Baixe o arquivo GPX para este artigo
-23.178889-45.886944Map mag.png

São José dos Campos

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


São José dos Campos é uma cidade de mais de 600 mil moradores, situada na região do Vale do Paraíba, no cone leste do estado de São Paulo. Ela é situada entre as montanhas da Serra da Mantiqueira e da Serra do Mar, possui topografia montanhosa, com bairros espalhados pelos planaltos e pelas planícies.

Distritos[editar]

Distritos de São José dos Campos
  • São José dos Campos - Região Urbana principal da cidade, é onde está localizado o centro da cidade, os principais locais de compras, shoppings centers, escolas, etc. É onde se encontra praticamente de tudo e se concentra praticamente toda a sua população.
  • Eugênio de Melo - Distrito situado no extremo leste do município, antes uma região tipicamente industrial, atualmente tem se expandido, lá se encontram diversas indústrias, o Nucleo do Parque Tecnológico da cidade e o Ceagesp. Está se conubanizando com o município vizinho de Caçapava.
  • São Francisco Xavier - Situado na região norte da cidade, no meio de uma enorme área de preservação ambiental (APA), é conhecido em todo o Brasil pelas suas belezas naturais e pelo ecoturismo. É casa do famoso muriqui, o maior primata das Américas, além de possuir belíssimas cachoeiras. Este distrito é coberto no seu próprio artigo.

Entenda[editar]

História[editar]

Foi fundada em 27 de Julho de 1767, pelo Ouvidor e Corregedor Salvador Pereira da Silva, com o nome de "Vila Nova de São José", depois Vila de São José do Sul e, mais tarde, Vila de São José do Paraíba. Por muito tempo foi um povoamento muito humilde e só tomou impulso quando a sua produção de algodão se tornou significativa, culminando com a elevação ao nível de cidade em 22 de abril de 1864. O nome utilizado atualmente só foi atribuido a este em 4 de abril de 1871. A partir de 1871 até meados da década de 1930, a cidade teve algum destaque na produção agrícola, principalmente na cultura cafeeira, na mesma época da inauguração da Estrada de Ferro Central do Brasil (1877).

Já a partir da década de 1920 algumas fábricas começaram a se formar na cidade, porém, a área de maior destaque nesta época foi a sanatorial, que teve o auge em 1935 com a nomeação da cidade como Estância Climática e depois Estância Hidromineral, a esta época se estendeu até meados dos anos 40.

No ano de 1950 foram criados o ITA e o Centro Técnico Aeroespacial-CTA, e algum tempo depois o INPE. Em 1951, foi inaugurada a Rodovia Presidente Dutra, que cortava a área urbana da cidade. Essas e outras ações como a doação pela prefeitura de lotes grandes às margens da nova rodovia, iniciaram uma grande revolução na indústria da cidade, tranformando em um dos principais polos industriais do país. Nesta mesma época foi criada a Embraer, que após passar por problemas na década de 80 e ser privatizada se reergueu, se tornando a terceira maior produtora de aeronaves comerciais do mundo, indústria que absorveu a mão de obra especializada do ITA. Ao redor da Embraer se desenvolveu toda uma indústria de fornecimento de materiais específicos, por isso a cidade hoje atende pela alcunha de Cidade do Avião.

Em 1977 com o período de governos militares chegando ao fim, a cidade recuperou sua autonomia administrativa (podendo eleger novamente seus governantes) e no mesmo ano ganhou mais um impulso industrial com a instalação da REVAP - Refinaria Henrique Lage. Desde o início do plano real, com a prosperidade econômica que o mundo todo se beneficiava, a cidade vem apresentando um salto significativo na área de infraestrutura, com a forte expansão da malha viária urbana, desenvolvimento do setor de comércio e serviços, e um grande crescimento na área imobiliária.

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura Máxima Média °C 29,8 29,9 29,5 27,6 25,5 24,3 24,5 26,5 27,4 28,1 28,9 29,0 27,6
Temperatura Mínima Média °C 18,5 18,8 17,9 15,2 12,5 11,0 10,4 11,7 13,7 15,7 16,4 17,8 14,9
Chuvas mm 216,3 191,2 165,3 80,5 58,8 42,3 32,4 35,1 71,5 113,3 124,0 174,2 1304,9

Veja a previsão do tempo para 7 dias no CPTEC/INPE.

