Baixe o arquivo GPX para este artigo
59.91111111111110.752777777778Map mag.png

Oslo

Da wiki Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Oslo (antiga Christiania ou Kristiania) é a capital e maior cidade do sudeste da Noruega, detendo estatuto de comuna e condado, simultaneamente.

Vista de Oslo a partir de Ekeberg

Entenda[editar]

Oslo foi fundada por volta dos anos 1050, entretanto seus primeiros assentamentos datam dos anos 900, assim acumula uma rica e interessante história. O nome é uma composição entre Os (que vem de ǫ́ss) Lo, que teria um sentido como "campo dos deuses".

Oslo é uma das cidades mais caras no mundo, tome cuidado na hora de fazer as contas, e de se programar para ficar por lá. Para ter uma noção de valores, um Big Mac mais uma batata média e um refrigerante médio, chega a custar 16 dólares, 50 reais, ou quase 13 euros.

Por ser uma cidade rica, algumas pessoas, fugindo da crise da Europa, foram se abrigar na cidade, então houve um aumento da criminalidade, bem como da prostituição (que é ilegal no país), e de pessoas em situação precária.

Chegar[editar]

De avião[editar]

Há três aeroportos que atendem Oslo, incluindo o maior aeroporto e mais movimentado do país. Entretanto, todos eles tem voos quase exclusivamente para a Europa, sendo escalas necessárias para voos fora da região europeia.


Táxi para sair do aeroporto
Não será colocado a opção de táxi aqui, pois é desencorajado o uso para sair dos aeroportos, primeiro o sistema de transporte público atende as necessidades, cada companhia de táxi tem um valor diferente e por ser muito caro, uma viagem Torp - Oslo de táxi chega a mais de 2000 NOK (~680 BLR ~200 EUR)

Aeroporto de Oslo Gardermoen[editar]

Oslo lufthavn, Gardermoen (IATA: OSL, ICAO: ENGM) ou ainda, Aeroporto Gardermoen, é o maior aeroporto internacional do país, ficando uns 50 km do centro da cidade de Oslo.

Para sair do aeroporto Há várias opções para os passageiros que desembarcarem deste aeroporto, a mais rápida é o trem Flytoget (trem expresso), entretanto, ele custa 170 NOK (~56 BRL, ~22 EUR), e mais 30 NOK, se você comprar no guichê. Entretanto, há um trem mais barato, o NBS, que é um trem local e alguns deles chegam em 30 min no centro, e custam 90 NOK (~12 EUR ~31 BRL). E uma que não é muito vantajosa, que são os ônibus, que custam cerca de 150 NOK e demoram cerca de 40 min para chegar, entretanto, os ônibus são muito mais abundantes, tendo 3 companhias que fazem o trajeto, e cada uma delas coloca um ônibus a cada 20 min.

Aeroporto de Sandefjord, Torp[editar]

Sandefjord lufthavn, Torp (IATA: TRF, ICAO: ENTO), este é o aeroporto mais distante que atende a cidade, com 120 km aproximados de Oslo, mas ele também tem os voos internacionais mais em conta, chegando a promoções de 12 euros Oslo-Berlim, p.e., entretanto, verifique se com o preço do transporte do aeroporto até Oslo realmente compensa, e também se você está disposto a aumentar de 20 min, para 120 min o tempo de trajeto. Dica, imprima a voucher, se não fizer isso, perderá muita grana, pois retirar no balcão o voucher neste aeroporto é ridiculamente caro.

Para sair do aeroporto Para sair do aeroporto há duas opções viáveis por transporte público, ônibus e trem. Para pegar o trem é necessário pegar um ônibus de translado, que no entanto é gratuito para quem comprar a passagem de trem, na volta os ônibus saem 5 min depois do trem (da NSB) ter chegado na estação e demora uns 4 minutos para chegar no aeroporto (usando uma via expressa, não é tão perto), e este mesmo leva as pessoas do aeroporto para a estação; o preço é um pouco salgado 245 NOK (~86 BRL ~33 EUR), há apenas um trem a cada hora e a viagem dura 1h45min, pois também não é direta. De ônibus a opção é o Torp-Ekspressen que fica na saída do aeroporto, você compra a passagem direto com o motorista, e eles aceitam cartão de crédito, também não é nada barato, custando 220 NOK e a viagem dura quase duas horas.

