Baixe o arquivo GPX para este artigo
-0.53333333333333166.93333333333Map mag.png

Nauru

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Localização
noframe
Bandeira
Flag of Nauru.svg
Informações Básicas
Capital Distrito de Yaren (escritórios do governo)
Governo República
Moeda Dólar australiano (AUD)
Área 21 km2
População 13.770 (est. Julho 2008)
Idioma Nauruano (oficial), inglês
Religião Protestantes 66,6%, católicos romanos 33,4%
Eletricidade 240V/50Hz
Código telefônico +674
Internet TLD .nr
Fuso horário UTC +12


Nauru é uma pequenina ilha no Oceano Pacífico Sul, ao sul das Ilhas Marshall e a menor república independente do mundo. Embora outros países possam ser ainda menores ou menos populosos, estes são invariavelmente dependentes ou territórios de outros países maiores. É também o único país do mundo que não tem oficialmente uma capital.


Entenda[editar]

Nauru é um grande depósito de fosfato, que ocupa 90% do território da ilha e que começou a ser explorado no começo do século XX por um consórcio anglo-germânico. Durante a Primeira Guerra Mundial, a ilha foi ocupada pelas forças australianas, tornando-se seu território, até ser ocupado novamente, na Segunda Guerra, pelo Japão. O país tornou-se independente em 1968. Quase toda riqueza que já produziu baseou-se na mineração de fosfato, exportado à Austrália, Nova Zelândia e Coréia do Sul como fertilizante.

Se por algum tempo o fosfato deu aos nauruanos uma das maiores rendas per capita dos países em desenvolvimento, suas reservas minerais estão a esgotar-se rapidamente, a ilha está degradada, e o país teve de voltar-se a outros métodos para aumentar suas receitas, optando por tornar-se um porto fiscal e centro de lavagem de dinheiro. Além disso, em troca de ajuda financeira do governo australiano, o país também mantém um centro de detenção para os que procuram asilo naquele país. Isso porque, em 2001, quando alguns navios de refugiados tentaram aportar em território australiano, rapidamente esse país montou uma operação para aprisioná-los em Nauru, a qual foi cinicamente chamada de "Solução Pacífica", num trocadilho infame com o nome do oceano.

Estima-se que as reservas de fosfato estarão completamente exauridas em 2050. Atualmente, o país vende licenças de pesca, principalmente a Taiwan e Austrália. O desemprego atinge a marca de 90%.

O clima é tropical com chuvas entre novembro e fevereiro. Praias arenosas despontam em torno do coral de recifes. A parte central da ilha é o planalto de fosfato.


Mapa de Nauru

Chegar[editar]

De avião[editar]

O país tem um aeroporto e é servido exclusivamente pela companhia aérea de bandeira de Nauru, a Our Airline. De 2006 até 2011 a empresa apresentou um expressivo crescimento. Para se chegar ao pequeno país a melhor opção é comprar uma passagem para Brisbane (BNE), de onde a empresa tem voos de / para o Nauru International Airport (INU). A soma total de uma passagem de São Paulo para Nauru com escalas em Santiago do Chile, Auckland (ou Dubai) e Brisbane custaria cerca de R$ 14.000,00.

De barco[editar]

Nauru é também um porto marítimo

Fale[editar]

O idioma oficial de Nauru é o nauruano, o inglês é também compreendido no país.

Veja[editar]

Aerial view of Nauru.jpg

Faça[editar]

Compre[editar]

Coma[editar]

Os alimentos são importados. A melhores opções são de comida chinesa e japonesa.

Beba e saia[editar]

Durma[editar]

Há duas instituições:

  • Menen Hotel, recentemente remodelado e luxuoso.
  • Albergue da Juventude, em Aiwo, no sudoeste.

Saúde[editar]

Respeite[editar]

Mantenha contato[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!