Chegar[editar]

De avião[editar]

A cidade possuiu um aeroporto com algumas poucas rotas diretas para sair ou chegar na cidade. Seu terminal de passageiros é pequeno e possuiu somente os serviços básicos necessários como taxi, lanchonete, telefone público e ônibus que vai até o terminal rodoviário urbano central. As companhias aérea que atendem o terminal são a Trip (Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Porto Alegre) e a Azul (Belo Horizonte (Pampulha), Curitiba). Outros destinos são atendidos também por estas companhias através de conexões. O aeroporto também é atendido por uma companhia de taxi aéreo a XP Táxi Aéreo que realiza translados e vôos panorâmicos.

Apesar de dispor deste aeroporto, normalmente o joseense e os visitantes utilizam-se dos serviços do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, que localiza-se a apenas 70 km de São José. Este aeroporto é o maior do país e oferece vôos aos principais destinos nacionais e internacionais. O translado do aeroporto de Guarulhos para a cidade pode ser feito de taxi ou de ônibus, este último mais econômico é chamado de Airport Bus Service e é oferecido pela Viação Passaro Marrom.

De ônibus[editar]

Quem chega ou sai da cidade de ônibus, utiliza-se do Terminal Rodoviário de Passageiros de São José dos Campos, também conhecido como "Rodoviária Nova" pelos moradores, ela possui boa infraestrutura, com caixas eletrônicos de diversos bancos, várias opções de alimentação, lojas de conveniência e importados, lan-house, serviço de taxi e um estacionamento anexo. No terminal operam diversas empresas que tem saídas para cidades de São Paulo, Interior e Capital, em especial municípios do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira, Sul de Minas, Litoral Norte Paulista, Rio de Janeiro, Mato Grosso e algumas Cidades Nordestinas e do Sul do País.

Algumas empresas são

  • Viação Pássaro Marrom: São Paulo, Campinas, Sul de Minas e todo o Vale do Paraíba.
  • Viação Sampaio: Rio de Janeiro capital e algumas cidades do Vale do Paraíba Fluminense.
  • Util: Belo Horizonte e algumas cidades históricas de minas.
  • Viação Itapemirim: Algumas cidades do Nordeste, Sul e Sudeste do País.
  • Viação Cometa: Sul de Minas e circuito das águas mineiro.

De carro[editar]

São José dos Campos é servida por uma ampla malha rodoviária sendo elas:

  • Via Dutra (BR116): Rodovia que liga Rio de Janeiro a São Paulo e divide São José dos Campos ao meio, cortando a cidade no eixo sudoeste-nordeste, é uma das formas de chegar na cidade vindo de São Paulo (94Km) e do Rio de Janeiro (338Km). Dá acesso a várias cidades do Vale do Paraíba e às principais estradas que cortam o Vale. Esta rodovia é muito utilizada por veículos pesados, grandes caminhões de carga e é muito movimentada, principalmente nos trechos de São Paulo, São José dos Campos e Rio de Janeiro mas possui asfalto bom, é operada pela NovaDutra.
  • Rodovia Carvalho Pinto (SP-70): É a continuação da Rodovia Ayrton Senna, segue até a cidade de Taubaté, onde se conecta na Rodovia que vai até Campos do Jordão, o acesso a São José dos Campos é feito a partir da Rodovia dos Tamoios, com a qual faz conexão. É uma rodovia com ótimo asfalto, pouco utilizada por veículos pesados, é operada pela Ecovias.
  • Rodovia Dom Pedro I (SP-65): Liga São José dos Campos, Jacareí e o outras cidades do Vale do Paraíba à cidade de Campinas e sua Região Metropolitana, e a São Carlos na Região Administrativa Central. Apesar de iniciar-se no município limítrofe de Jacareí, seu acesso a partir de São José é rápido e fácil, podendo ser feito tanto a partir da Via Dutra quanto da Carvalho Pinto.
  • Rodovia dos Tamoios (SP-99): Estrada que inicia-se em São José dos Campos e termina em Caraguatatuba, no Litoral Norte. Costuma ter transito pesado em feriados prolongados e época de férias, requer muita atenção do motorista no trecho de serra, pois é comum ocorrer neblina e chuvas com visibilidade de poucos metros.
  • Rodovia Monteiro Lobato (SP-50): Rodovia que liga São José dos Campos a Monteiro Lobado, por ela também é feito o acesso ao distrito de São Francisco Xavier e é possível acessar o Sul de Minas Gerais e Campos do Jordão. Estrada tipicamente vicinal com muitas curvas e em muitas partes sujeitas a quedas de barreiras em época de chuvas (novembro até março). O visual é muito agradável, principalmente em horário de sol baixo.
  • Rodovia Geraldo Scavone (SP-66): Trecho remanescente da antiga estrada Rio-São Paulo que faz a ligação do município com Jacareí.