Aeroporto de Moss, Rygge[editar]

Moss lufthavn, Rygge (IATA: RYG, ICAO: ENRY), este fica à cerca de 60 km de Oslo. A maioria de seus voos são provindos de países do mediterrâneo, dentro os três, é o menos utilizado, sendo que a maior companhia que operava nele, passou a dar preferência para o Aeroporto de Torp.

Para sair do aeroporto

Também utilizam os trens da NSB e tem o mesmo esquema de ônibus de translado do Torp, há algumas exceções, vide no site da NSB. O custo é de 151 NOK (~16,5 EUR ~52 BLR) e viagem dura menos de uma hora. Há também uma opção de ônibus, Rygge-Expressen que custa 160 NOK, a viagem dura 1h05min.

Circular[editar]

O sistema de transporte doméstico é rápido e extenso, abrangendo metrô, bondes, trens e ônibus.


Veja[editar]

Uma dica importante, antes de sair se embrenhando em museus e outros locais, vá na recepção do seu hotel e compre o Oslo Pass, ele garante a entrada gratuita ou com desconto, em vários museus, galerias e atrações, e o mesmo vale para o transporte público e os estacionamentos municipais. Há três opções de passe, o de 24h (270 NOK), 48h (395 NOK), e 72h (495 NOK), é um pouquinho caro, mas há entradas de museus que custam 100 NOK.


Praça do parlamento
  • Castelo Akershus, centro (Tram 12 para Rådhusplassen, bus 60 para Bankplassen). Um castelo medieval e fortaleza construída em 1299, localizada perto do centro da cidade. Existem vários excelentes mirantes para o Fiorde de Oslo e arredores. Há dois museus aqui, ambos relacionados com a história militar da Noruega.
  • Catedral. não é muito impressionante, mas foi reformada recentemente. Após os ataques terroristas em Oslo, em julho de 2011, a praça Stortoget, em frente à Catedral de Oslo, tornou-se um centro de reflexão tardia e compaixão, totalmente coberta de rosas, cumprimentos e mensagens de luto.
  • Oslo Rådhuset (Câmara Municipal). Aberto ao público, com um salão principal espetacular, com enormes murais com temas sociais-democratas nórdicos típicos. Existem também algumas exposições de artefatos históricos nas salas laterais no andar de cima. Este é o lugar onde os Prêmios Nobel são recebidos pelos vencedores de cada ano. Embora não há elevador público, os visitantes portadores de necessidades especiais de locomoção podem usar o elevador pessoal.
  • Palácio Real de Oslo, Karls Johan Gate (T-Nationaltheateret, tram 13-19 para Slottsparken). Há tours no interior do palácio, no verão, este ano a partir de 21 de junho. Os bilhetes devem ser comprados com antecedência em uma agência de correios. Se sobrarem lugares em uma turnê, os bilhetes restantes são vendidos no próprio local, para pessoas esperando na fila. Não conte com a obtenção destes bilhetes no local, a menos que você esteja muito à frente na fila, pois muitas pessoas os compram nas estações de correios. Costuma haver dois passeios em inglês durante a semana.
  • Parque de Vigeland.
  • Parque Frogner. Com mais de 150 estátuais do escultor norueguês Gustav Vigeland.
  • Storting (Parlamento), rua principal, Karl Johans Gate, no centro da cidade (T-Bane, qualquer linha, estação Stortinget, saída Egertorget). Ele tem visitas guiadas gratuitas, em inglês e norueguês, com duração de aproximadamente 45 minutos; reúnem fora da porta traseira do Parlamento (em Akersgata). Há um limite de 30 pessoas por passeio, por isso é aconselhável estar lá pelo menos 10 minutos antes do início.
  • Teatro Nacional (todos os bondes e ônibus para Jernbanetorget ou Oslo S, em seguida, tomar a passarela da saída beira-mar de estação central de Oslo, ao lado do terminal do trem Airport Express).

