Baixe o arquivo GPX para este artigo
45.4641611111119.1903361111111Map mag.png

Milão

Fonte: Wikivoyage
Europa > Itália > Lombardia > Milão
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Milão é financeiramente a cidade mais importante da Itália, e lar da bolsa de valores Borsa Italiana. É a segunda cidade mais populosa do país, mas fica no centro da maior área urbana e metropolitana da Itália. Embora não seja considerada tão bonita quanto algumas cidades italianas, tendo sido muito destruída por ataques de bombas da Segunda Guerra Mundial, a cidade se reconstruiu em uma próspera capital de negócios cosmopolitas. Em essência, para um turista, o que torna Milão interessante em comparação com outros lugares é que a cidade é realmente mais sobre o estilo de vida de desfrutar de prazeres mundanos: um paraíso para compras, futebol, ópera e vida noturna. Milão continua sendo o mercado da moda italiana – aficionados por moda, supermodelos e paparazzi internacionais descem à cidade duas vezes por ano para suas feiras de primavera e outono.

Milão é famosa por sua riqueza de pontos turísticos históricos e modernos - o Duomo, uma das maiores e maiores catedrais góticas do mundo, La Scala, uma das melhores casas de ópera estabelecidas do mundo, a Galleria Vittorio Emanuele, uma glamorosa galeria de compras arcaded do século XIX, a galeria de arte Brera, com algumas das melhores obras artísticas da Europa, a torre Pirelli, um majestoso exemplo da arquitetura modernista italiana dos anos 1960, o San Siro, um estádio enorme e famoso, ou o Castello Sforzesco, um grande castelo medieval. Então, você tem sua cota de monumentos antigos e novos. Além disso, contém uma das pinturas mais famosas do mundo - A Última Ceiade Leonardo da Vinci.

Entenda[editar]

Milão é frequentemente descrita como representando a Itália "moderna". As diferenças entre Roma e Milão são evidentes de vários provérbios, como um ditado italiano sobre as diferenças das duas cidades que traduz mais ou menos: "Roma é uma mulher voluptuosa cujos dons são muito aparentes, enquanto Milão é a garota tímida e recatada cujos tesouros são abundantes, mas descobertos no tempo" Milão é a mais moderna de todas as cidades italianas, mas ainda mantém intacta a maior parte de sua história passada.

À primeira vista, Milão parece uma metrópole movimentada e relativamente elegante (com suas vitrines brilhantes e lojas elegantes), com um bom número de grandes palácios e belas igrejas no centro, mas pode parecer um lugar ligeiramente prosaico, sem alma e orientado para negócios. Pode ser bastante chuvoso, cinza e nebuloso, e alguns dos edifícios, antigos ou modernos, têm uma aparência bastante severa. Embora existam muitos parques, Milão parece ter muito pouca vegetação, e além da parte histórica muito bem cuidada, muitas áreas são realmente bastante desajeitadas e sujas. No entanto, Milão, ao contrário da maioria das cidades europeias históricas que jogam os pontos turísticos em seu rosto, requer muita exploração - tome como está, e você pode desfrutar de seu brilho da moda e modernidade de negócios, mas pode achar que não é muito "cativante". Se você passar o tempo, porém, passeando por áreas menos conhecidas, como a bonita Navigli, o chique distrito de Brera, o animado bairro universitário, ou algumas das igrejas e edifícios menores, você encontrará um pensamento avançado, cidade diversificada preenchida em cada canto com história, e com uma infinidade de pedras preciosas escondidas. Além disso, com uma história tão estabelecida no teatro, música, literatura, esporte, arte e moda, não há muito que você possa perder.

Milão, como muitos notaram, não se sente totalmente como uma parte da Itália. Apesar das semelhanças com cidades italianas icônicas como Verona ou Veneza, a cidade tem uma atmosfera diferente. Milão se sente mais como uma movimentada, movimentada, capital de negócios da moda - onde em vários cafés, muitas pessoas só param para ter um expresso rápido no balcão do bar, e onde os turistas às vezes parecem ainda mais descontraídos do que os moradores locais. Milão, ao contrário das cidades italianas tradicionalmente cobertas de terracota vermelha, é bastante cinza, já que muitos edifícios são construídos usando calcário ou pedras escuras. Edifícios mais antigos têm principalmente uma espécie de olhar neoclássico austríaco/germânico com algumas leves influências francesas. No entanto, com alguns passeios de bicicleta à moda antiga, cadeiras de restaurante e mesas do lado de fora no verão cheios de moradores e turistas, e pessoas passeando pelas avenidas de pedestres, lambendo um sorvete ou carregando algumas sacolas de compras pesadas, Milão ostenta algum "talento italiano".

Quando visitar[editar]

Milão, dependendo de como você quer visitar a cidade, é um ótimo lugar para visitar praticamente o ano todo. Tenha em mente que a maioria dos lugares, incluindo destinos turísticos e museus, são fechados às segundas-feiras.