Circule[editar]

São José dos Campos possui uma malha viária em franca expansão, com várias novas vias troncos em construção como a Via Norte e a Via Oeste que ligaram as respectivas regiões extremas da cidade ao atual anel viário. O trânsito da cidade no horário do pico é bem carregado, no horário da saída das fábricas e fim do horário comercial. Porém, é relativamente simples se locomover em São José, que possui também como opções de locomoção os ônibus, os taxis e com menor abrangência as bicicletas.

De ônibus[editar]

A cidade conta com dezenas de linhas de ônibus urbanas. Atualmente três empresas operam o sistema de ônibus urbano (Sães Pena, Julio Simões e Expresso Maringá), com mais de 400 ônibus coletivos. Grande parte das linhas de ônibus seguem uma lógica muito simples de ligação Bairro <> Terminal Central ou Bairro <> Terminal Intermunicipal. O serviço é utilizado principalmente pelos trabalhadores do setor de serviços/comércio e pelos estudantes, é utilizado também, porém em menor quantidade, para locomoção aos pontos de interesse comercial e de lazer. O serviço é razoável, principalmente fora do horário de pico, pois nestes horários os veículos circulam muito cheios.

A entrada no ônibus é feita sempre pela porta da frente e os veículos possuem cobrador, o pagamento é feito ao passar pela catraca e é aceito dinheiro, bilhete vale transporte e o cartão eletrônico. O cartão eletrônico é obrigatório para os estudantes (1/2 passagem) e usuários especiais (gratuidade) obterem os benefícios, porém, é usado também por empresas para pagarem a passagem de seus funcionários e qualquer pessoa pode obter um cartão pagando uma taxa inicial e comprando créditos, estes são carregados no seu cartão e aceitos em todos os ônibus da cidade. O bilhete vale transporte é vendido nos guichês dos terminais, mas é pouco utilizado nos dias de hoje e tende a ser descontinuado, por problemas de revendas clandestinas, roubos e falsificações. TARIFA ATUAL = R$2,80 (desde 30/01/2011).

O transporte coletivo da cidade não garante muita mobilidade ao visitante, e também não é muito confortável, então se você possui espírito aventureiro, vá em frente, se estiver em grupo e/ou não tiver muita paciência (os horários também não são muitos, principalmente nos finais de semana), veja a possibilidade de se locomover de taxi ou alugar um veículo.

De taxi[editar]

Em São José, os taxis são todos pintados de branco, oque os tornam fáceis de identificar, eles possuem também a lâmpada no teto. Existem diversos pontos de taxi na cidade, eles estão espalhados por todos os bairros, normalmente posicionados de forma estratégica nos locais de maior movimento e prestam um serviço muito confiável. O valor não é muito barato, porém, com bagagem, bolsas e/ou com 2, 3 ou 4 pessoas o valor compensa e você se locomove com muito mais conforto.

Para tomar um taxi, você deve ou ligar a um ponto e pedir para ele te buscar onde está ou então ir pessoalmente até um dos pontos, pois os taxis normalmente não circulam pela cidade.

Busca Taxi: Serviço de busca de taxi oferecido pelo website da Filiada Rede Globo da região.

De carro[editar]

O trânsito da cidade nos últimos anos tem se tornado relativamente complexo, com a abertura de novas ruas e vias expressas, apesar disso, as ruas tem razoável sinalização, sendo relativamente fácil de se locomover, seja com seu veículo próprio ou com um alugado nas dezenas de locadoras disponíveis na cidade.

A principal rota de trânsito na cidade é o Anel Viário (Av. Florestan Fernandes), que apesar do nome, tem um formato mais pra X ou Y, dependendo das vias que você levar em consideração. O ponto é que a partir dele que você consegue atingir as principais regiões da cidade ou se aproximar de seus acessos.

De bicicleta[editar]

Com um início acanhado no fim da década de 90, a cidade vem nos últimos anos dando prioridade a este meio de transporte, mesmo que ainda não seja o ideal, impressiona a malha de ciclovias segregadas e as ciclofaixas, que são as pequenas faixas na beira da malha viária normal que é identificada para o trânsito de bicicletas.

Atualmente são existentes principalmente na região sul, sudoeste e oeste, porém as novas vias expressas em construção da cidade já estão sendo feitas com ciclovias segregadas. O grande problema é que as principais regiões que possuem ciclovias não são conectadas, se fazendo necessário trafegar entre os veículos em determinadas áreas para passeios mais extensos.