Museus[editar]

Um pouco fora do centro da cidade, fica uma península chamada Bygdøy. Você pode chegar lá de ônibus (número 30) ou, nos meses de verão (abril-setembro), por ferry partindo do cais 3 da Aker Brygge fora da prefeitura. Em Bygdøy, ficam dois grupos de museus a uma curta distância uns dos outros:

  • Museu Histórico Cultural de Oslo, península Bygdøy. um grande museu a céu aberto, com construções típicas de vários períodos da história da Noruega, incluindo um edifício que mostra as condições de vida na cidade, de 1850 a 1980. Incluído no Oslo Pass. NOK 100/adulto, NOK 75/estudanet.
  • Museu do Fram, península Bygdøy. Gira em torno do navio Fram, ao mesmo tempo o primeiro verdadeiro quebra-gelo, e o último navio de expedição polar feito de madeira. Apresenta uma história da exploração polar (com um forte foco norueguês!). Incluído no Oslo Pass. NOK 80/adulto.
  • Museu dos Navios Vikings, península Bygdøy. Além de dois navios Viking de 1.100 anos de idade (aparentemente os mais bem preservados do mundo), também contém vários outros artefatos, e uma câmara funerária Viking, completa com esqueletos antigos. Incluído no Oslo Pass. NOK 60/adulto, NOK 35/concession, NOK 30/ menores de 16 anos.
  • Museu Kon-Tiki, península Bygdøy. Mostra as balsas do famoso explorador e arqueólogo Thor Heyerdahl, Kon-Tiki e Ra II, bem como alguns outros artefatos de Ilha de Páscoa. Incluído no Oslo Pass. NOK 70/adulto.
  • Centro do Holocausto, península Bygdøy. Antiga residência de Vidkun Quisling, líder nacionalista e colaborador dos nazistas durante a IIGM. O centro abriga exposições e fornece pesquisas sobre Holocausto e à situação das minorias religiosas. Incluído no Oslo Pass. NOK 50/adulto.
  • Museu Marítimo Noruego, península Bygdøy.

Fora da Península[editar]

  • Centro Artístico Henie-Onstad.
  • DogA (Norsk Design- og Arkitektursenter - Centro norueguês para arquitetura e design), Hausmanns gate 16. Esse espaço foi projetado para ser um ponto de encontro em pessoas da área, havendo várias exposições no espaço, bem como palestras e reuniões. Também há um agradável café e um restaurante.
  • Galeria Nacional de Arte, Kristian Augusts gate 23. Caracteriza a arte norueguesa do período nacional-romântico, assim como um pouco de artistas internacionais. Incluído no Oslo Pass. NOK 50/adulto, 30/concessions NOK, Grátis / crianças menores de 18 anos, livre para todos aos domingos.
  • Kunstindustrimuseet (Museu de decoração e arte), St. Olavs gate 1, 47 21 98 20 00, e-mail: . 3a, 4a e 6a, 11h-17h; 5a, 11h-19h; sab-dom 12h-16h. Este museu é o primeiro museu europeu dedicado a decoração. Este retem mais de 35 mil itens de decoração de várias civilizações desde o século 7 até hoje. Além de itens vestuário, têxteis, móveis, prata, vidro, cerâmica, e artesanato. Ele é administrado pelo Museu Nacional de Arte, Arquitetura e Design. 50 NOK (de graça com o Oslo Pass).
  • Museu de Artes Decorativas.
  • Museu do Esqui, rampa de Holmenkollen.
  • Museu Folclórico Nacional.
  • Museu Ibsen, cruzamento entre Arbins Gate e Henrik Ibsens Gate (Tram 13-19 ou 30-31 de ônibus para Munch). Este museu foi reaberto, e é um deleite. Incluído no Oslo Pass. NOK 85/adulto.
  • Museu Munch (T-bane, ônibus 20-60-67 para Tøyen). Características pinturas do pintor norueguês Edward Munch. Esteja ciente de que alguns dos Edvard Munchs mais famosos ficam na Galeria Nacional, portanto, não se queixe de que "O Grito" não está aqui! Incluído no Oslo Pass. NOK 95/adulto.
  • Nasjonalmuseet - Arkitektur (Museu Nacional - Arquitetura), Bankplassen 3, 47 21 98 20 00, e-mail: . 3a, 4a e 6a, 11h-17h; 5a, 11h-19h; sab-dom 12h-17h. Este museu é composto por três prédios e reúne a mais importante coleção de artefatos arquitetônicos do país, 300'000 artefatos que datam da década de 1830 até o presente. Além disto, o museu realizas exposições temporárias principalmente de modelos, fotografias e desenhos arquitetônicos. Também é administrado pelo Museu Nacional de Arte, Arquitetura e Design.