No outono, o clima é quente ou frio, e nos últimos meses pode ser bastante chuvoso e nebuloso. Todos os principais espaços e lojas estão abertos, já que é a parte de trabalho do ano.

No inverno, a cidade pode ficar fria (muitas vezes abaixo ou em torno do ponto de congelamento), e o tempo geralmente é nublado e chuvoso se não nevar. No entanto, a cidade, nas poucas semanas antes do Natal, torna-se deliciosa para visitar - os principais pontos turísticos são todos iluminados por luzes deslumbrantes, uma enorme árvore de Natal é montada em frente ao Duomo, vendedores e mercados podem ser encontrados em todos os lugares, muitas vitrines e vitrines são decoradas e as ruas se tornam movimentadas com moradores e turistas. No entanto, a única desvantagem é que ele pode se tornar extremamente lotado, barulhento e ocupado.

Na primavera, as temperaturas são geralmente semelhantes às do outono. A atmosfera se torna mais séria a partir das festividades. Parques se tornam agradáveis de visitar, como árvores florescem. A cidade também é bastante agradável de visitar no Carnaval, onde as pessoas se vestem e celebram, e durante a Páscoa, onde há serviços especiais realizados em igrejas e alguns eventos especiais.

No verão, Milão pode se tornar extremamente quente e úmido, com a estranha e poderosa tempestade aqui e ali. Enquanto em julho, além do clima, a maioria das lojas permanece aberta, em agosto, como muitos moradores saem para tirar suas férias de verão, muitos negócios e locais fecham (com o aviso Chiuso por ferie, ou fecham para férias). A cidade pode ficar bastante vazia com alguns turistas passeando por aí, e com vários dos principais pontos turísticos fechados. Embora não seja a melhor hora para fazer compras e o tempo não seja em todos os momentos muito agradável, é bom se você quiser aproveitar a cidade para si mesmo quando está quente e tranquilo, e talvez queira passear por aí, bebendo em alguns bares abertos ou em um sorvete, ou caminhando em um parque em sua maioria silencioso.

Chegar[editar]

De avião[editar]

  • Aeroportos Malpensa (MXP) ou Linate (LNT)ou Orio al serio [BGY]

De barco[editar]

  • Um antigo sistema de canais artificiais navegáveis, chamado Navigli, projetado no século XV por Leonardo, represando o Rio Olona e retificando o Ticino até encontrar o Pó, permitia o comércio com Veneza. Vestígios desses canais ainda cortam a cidade e um bairro com esse nome concentra uma grande parte da vida noturna de Milão e passeios de barco turístico são possíveis em algumas épocas do ano.

De comboio/trem[editar]

  • A estação Milano-Centrale é ligada por trens de alta velocidade da concessionária Trenitalia às principais cidades da Itália, como Nápoles, Roma, Florença, Bolonha e no outro sentido, Turim, pelo Freccia Rossa e Veneza, Pádua, Vicenza e Bérgamo pelo Freccia Argento, outra linha deste sai de Milão com parada final em Rimini, passando por Parma, Modena e Bolonha. Outras linhas velozes do EuroExpress ligam-na à França, Suíça e Alemanha. Outras estações regionais pela cidade atendem localidades próximas com trens convencionais, indo até cidades vizinhas na Lombardia, aos lagos de Como e Maggiore, com malha ramificada e grande cobertura regional. Todas as estações da cidade de Milão tem ligação fácil com o Metro. Mantenha sempre o bilhete em seu poder, lembre de carimbar a data ao entrar e guarde-o até sair da estação, na maioria dos locais não existe catraca e a verificação é aleatória por fiscais pouco gentis, sua falta por qualquer motivo implica em pesadas multas.

De autocarro/ônibus[editar]

  • Varias e variadas linhas de ônibus cortam a cidade, com boa cobertura. Linhas de bonde elétrico (tram di milan) também ajudam no transporte coletivo. O serviço é integrado, todos os transportes, inclusive metro, podem ser acessados com o mesmo passe diário.

De carro[editar]

  • Milão é ligado ao resto do país por uma extensa malha rodoviária, com estradas modernas de duas pistas de rolagem e extensa malha secundária bem conservada, sendo as mais importantes as ligações ao norte, em direção aos lagos de Como e lago Maggiore e a Suiça, a leste pelo vale do Pó em direção a Veneza e cortando todo o norte da Itália, ao sudoeste indo para Gênova e a sudeste em direção a Bolonha e Roma. Muitas estradas tem cobrança de portagem. A maior dificuldade para quem acessar Milão de carro é estacionar, quase não existem estacionamentos pagos (parchego) e encontrar vaga é sempre muito difícil.

Circule[editar]

Veja[editar]

  • Il Duomo (catedral).
  • Teatro alla Scala
  • Galeria Vittorio Emanuele II
  • Castelo Sforzesco
  • Pinacoteca di Brera

As principais atrações turísticas ficam na região central da cidade. Um local especialmente agradável é a galeria localizada próxima ao Duomo, onde há muitos restaurantes e docerias.