Atualmente, a equipe de ciclismo da cidade está entre as melhores do Brasil, o que trouxe um incentivo extra aos que pedalam, é interessante notar todas as noites, muitas pessoas utilizando as ciclofaixas do bairro Urbanova para pedalar, pois neste, existe um morro por onde passa a ciclofaixa, tornando o traçado muito interessante, eles podem ser vistos inclusive com chuva, é impressionante.

Veja[editar]

A cidade é tipicamente conhecida por ser um grande pólo tecnológico, nas áreas da Aeronáutica, Automobilistica e Petroquímica, porém, isso esconde o dia-a-dia do joseense e estampa a figura de um povo sem cultura, oque não é verdade. Oque ocorre é que a correria do dia-a-dia não o deixa dar a devida importância a suas origens e os locais belos que existem em sua cidade. Também o fato da cidade receber um grande contingente de imigrantes de outras regiões do país e do mundo causa uma certa falta de identidade, porém, grande parte de quem vem pra cá não quer ir embora. São vários os lugares que valem uma visita e estão classificados abaixo.

Museus e memoriais[editar]

Apesar de não ter tradição nas exposições culturais e nas artes, São José dos Campos começa a fincar raízes para mostrar com o que se identifica.

  • (MAB). Criado para resgatar a história da evolução tecnológica da cidade, engloba principalmente exposição de material bélico e aeroespacial. Na sua área externa foi construída uma homenagem aos homens que faziam parte da equipe que estava na base de Alcântara no Maranhão quando houve o acidente fatal no dia 22 de agosto de 2003. O local possui um visual muito bonito e está em uma área rodeada de vegetação e conta também com um lago.
  • . Pequena exposição montada na antiga Capela Nossa Senhora Aparecida no centro da cidade, tem um acervo composto por peças sacras em geral que são datadas do século XVIII ao XX.
  • . Composto por fotos, troféus e medalhas conquistadas por times da cidade, foi fundado em 1999 e está localizado no centro da cidade.
  • . Montada em uma das antigas casas de hóspedes da família Gomes, no Parque Roberto Burle Marx, visa divulgar a cultura da região, com atividades, encontros e exposições.
  • (FCCR). A fundação cultural é mantida pela prefeitura da cidade e mantém diversos projetos, que visam manter a cena cultural sempre em movimento, além disso, existem os espaços culturais nos bairros onde a fundação promove cursos de artes, danças, música, entre outras formas de expressão, alguns desses espaços culturais possuem espaços de exposição, com destaque aos regionais de Eugênio de Mello e o belíssimo Espaço das Artes Helena Kalil que fica bem próximo ao marco zero da cidade.

Arquitetura e história[editar]

Durante os seus quase 250 anos a cidade coleciona histórias ou causos (como as histórias costumam ser chamadas entre os mais antigos), nos tempos recentes vem crescendo a busca por uma identidade, trazendo a foco importantes monumentos, construções e histórias, através de pesquisas, estudos e restaurações. Neste esforço foram restaurados e trazidos de volta a uso prédios históricos da cidade, alguns estavam abandonados, outros estavam em condições precárias, como principais podemos citar:

  • . Prédio em estilo art-deco que atualmente abriga órgãos do governo do estado, foi construído em 1936, o fórum funcionou neste local até 1979. Existe no local algumas obras do artista plástico taubateano Anderson Fabiano, datadas de 1974.
  • . Funcionando em um prédio de 1910, o prédio foi construído para ser o "Theatro São José", foi restaurado ainda na década de 80 quando virou a biblioteca, é protegido por legislação municipal e é um ótimo fruto da geração de riqueza do Café.
  • . Já citada como o local onde funciona o Museu de Arte Sacra, foi construída em 1908 e era muito movimentada devido a proximidade com o Mercado Municipal, ao chegar com suas tropas os viajantes seguiam até ela para agradecer a viagem.
  • . Pequena Capela construída próximo à praça do sapo para os velórios do cemitério municipal foi construída inicialmente me 1851 e reconstruída em 1930.
  • . Hoje é um dos espaços culturais da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, ficou conhecido principalmente por abrigar a Câmara Municipal, mas já foi sede de diversas outros orgãos públicos como a Prefeitura e primeiro curso de 2º grau da cidade entre outros. Hoje abriga o CIT - Centro de Informações Turísticas, mantém sempre exposições regionais interessantes e abriga o Museu do Esporte, além do COI - orgão de cooperação entre Guarda Municipal e Polícia Militar. Está localizado na praça Afonso Pena.
  • . Localizada na região do marco zero da cidade, existiu uma construção que datava de 1643 que veio a desabar em 1831, uma provisória foi construida e logo demolida para a construção da atual que foi inaugurada em 1934.
  • . Construída em 1870 com dinheiro arrecadado nas quermesses nas festifidades do santo preto, é uma igreja construída em taipa de pilão e está fechada em processo de restauração, a área de seu entorno recentemente recebeu uma nova praça, melhorando a visualização da Igreja, está localizada na praça Afonso Pena.
  • . Construção da época sanatorial do município, foi doado à cidade pela família do menino Antoninho que se tratou e faleceu com tuberculose em São José, exatamente na década de 20. Hoje é hospital infantil e maternidade. No local existe uma bela capela remanescente da época.
  • . Uma das mais importantes construções da fase Sanatorial da América Latina, foi projetado por Ramos de Azevedo (Teatro Municipal de São Paulo), suas idéias foram utilizadas como base para a construção das outras unidades sanatoriais na cidade, feito pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, ao qual esteve vinculado até recentemente quando passou ao controle do município e se tornou um parque público, foi inaugurado em 1924 e possui inclusive uma ala construída para atender os ferroviários da Companhia Paulista de Estrada de Ferro.