Arquitetura[editar]

Arquitetura em Oslo é algo interessante de ser observada, e também é um palco de inovações e de discussões a respeito do assunto, pensando nisto, abaixo tem-se uma lista de locais que seriam interessantes de se visitar para absorver um pouco deste ambiente.

  • Tjuvholmen (Ilhéu dos Ladrões). Este que é um dos mais importantes bairros para a arquitetura contemporânea, nele é possível encontrar várias influências de grandes nomes da arquitetura, bem como galerias, museus... é interessante a realização da visita e ainda é possível agendar passeios guiados. Um fato interessante é o nome, pois este local era utilizado como local de execução de ladrões condenados e era um ilhéu, hoje é uma península.
  • Holmenkollen (Rampa de Esqui) (T-bane 1 para Frognerseteren). A rampa de salto de esqui no lado oeste de Oslo foi reconstruída para o Campeonato Mundial de Esqui em 2011. Inaugurada em 1892, foi reconstruída muitas vezes desde então. Tem mais de 1 milhão de visitantes a cada ano, uma das maiores atrações turísticas da Noruega. Há também o mais antigo museu de esqui do mundo, inaugurado em 1923. Caminhar e andar de bicicleta de montanha são atividades populares aqui durante o verão.

Faça[editar]

No inverno[editar]

No inverno uma das atividades possíveis é esquiar em estações próximas a Oslo, e melhor que isso, dá para ir de transporte público. Há uma estação de sky chamada Vinterpark que pegando o metrô partindo do centro para Røa e o ônibus 41, você consegue chegar na estação.

No verão[editar]

Aproveite o verão para curtir o fiorde de Oslo, é possível fazer várias atividades aquáticas, incluindo até nadar, as águas chegam a incríveis 23°C de média.

Passeios de barco[editar]

Há várias opções de passeios de escunas que eles chama de mini cruzeiro, um dos mais completos é o "Oslo Grand Tour", que tem a duração de 6h, com um guia e passa por vários pontos interessantes, mostrando belezas naturais e museus, que estão inclusos no pacote, este passeio é caro, 550 NOK (~188 BRL, ~72 EUR), mas é superinteressante, ele tem funcionamento entre maio - setembro (verifique na companhia, esse período é flutuante). Mas há passeios menores como "Fjord Sightseeing", que mostra o fiorde de Oslo, e algumas localidades próximas, como a Casa de ópera de Oslo, este passeio dura 2h e custa 260 NOK. Para outros passeios vide boatsightseeing.com

Aprenda[editar]

Trabalhe[editar]

Compre[editar]

Serviços de cartão de crédito[editar]

  • American Express: 800 68 100
  • Diners Club: 2101 5000
  • Eurocard/Mastercard: 2101 5320
  • Visa: 815 00 500

Coma[editar]

Oslo é uma cidade costeira, assim, tem um apelo com comidas com base em frutos do mar. Seguindo esta linha de se comer o que é local, eles também também consomem veados, renas e ovelhas, criadas no entorno.

Há um monte de lugares caros e barato para comer em Oslo. Os mais baratos são restaurantes asiáticos, que em muitos casos servem boa comida a preços baixos. Confira os menus na porta. Mesmo que você sempre deva usar os seus olhos (e nariz) em qualquer estabelecimento, os regulamentos de alimentação e saúde noruegueses são muito rigorosas e aplicados de forma eficaz, ou seja, comer fora em Oslo é seguro.