Faça[editar]

Eventos[editar]

  • Fiera Milano - Grande local para exposições e feiras de negócio, com datas variáveis, que atraem visitantes de todo o mundo. Destaque para as exposições de móveis e assessórios.

Atividades[editar]

  • Estadio San Siro / Giuseppe Meazza- acolhe os jogos de futebol da Internacionale e do Milan.
  • Parco Simpione -atrás do Castelo, belo jardim e arena de eventos.

Aprenda[editar]

Trabalhe[editar]

Compre[editar]

Milão é a capital internacional da moda e da alta costura, assim como as de Paris e Nova York, mas tem de tudo para todos os gostos e preços. Fique de olho nos saldi, grandes liquidações anuais, a mais famosa começa dia sete de janeiro.

  • Via Montenapoleone [1] Gucci, Ralph Laurent, Giorgio Armani, Versace, Prada, Yves Saint Laurent, Moschino, Ermenegildo Zegna, Bulgari, Bottega Veneta, Dior, Louis Vuitton.
  • Corso Buenos Aires Comércio mais em conta mas igualmente variado, roupas, brinquedos, lojas de departamento.
  • Rinascente Loja de departamentos muito conhecida, artigos populares, ao lado do Duomo.

Coma[editar]

Econômico[editar]

  • Pizzas e foccacia em pedaços - vários locais

Médio[editar]

  • Restaurantes em torno da Pinacoteca, em Brera.
  • Bares e restaurantes no Navigli

Esbanje[editar]

  • Bares e restaurantes próximos á Galeria Vitório Emanuelle.
  • Quiosques de tapas da Via Dante

Beba e saia[editar]

  • 1 Brasserie Bruxelles, Viale Abruzzi, 33, +39 2 2941 9148. 6pm - 02am. Pub de moda em ambiente para tomar uma cerveja belga especial. Carta de cervejas trapistas e abadias em garrafas.
  • Tem umas festas bem animadas num bonde branco, que percorre a cidade com o povo dançando e bebendo dentro dele. Tente entrar em uma!

Durma[editar]

Econômico[editar]

Médio[editar]

  • Hotel Bernina, Via Napo Torriani 27, tel. +39 02.66988022 fax +39 02.6702964 [2].
  • Hotel Delle Nazioni, Via Cappellini 18, tel. +39 02.66981221 fax +39 02.6701804 [3].
  • Hotel Domenichino, Via Domenichino, 41, tel. +39.02.48009692 | fax. +39.02.48003953, [4].
  • Hotel Garda, via Napo Torriani, 21, tel. +39 02.66982626, fax +39 02.66982576, [5]. O Hotel Garda no centro de Milão a 5 minutos a pé da Estação Central, é a solução ideal para estadas quer sejam de trabalho quer sejam turísticas.
  • Residence Loreto - Via Rancati 3, tel. +39 02.2841041 fax +39 02.2827616, [6]. Residence Loreto: Apartamentos acolhedores, com casa de banho, cozinha equipada e serviços de alta qualidade. A solução ideal para uma estada de trabalho em Milão.
  • Hotel Manzoni - Via Santo Spirito 20, 20121, Tel. +39.02.76005700, Fax +39.02.784212. [7]
  • Hotel Mennini - Via Napo Torriani, 14, tel +39 02.6690951, fax +39 02.6693437, [8].
  • Hotel Piacenza - Via Piacenza, 4, tel. +39 0254.55.041, fax +39 02.66980352, [9].
  • Hotel Soperga, Via Soperga, 24 , tel. +39 02.6690541 fax +39 02.6702964 [10].
  • Hotel Teco, Via Spallanzani 27, +39 02 29510028, fax: +39 02 29404595, ✉️ . a posição central do Hotel Teco 3 estrelas permite-lhe chegar rapidamente às zonas mais interessantes da Milão.

Esbanje[editar]

  • Hotel Capitol, Via Cimarosa, 6, tel. +39 02 438591 fax +39 02 43859700;email: [11] [12].
  • Hotel Baviera Mokinba Hotels, Via Panfilo Castaldi, 7, tel. +39 02 6590551 fax +39 02 29003281;email: [13] [14].
  • Hotel Mozart, Piazza Gerusalemme, 6, tel. +39 02.33104215 fax +39 02.33103231;email: [15] [16].
  • Italy Hotels Milan Milan Hotels [17].
  • Hotel Wagner, Via Michelangelo Buonarroti, 13, tel. +39 02 463151 fax ++39 02 48020948;email: [18] [19]

Mantenha contato[editar]

Segurança[editar]

  • Milão normalmente é muito segura, tanto para o morador quanto para o turista. A se preocupar apenas com batedores de carteira em locais muito movimentados.

Saúde[editar]

  • Embora a Itália tenha um sistema de saúde pública considerado bom, ele é apenas para os habitantes locais, aos turistas é aconselhado adquirir um seguro saúde.

Cotidiano[editar]

Partir[editar]

Este artigo está delineado. Ele já segue um modelo adequado, mas não contém informações suficientes sobre o assunto.

Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!