Parques e áreas abertas[editar]

  • . Localizado nos arredores do centro a caminho da zona norte, é mais conhecido como Parque da Cidade, pertenceu a uma importante família da cidade os Gomes, é um parque público parte do patrimônio público. O local é carregado de história e arte, tendo seus jardins sido desenhado pelo renomado Roberto Burle Marx (que dá nome ao parque) e algumas de suas construções terem a assinatura arquitetônica de Rino Levi, o local enche os olhos com a perfeita fusão entre a beleza natural e construtiva, possui alamedas arborizadas simplesmente fotogênicas. Destaque também para o lago com seus jardins próximos à residência Olivio Gomes, as trilhas para caminhada, os animais silvestres e as palmeiras imperiais trazidas da Europa. Dois importantes projetos envolvendo o parque estão em curso e são muito aguardados pela municipalidade, são eles a ciclovia interna no parque (hoje é proibido circular por este meio no interior do mesmo) e o novo Teatro Municipal da cidade, este será construído na proximidade da Av. Olivio Gomes e atualmente tem a obra parada devido a problemas com a empresa ganhadora da licitação. O parque conta com as obras de arte do escultor Calistrato Salles Teixeira (Tatão), que a partir dos troncos caídos faz uma belíssima arte na madeira. Alguns animais como o jacaré e o leão são bem famosos e alvo de turistas e visitantes do parque.
  • . Homenagem ao maior nome brasileiro da aviação de todos os tempos, possui exposição temática para a aviação e é o parque mais antigo da cidade, passou recentemente por extensa reformulação o deixando mais funcional e moderno, possui exposição de de uma réplica em aço escovado do 14bis, um protótipo do avião Bandeirante, para os esportes encontramos pista para caminhada e de skate, para os pequenos existem diversos playgrounds de toda sorte e tamanho, finalizando com um lago de criação de peixes e aves e um jardim japonês. Está localizado na Avenida Adhemar de Barros, região próxima ao centro.
  • . Parque criado pela prefeitura na região extremo-leste da cidade para aumentar a qualidade de vida da região, é formado por áreas verdes e de lazer no Jardim Santa Inês I. No parque foi criado um bosque onde foram plantadas mudas de árvores, como pau-brasil e quaresmeiras; o local foi todo ajardinado e possui um campo de futebol com arquibancada, pista de skate, pista para caminhada, além de área para apresentações e eventos.
  • . Já citado na área de "Arquitetura e história" deste artigo, o parque é constituído por uma área de 84.500m², foi inaugurado como parque em 27 de Julho de 2007 no aniversário da cidade. O local possui diversas construções espalhadas por mais de 11 mil m² de área construídas, que serão restauradas e utilizadas com fins culturais e recreativos em geral. Possui uma linda capela ao centro de um jardim (esta já restaurada) e mais vários atrativos para os visitantes, uma pista de caminhada, belíssima área arborizada, prédios históricos e recebe sempre eventos organizados pela FCCR, enfim, um lugar imperdível para quem visita a cidade.
  • . Estendendo-se da planície central urbana da cidade até o leito do Rio Paraíba do Sul, o Banhado é uma grande depressão e área de proteção ambiental desde 1984. Possui uma vista muito bonita, sendo o principal cartão postal da cidade. Para apreciar um belíssimo espetáculo natural, recomenda-se tomar lugar no fim de tarde em um dos bares ou cafés localizados na Av. Anchieta ou mesmo no 'deck' construído pela prefeitura, o visual é de tirar o fôlego, imperdível para os visitantes e moradores.
  • . Apesar de não estarem prontos, vale a pena citar os novos parques em projeto na prefeitura. Parque Senhorinha: parque linear que seguirá do Campos dos Alemães na nascente do córrego de mesmo nome até a avenida Guadalupe, na junção do Satélite com o Parque Industrial; Parque Alambari: A ser criado na região leste, nos bairros de Campos de São José e Jardim Mariana II; Parque da Orla do Rio Paraíba do Sul: a ser construído na região norte da cidade, nas proximidades dos bairros Altos de Santana e Telespark; Parque Ribeirão Vermelho: a ser construído na região Oeste no bairro Urbanova; Parque Cambuí: também na região leste da cidade, ficará na região da Vila Tatetuba.
  • . São dois os grandes projetos da prefeitura, ambos envolvem compensações ambientais da Refinaria Henrique Lages por suas recentes expansões. Reserva ecológica "Augusto Rusch" Horto Florestal: com 2,4 milhões de m² de mata atlântica em área pública, com animais selvagens e aves de diversas espécies, tem grande diversidade natural. Abriga o viveiro municipal que fornece mudas para arborização urbana e revitalização de nascentes feita por programa ambiental do município. É propriedade do município desde 1902, atualmente está fechada para o público, com exceção de grupos monitorados restritos, está em processo de readequação de suas instalações para reabertura ao público geral e melhor atendimento de grupos. Parque Natural Municipal do Banhado: Em fase de estudos e projetos, este que promete ser o mais prestigiado dos parques da cidade, ocupará a área do Banhado e com certeza irá inserir definitivamente a cidade no ramo turístico das cidades jardins.