Compre pelo menos um cachorro quente de 19 NOK. Eles são referidos como "grillpølse" ou "kjempegrill", ótimos para manter o baixo nível de açúcar no sangue sob controle e aumentar o seu peso! Outros lanches de rua também estão disponíveis por toda a cidade, mas são geralmente mais caros do que em cidades comparáveis ​​em outros lugares.

Aker Brygge (tram 12, ônibus 21, 32, 33 ou 54; parada Aker Brygge, Vika Atrium ou Bryggetorget) é um calçadão à beira mar localizado ao sul da prefeitura. Durante o verão, a área é muito barulhenta e vibrante. Há restaurantes e bares ao ar livre em quase toda parte. Certifique-se de obter alguns frutos do mar saborosos (ou qualquer outra coisa que você gosta de comer) quando você estiver lá, ou apenas desfrute da sua cerveja gelada na brisa do mar de verão. Esteja ciente de que esta é também a área mais cara em Oslo para jantar ou beber; a menos que o tempo esteja muito bom, você pode muito bem procurar outro lugar.

Sven's, localizado perto de Vika Atrium, oferece uma versão fast food de um item básico da dieta tradicional - lutefisk. Guarnições incluem arenque, legumes em conserva e carnes salgadas. Por causa da quantidade de soda cáustica usada para tratar a comida, esteja preparado para assinar um termo de poder designar advogado na entrada. Fechado às segundas.

A maioria dos restaurantes, bares e casas noturnas ficam no centro da cidade. Um ponto de referência fundamental é Stortingsgaten, paralela à Karl Johans gate, ambas correndo para leste a partir do Palácio Real (esta é também a principal zona comercial). Embora haja alguns restaurantes e casas noturnas em ambas as ruas, a maioria vai estar em uma das ruas laterais, ou em paralelo a elas. Não importa muito onde você começa, você vai encontrar restaurantes, bares e discotecas em quase qualquer lugar da área entre a estação de metro Nationaltheatret (no oeste) até a estação ferroviária central (no leste). Existem várias outras áreas, tais como Grünerløkka (tram 11-12-13 para Nybrua, Schous Plass, Olaf Ryes Plass ou Birkelunden), Majorstuen (T-bane, bonde ou ônibus 20-22-25-45 11-12-19 -46 a Majorstua) e Grønland (T-bane a Grønland, ônibus 37 a Toyengata ou ônibus 60 a Norbygata) que vale a pena conferir. Esteja ciente de que quase todos os bares e discotecas fecham ao mesmo tempo, então se você quiser pegar um táxi de volta para o hotel, tente sair alguns minutos antes.

Econômico[editar]

Médio[editar]

Esbanje[editar]

Beba e saia[editar]

Durma[editar]

Conseguir um hotel em Oslo pode, potencialmente, ser difícil. Em períodos de pico, quando há grandes feiras ou conferências em Oslo, alguns viajantes podem ter que ir a Lillehammer (170 kms, 2h 15 min de trem) para encontrar alojamento. Seria inteligente reservar um quarto com antecedência. Também há relativamente poucos albergues da juventude, etc, para mochileiros e pessoas que viajam em um orçamento. Durante a semana de entrega do Prêmio Nobel, a disponibilidade de quartos vai diminuir e os preços podem dobrar.

Econômico[editar]

Camping[editar]

