espanhola. O Espanhol também é falado como língua materna por uma minoria de pessoas e segunda língua por outros em muitas partes dos Estados Unidos.

O Francês desempenha um papel substancial no Canadá - especialmente no Quebec, mas também em partes de Ontário, Manitoba e New Brunswick - e um papel importante em outros lugares, especialmente o Caribe (embora em alguns países um crioulo francês seja mais comum, como o crioulo haitiano no Haiti).

O Holandês é falado nas ilhas do Caribe do Sul que costumava fazer parte das Antilhas Holandesas. Numerosas línguas indígenas são faladas por nativos americanos e os povos inuit da América do Norte, incluindo a Groenlândia. Existem algumas comunidades isoladas nas quais apenas algumas pessoas falam mais do que a língua indígena e, no México, nas línguas náhuatl e maia estão a ter um tipo de reavivamento. O Dinamarquês é falado na maior parte da Groenlândia.

Veja[editar]

Montanhas Rochosas no Colorado, Estados Unidos.

Existem muitas coisas para ver na América do Norte. Há paisagens naturais espetaculares que vão desde montanhas e tundra até desertos e florestas tropicais. As Montanhas Rochosas (Rockies) são a maior cordilheira do continente, que corre do norte do Canadá ao sudoeste dos Estados Unidos. Estas montanhas contêm alguns dos parques nacionais mais visitados do mundo, incluindo o famoso Yellowstone. As cidades norte-americanas como Nova York, Chicago e Washington D.C. são o lar de alguns dos melhores museus do mundo. Arquiteturas deslumbrantes podem ser encontradas da Cidade do Panamá a Montreal.

A vida selvagem norte-americana, com espécies icônicas como o urso-pardo, o bisão, o mustangue e a águia careca, é uma atração em si mesma.

Faça[editar]

Especialmente nos EUA, os esportes em equipe são os mais apreciados e os que dão mais audiência nos estádios e na TV. Nessa ordem são: Futebol americano, Beisebol, Basquetebol, Hóquei no gelo e Futebol.

Compre[editar]

A América do Norte é conhecida pela fabricação de muitos eletrônicos, como a Apple, a Hewlett Packard (HP) e a Dell.

Muitas cidades norte-americanas têm distritos de compras famosos, como a 5th Avenue em Nova York, Rodeo Drive em Beverly Hills e a Magnificent Mile em Chicago. Os distritos comerciais do centro geraram alguns dos varejistas mais famosos do mundo, incluindo Macy's, Bloomingdale's e Neiman Marcus.

Muitos turistas gostam de fazer compras no maior centro comercial dos Estados Unidos, o Mall of America. Está localizado em Bloomington, Minnesota, um subúrbio de Minneapolis. Além de ter um número impressionante de lojas, você também encontrará um cinema de tela múltipla, um parque de diversões e muitos restaurantes - incluindo fast-food. Além disso, o West Edmonton Mall, em Edmonton, Alberta, Canadá é um destino popular, considerado um dia o maior shopping do mundo.

Coma[editar]

Poutine servido no restaurante La Banquise, Canadá.

A comida canadense e dos EUA varia de região para região e é fortemente influenciada pela cultura imigrante. Em termos gerais, você deve pensar em frutos do mar nas costas, carne e batatas no centro do país, e praticamente qualquer coisa que você possa pensar nas principais cidades cosmopolitas. Poutine que são batatas fritas cobertas de coalho de queijo e molho de carne, pode ser o lanche favorito de comida rápida do Canadá.

Enquanto a influência mexicana se estende na gastronomia do norte da América Central, com base principalmente em arroz e feijão que juntos formam "gallo pinto" (também conhecido como "casamiento"), alimentos básicos que você comerá pelo menos uma vez durante qualquer visita, não importa o quão curto.

Beba e saia[editar]

Novamente, o influxo de imigrantes para a América do Norte trouxe consigo métodos culturalmente diversos de produção de álcool. As bebidas regionais e os tipos de licores abundam. As bebidas nas regiões do sul serão muitas vezes misturadas com frutas tropicais; e é claro, o México é famoso por técnicas de fermentação com a planta de agave (Tequila). Os cocktails feitos com gim e vodkas sofreram um renascimento nos EUA e no Canadá, evocando memórias de velhas estrelas de cinema de tempos passados. E, claro, quem não ouviu falar da Mint Julep de Kentucky, ou do furacão de Nova Orleans.

Como com todas as culturas, haverá bares esportivos com grandes telas de televisão e fãs ávidos. Se isso é algo que você gosta, certifique-se de verificar a temporada e os horários do jogo para ver quando o próximo hóquei, futebol americano, futebol (futebol de associação) ou jogo de beisebol está ligado e junte-se ao barulho.

Durma[editar]

Os hotéis independentes e as cadeias hoteleiras internacionais e regionais estão espalhados pelo Canadá e nos EUA. Albergues estão disponíveis nas cidades, embora muitas vezes em locais menos desejáveis. Se os albergues são sua escolha habitual de hospedagem, considere opções como o YMCA ou um hotel barato. Os pontos de acampamento estão amplamente disponíveis, geralmente ao longo de estradas ou perto de lagos e rios, muitos exigem uma pequena taxa.

Segurança[editar]

A polícia e outros serviços de emergência estão amplamente disponíveis em todo os Estados Unidos e no Canadá, bem como a maioria das áreas do México e geralmente têm tempos de resposta rápidos. Nos Estados Unidos e no Canadá, a polícia e outros primeiros socorristas podem ser convocados em uma emergência, discando 9-1-1 em um telefone compatível. A segurança varia muito de um lugar para outro, então veja o artigo apropriado sobre a região de interesse.

Saúde[editar]

A água da torneira geralmente é segura para beber no Canadá e nos Estados Unidos.

Mantenha Contato[editar]

As frequências de telefonia móvel nas Américas (Região 2 da ITU) diferem da maioria do resto do mundo, sendo 850 MHz / 1900 MHz as frequências mais comuns na América do Norte para GSM (AT & T, T-Mobile, Rogers) e 3G UMTS / WCDMA / HSPA (AT & T, Bell / Telus, Rogers). Alguns novos operadores, operadoras regionais e serviços de dados de alta velocidade usam 1700 MHz ou 2100 MHz.

Você deve verificar se o seu telefone funciona nas frequências norte-americanas - se for um telefone celular quad-band provavelmente, pelo menos para GSM (alguns também suportam bandas 3G norte-americanas). Se não, você não poderá ligar, receber chamadas ou enviar ou receber mensagens enquanto estiver na América do Norte.

Como uma nova rugida, a América do Norte foi uma das poucas em utilizar amplamente CDMA (um sistema 2G ainda suportado pelo Sprint e Verizon stateside, mas agora abandonado no Canadá). CDMA não é compatível com GSM; Os aparelhos CDMA não são necessários para fornecer um cartão SIM removível. Portanto, é comum que os norte-americanos tenham que substituir todo o aparelho (e não apenas um SIM) ao mudar para um novo provedor, mesmo no mesmo país.


Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!
45.76752; -106.96289Internet-web-browser.svg