Faça[editar]

Eventos[editar]

São José dos Campos possui diversos eventos culturais, esportivos e tecnológicos ao longo de todo o ano, alguns deles estão tomando destaque, atraindo visitantes não só da região mas de todas as partes do país.

Culturais, Populares e Religiosas[editar]

  • . Não possui muita tradição no carnaval de passarela, porém, todo ano é realizado o desfile das escolas de samba, nos últimos anos tem ocorrido na Av. Teotônio Vilela (Fundo do Vale) em frente à Câmara Municial. Existe na cidade um tradicional bloco de rua chamado Pirô-Piraquara, este sai nas ruas centrais e encanta com os bonecões e a alegria dos integrantes. A última opção para curtir o carnaval na cidade, que é muito prestigiada pelos joseenses é o carnaval de salão, os principais clubes que organizam são Clube Luso Brasileiro e Clube de Campo Santa Rita.
  • . Realizado a cada mudança de estação pela FCCR, foi criado para movimentar o cenário cultural do Distrito de Eugênio de Melo com atrações de música, poesia, dança, teatro, e outras expressões de arte, em palcos montados no distrito.
  • . Festa organizada pela igreja católica da Diocese de São José dos Campos, é organizada por grupos de todas as paróquias, com barracas de diversos produtos típicos e outros gerais de muita qualidade, a festa irá em 2009 para sua 20ª edição e tem shows, apresentações e a tradicional disputa de futebol entre padres e seminaristas.
  • (FESTIDANÇA). Consagrado como um dos maiores festivais de dança do país, é realizado anualmente pela FCCR. Fazem parte do festival as apresentações competitivas, mostras paralelas, palestras e cursos, entre outras atividades.
  • (FESTIVALE). É um festival de teatro organizado anualmente pela FCCR, de cunho não competitivo que traz para a cidade diversas apresentações nas salas de teatro e também em locais públicos, tem apresentações de peças teatrais para os mais diversos públicos incluindo o infantil, possui atividades paralelas para estudo teatral e troca de informações. Em 2009 ocorrerá a 24ª edição, de 03 a 13 de setembro.
  • . Uma das épocas mais movimentadas da região, em São José não é diferente, são dezenas de festas para celebrar os dias de São João e Santo Antônio, as festividades de extendem do começo de junho e vão até o fim de julho, quando ocorre a festa de aniversário da cidade, nestas festas é possível encontrar o quitute mais joseense de todos o bolinho caipira.

Atividades[editar]

Praticando ou assistindo, não deixe de curtir a movimentada vida da capital do avião.

Esportes[editar]

Os esportes fazem parte do dia-a-dia da cidade em diversas modalidades, aproveite, veja mais detalhes no site da Secretaria de Esportes e Lazer, inclusive o calendário.