  • Bogstad Camping, 9 km fora da cidade, na entrada de Sørkedalen (T-bane 2 até Røa, depois bus 32, para Voksen Skog, até Bogstad Camping. Ou então bus 32 da estação central (bus stop P)). Bogstad tem cabines, bem como espaço para tendas. Preço - por exemplo, um adulto, uma criança, uma tenda - 185NOK. Bem perto do parque de campismo, existe um mini-mart Kiwi (usado pelos moradores), um posto de gasolina Statoil com opções de fast food e um restaurante de comida rápida JAFS! que faz pizzas, kebabs e hambúrgueres ("Meny Hamburger" take-away, 100g de hambúrguer e batatas fritas e salada e bebida, 95NOK).
  • Ekeberg Camping (Bus 34, 46 ou 74 até Ekeberg Camping. 10 min da Central Station.). Check-in: 7h30 - 23h. Aberto de 1 de junho - 1 de setembro. O parque de campismo mais próximo ao centro de Oslo. Bela vista da cidade. Não há cabines. Possuído pela Federação Automóvel norueguês. Mini-golfe e aluguel de cavalos. Instalações sanitárias totalmente equipadas: chuveiros com água quente e fria, banheiros, cozinha, lavanderia. para 4 pessoas tenda: NOK 260.
  • Ilha Langøyene (ferry 94 desde Vippetangen). Não é um acampamento oficial; Langøyene é a única ilha na parte interna do fiorde de Oslo que permite campismo gratuito (apenas tendas). Você só pode ficar dois dias, a menos que tenha permissão especial, e deve manter a ilha limpa. A polícia tem os seus próprios barcos, e fazem cumprir essas leis através de pesadas multas. Grátis.
  • Oslo Fjord Camping, 8km south of Oslo central station (Trem até Hauketo, baldeação para o bus 76 até Hvervenbukta, ou bus 87 (só no verão)). Perto do belo local de natação da Hvervenbukta. Barraca 2-pessoas: NOK 150; 4-pessoas: NOK 200.

Hostels[editar]

  • Anker Hostel, Storgata 55 0182 (tram 11-12-13-17, bus 30-31 até Hausmanns gate), +47 22 99 72 00, e-mail: . Este Hotel fica pertinho da estação central de trem e da Karl Johan, uma das ruas mais vividas da cidade, na baixa Grünerløkka. Ele tem trem opções de quarto; a opção mais barata são os quartos com oito camas que custam 220 NOK/dia, o de seis camas custa 230 NOK/dia e o de quatro camas 260 NOK/dia, há também as opções de quarto individual ou duplo, que custa 600 NOK/dia, estes valores não são válidos para as sextas e sábados que são acrescidos mais 20 NOK, todos os quartos têm banheiros com chuveiro, mas este preço não inclui o café da manhã, que viajantes costumam reclamar de sua qualidade, então opte por tomar o café em outro espaço. Ele não oferece roupa de cama, nem toalhas, então você terá que levar, ou alugar no local, sendo proibido o uso de sacos de dormir. Há internet nos espaços públicos, estacionamento (230 NOK/dia), lavanderia (60 NOK com o sabão incluso), cozinha de uso comum, funciona o ano todo, portaria 24h e cachorros são bem vindos. É proibido fumar no local. cama: NOK 200-250.
  • Haraldsheim Youth Hostel, Haraldsheimveien 4 0409 (tram 17 ou bus 23-24-31-33, 4 km de downtown Oslo), e-mail: . O maior hostel HI em Oslo. Não muito longe da ação (mas é difícil de encontrar), a curta distância dos animados bairros de Torshov e Grünerløkka. Localizado numa zona muito calma de Oslo, este é um lugar que você vai dormir, não para a festa. O pequeno-almoço é excelente para um albergue e é vegan-friendly, embora com a escolha reduzida. É aconselhável confirmar a sua reserva antes de vir e informar a que horas você vai chegar, mas a recepção fica aberta 24 horas. Quarto duplo: NOK 620; cama: NOK 240, café da manhã incluído.
  • Oslo Holtekilen Hostel, Stabekk/Kveldsroveien (trem para Stabekk, ou ônibus 151, 153, 161, 162, 252 ou 261 para Kveldsroveien). HI hostel. Fora das fronteiras da cidade, taxa extra necessário para usar o cartão Oslo Transportes. Aberto maio-agosto. Em um pitoresco bairro perto do mar.
  • Oslo Hostel Rønningen YMCA, Myrerskogveien 54, Rønningen (Metro 5 ou tram 11, 12 e 13 até Storo, então bus 56 até Rønningen. Bus 56 passa 2x hora, mas a cada 20 min em hora de rush. 7,5 km do centro.), +47 21023600, e-mail: . Check-in: 15-18. Este hostel é um HI Hostel e está localizado dentro do campus da Rønningen – Folkehøgskolen i Oslo, ou seja, é um hostel no campus de uma faculdade popular. O campus fica próximo a floresta Nordmarka, no sudeste de Oslo, com várias opções de trilhas, mas um pouquinho distante do centro, cerca de 25 min de trem. No valor está incluso o café da manhã, que é elogiado por viajantes. Há quatro opções de quarto solteiro, duplo ou um quarto compartilhado, sendo um dormitório misto de 10 camas. Há várias áreas comuns, como cozinha, lounge, acadêmia... há também lavanderia e wifi. Aberto 1 junho - 19 agosto. Compartilhado, 230 NOK; solteiro, 455 NOK; duplo, 740 NOK.
  • Perminalen Hotel, Øvre Slottsgate 2 (T-bane pra Stortinget, bus 30-31-32-54 até Wessels plass, tram 10-12-13-19 até Kongens gate). Perminalen oferece padrões ligeiramente mais elevados a preços ligeiramente mais elevados. Café da manhã com bom e velho rango caseiro norueguês, a preços agradáveis. cama: NOK 370; solteiro: NOK 620; duplo: NOK 840.
  • Sentrum Pensjonat, Tollbugata 8, entrance from Skippergata (300 m da Oslo Central station). Cama: NOK 290; Solteiro: NOK 500; duplo: NOK 750.