  • . Passear pelas ciclovias e ciclofaixas da cidade são uma boa pedida para manter uma atitude saudável sozinho ou em família e utilizar este meio de transporte ecologicamente correto, acompanhar a equipe joseense de ciclismo também é uma boa.
  • . A cidade possui um estádio para futebol de campo que abriga o Esporte Clube São José, o time está disputando atualmente a série A2 do campeonato paulista. O forte da cidade é o futebol de salão, com quadras em quase todos seus condomínios de prédios, não podia ser diferente, o time da modalidade tem destaque no cenário nacional, para quem quer praticar, existem diversas quadras públicas em praças, parques e clubes.
  • . A cidade oferece nos centros esportivos e comunitários da cidade e ginásios de esportes diversas áreas públicas para a prática esportiva, alguns com cursos e formação de atletas (acredito que só para os munícipes). Existem times nas modalidades de basquete, volei e outras que participam dos torneios do estado, prestigie.
  • , Rua Taubaté, 102 - Vila Letônia. A cidade possui uma pista de kart recreativa a céu aberto, com bar, equipamento de karaokê e mesas de sinuca.

Cultura[editar]

Organizada principalmente pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo, a cena cultural está se desenvolvendo aguardando novidades em breve.

  • . Oferece, aos seus integrantes, aulas voltadas para o aprimoramento técnico, como História da Dança, Técnica Vocal, Iniciação Musical, Teatro, Anatomia da Dança, Percussão, Técnica de Ponta e Pas de Deux, além do estudo e produção de coreografias. É mantido pela prefeitura através da FCCR, cujo calendário é seguido por suas apresentações.
  • . Com o objetivo de formar platéia e cantores profissionais, é um coral formado por jovens de 16 a 25 anos que recebem aulas e fazem apresentações, também é mantido pela prefeitura e segue calendário da FCCR.
  • . Com apresentações espalhadas durante o ano, é mantida pela prefeitura através da FCCR. Começou a partir das oficinas de cordas, sendo criada em 2002.
  • . Projeto que tem objetivo de disseminar a música erudita, é composto de apresentações durante todo o ano com convidados nacionais e internacionais, é mantido pela FCCR em conjunto com a Socem.
  • . Veja a programação da unidade São José dos Campos.

Outros[editar]

  • (dentro do Shopping Colinas). Boliche com pistas totalmente automatizadas.
  • Cinema - Os cinéfilos são felizes por aqui, divididos em 3 locais são 24 salas, sendo duas para projeção de títulos 3D. Antes de ir ao cinema, entre no site da respectiva rede e escolha seu filme confirmando horário. Os locais são:
  • . 12 salas sendo uma 3D.
  • . 6 salas, todas stadium
  • . 6 salas e uma 3D, todas stadium, destaque para uma das salas que tem certificação THX.
  • Modelismo - No estacionamento do Shopping Colinas existe uma pista de automodelismo de asfalto enquanto atrás da EATON existe uma pista OFF-Road. Existe na cidade boa concentração de aeromodelistas, para mais informações entrar em contato com a loja de modelismo do Shopping Colinas;
  • Playgrounds e Fliperamas - Quatro dos shoppings da cidade possuem brinquedos e fliperamas abertos ao público, no sistema de ficha e cartão de recarga de créditos, são eles: Vale Sul Shopping, Shopping Centro São José, Center Vale Shopping e Shopping Colinas;

Compre[editar]

  • . Aqui tem de tudo um pouco. Construído em 1923, o Mercado Municipal também faz parte da história da cidade, pois tornou-se um centro de compras procurado por moradores de toda a região. Foi restaurado e revitalizado. Bancas e lojas oferecem desde frutas e legumes, passando por flores e ervas medicinais até pequenos animais. Nas lanchonetes e pastelarias , a conversa e a cerveja são acompanhadas pelos tradicionais pastéis e o típico e saboroso bolinho caipira.
  • . Em toda região do centro da cidade, no entorno da Praça Afonso Pena, principalmente no Calçadão da rua Sete de Setembro pode-se encontrar diversas lojas que vendem desde vestuário para todos os estilos até lojas de departamento que possuem de tudo um pouco.

Feiras de artesanato[editar]

Acontecem nos finais de semana em diferentes regiões da cidade. Possuem muita variedade e criatividade nos produtos de toda a região; pode-se encontrar desde objetos em madeira até bordados, pinturas e produtos feitos com material reciclável. Algumas feiras oferecem barracas de alimentação e programação cultural.

  • , Centro. Sáb, 9h-14h.
  • , Jd. Aquarius. Dom, 9h-14h.
  • , Jd. Esplanada. Sáb, 9h-14h.

Shopping centers[editar]

São José dos Campos com seu crescimento e desenvolvimento, vive a profusão dos shopping centers. Os centros de compras oferecem completa infra-estrutura de segurança, comodidade e lojas das mais famosas marcas nacionais e internacionais. Possuem também praças de alimentação e espaços para lazer e cultura. Alguns sempre apresentam exposições de diversos artistas.

  • , Av. Benedito Matarazzo, 227 - Jd. Augusta.
  • , Av. Andrômeda, 693 - Jd. Satélite.
  • , Av. Rubião Júnior, 84 - Centro.
  • , Av. São João, 2200 - Jd. Colinas.
  • , Av. São João, 644 - Jd. Esplanada.
  • , Av. Andrômeda, 227 - Jd. Satélite.

Coma[editar]

Econômico[editar]

  • , Av. Eng. Sebastião Gualberto, 606 – Vila Maria.
  • , Rua Madre Paula De São José, 297, Casa 4 - Vila Ema.
  • , Av. Nove De Julho 141 – Vila Adyana.
  • , Av. Andrômeda, 227 – Jardim Satélite (no Vale Sul Shopping).
  • , Rua Do Aruanã, 76 - Jardim Aquarius.
  • , Av. Nove De Julho, 1137 – Vila Adyana.
  • , Rua Pedro De Toledo, 108 – Vila Adyanna..

Médio[editar]

  • , Rua Serimbura, 15 - Jardim Maringá. Cozinha árabe.
  • , Rua Serimbura, 400 – Jardim Maringá.
  • , Rua Euclides Da Cunha, 120 – Jardim Maringá.
  • , Av. Brasil, 622 – Monte Castelo.
  • , Rua Francisco Rafael, 298 - Centro. Feijoada.
  • , Rua Dr. João Guilhermino, 619 – Centro.
  • (Jardim São Dimas), Rua José Mattar, 73. Comida japonesa.
  • , Av. Adhemar de Barros, 166 - Centro. Comida vegetariana.
  • , Av. Nove De Julho, 747 – Vila Adyanna. Comida japonesa.
  • , Av. São João, 430 – Jd Esplanada II. Comida japonesa.
  • , Av. Dr. Adhemar De Barros, 1250 – Centro. Comida chinesa.
  • , Rua Santa Clara, 706 – Vila Adyanna. Comida chinesa.
  • , Av. São João, 171 – Jd Nova América. Comida chinesa.
  • , Praça Mon. Ascânio Brandão, 14 Sl 04. Comida japonesa.
  • , Av. Nove De Julho, 226 – Centro. Comida italiana.

Esbanje[editar]

  • , Rua Juiz Davi Barrili, 376 - Jardim Aquarius.
  • , Av. Andrômeda, 2115 – Jardim Satélite.
  • , Rua Das Arraias, 80 – Jardim Aquarius (piso térreo). Cozinha internacional.
  • , Av. Benedito Matarazzo, 9009 - Jardim Oswaldo Cruz.
  • , Av. Andrômeda, 227 – Jardim Satélite. Churrascaria.
  • , Av. São João, 282 – Jardim Esplanada Ii..

Beba e saia[editar]

  • , Av. Andrômeda, 2081 – Jardim Satélite.
  • , Rua Luís Jacinto, 260 - Centro. Casa noturna.
  • , Rua Francisco Rafael, 298 - Centro.
  • , Av. Dr. Adhemar de Barros, 1060 - Vila Adyanna.
  • , Av. Heitor Vila Lobos, 979 - Vila Ema.
  • , Av. Nove de Julho,483 - Vila Adyana.
  • , Praça Gastão Vidigal, 4 - Jardim Apolo. Rock ao vivo.
  • , Av. Adhemar de Barros, 152 - Vila Adyana. Casa noturna.
  • , Av. Adhemar de Barros, 1467 – Jardim Maringá.
  • , Rua General Osório, 13 – Jardim Maringá.
  • , Av. Shishima Hifumi, 2911 – Jardim Urbanova.

Durma[editar]

  • , Av. Dr. Nelson D'Ávila, 933, 12 3941 6999.
  • , Avenida Cidade Jardim, 101 - Jardim Satelite (perto do Wal-Mart na Via Dutra), 12 2139 5950, fax: 12 2139 5955, e-mail: .

Partir[editar]

Este artigo é usável. Ele contém informações sobre como chegar e algumas indicações completas de restaurantes e hotéis. Uma pessoa mais corajosa poderia utilizá-lo para viajar, mas por favor mergulhe fundo e ajude-o a crescer!