Hotéis[editar]

  • Cochs Pensjonat, Parkveien 25 (tram 11 até Majorstua e 5 min a pé ou metrô até Nationaltheatret e 10 min a pé). Com uma localização central, ao lado do Palácio Real e do Museu Munch. Três tipos de quartos para atender a todos os orçamentos. Eles não servem café da manhã, mas têm um acordo com um cafe por perto.
  • Park Inn Oslo Airport, Property Grn 207 - Brn 359 (Oslo Airport). No aeroporto, ideal para viajantes de negócios.
  • Oslo Budget Hotel. Os quartos mais baratos exigem o uso dos banheiros comunais. Solteiro: 495 NOK; duplo: 595 NOK.
  • P-Hotels, Oslo, Grensen 19, e-mail: . Hotel barato, localizado centralmente com quartos agradáveis. Pequeno-almoço simples entregue à sua porta. Solteiro: 595 NOK; duplo: 795 NOK.
  • Thon Hotel Astoria, Dronningensgate 21 (50 m de Karl Johan, 5 min a pé da Oslo Central Station). Solteiro: 695 NOK; duplo: 895 NOK.
  • Thon Hotel Munch, Munchs gate 5. A curta distância a pé da rua principal, bem como a uma curta distância de transporte público, ônibus para o aeroporto e uma grande variedade de lojas, restaurantes, museus e teatros. Solteiro: 695 NOK; duplo: 895 NOK.

Médio[editar]

Esbanje[editar]

  • Grand Hotel Oslo, Karl Johans Gate 31, +47 23 21 20 00. O hotel onde ficam os Prêmios Nobel da Paz, quando chegam a Oslo para a cerimônia de premiação. Caro e muitos serviços. Excelente vista sobre a rua principal, Karl Johans gate. Grand Café, no nível da rua, era o boteco habitual de Henrik Ibsen, e é a resposta da Noruega ao Cafe Landtmann de Viena. A partir de NOK 2,175.
  • Grims Grenka, Kongens gate 5. Hotel de cinco estrelas, que recebeu aclamação internacional. Membro da cadeia First hotels.
  • Hotel Continental Oslo, Stortingsgaten 24/26 (entre o National Theatre e Aker Brygge), +47 22 82 40 00. hotel de gerência familiar, com um grande café de estilo Vienna (Theatercafeen), que é o lugar para ser visto em Oslo. Excelente serviço e preços para combinar, ainda considerado justo valor para o dinheiro. Bar tranquilo, com litografias originais de Edvard Munch.

Mantenha contato[editar]

Segurança[editar]

Saúde[editar]

  • Serviço municipal de assistência médica: 2293 2293
  • Farmácia (24h): 2335 8100
  • Dentista: 2267 3000

Cotidiano[editar]

Achados e perdidos[editar]

  • Polícia: 2266 9050
  • Transporte público (Metrô/ônibus) : 2208 5361
  • NSB (trem): 815 68 340


Embaixadas[editar]

Partir[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!