-29.175-50.092Map mag.png

Cânion Itaimbezinho

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Cânion Itaimbezinho fica na região nordeste do Rio Grande do Sul.

Entenda[editar]

Graxaim no Cânion Itaimbezinho.

Paisagem[editar]

O Itaimbezinho é um cânion (ou desfiladeiro) situado no Parque Nacional de Aparados da Serra, Santa Catarina/Rio Grande do Sul, Brasil, a cerca de 170 km ao nor-nordeste de Porto Alegre, próximo à fronteira do estado de Santa Catarina.

O cânion tem uma extensão de 5,8 km, com uma largura máxima de 2 km e uma altura máxima de cerca de 700 m, sendo percorrido pelo arroio Perdizes. Além deste, existem outros cânions, tais como o Cânion Fortaleza, Cânion Malacara e o Cânion da Pedra.

Geologicamente o Cânion do Itaimbezinho está posicionado sobre a mesma unidade geológica encontrada no Cânion Fortaleza, composta por um conjunto de derrames de composição ácida (riolitos, riodacitos) relacionados ao período de vulcanismo ocorrido durante o período Cretáceo, datado entre 135 a 120 milhões de anos, idade esta correlacionável ao período de rompimento do continente Gondwânico e abertura do oceano Atlântico.

Dado ao ângulo de visão dos paredões do cânion, torna-se difícil a identificação da superposição dos derrames, quando comparado com o cânion Fortaleza ou mesmo o Malacara, cuja vista frontal da parede de rocha permite uma identificação melhor e um detalhamento da zona de contato entre os diferentes derrames de lava.

Flora e fauna[editar]

Chegar[editar]

O acesso ao cânion pode ser feito a partir da cidade de Praia Grande (SC) pela estrada SC 450, ou a partir de Cambará do Sul (RS) pela RS 427.

Taxas e permissões[editar]

  • Entrada: R$ 6,00.
  • Estacionamento: R$ 5,00.

Faça[editar]

  • Trilha do Vértice: de onde se visualiza a Cascata das Andorinhas, que caindo de uma altura de 700 metros em direção ao fundo do cânion, produz uma névoa antes de atingi-lo. A trilha permite uma ótima vista das cascatas das Andorinhas e Véu da Noiva. Tão impressionante quanto as cascatas é a sensação de caminhar na borda do cânion. A trilha começa no Centro de Visitantes, e em menos de 1 hora pode-se percorrer 1,4 km pelas bordas do cânion.
  • Trilha do Cotovelo: vista imperdível dos paredões do Cânion Itaimbezinho. Caminhada fácil por estrada até um mirante com a maior visão geral do cânion, percurso de 6,3 quilômetros que leva em torno de 3 horas. Atenção: o último horário para fazer a trilha é às 15:00 h.
  • Trilha do Rio do Boi: por dentro do abismo, para aqueles que gostam de atividades mais radicais esta trilha é a mais indicada. Caminha-se por dentro dos paredões de 700 m formados pelo cânion, seguindo o leito do Rio do Boi. São 8 km (ida e volta) que podem ser percorridos em 7 horas. Trilha longa, com muitas pedras e diversas travessias do rio do Boi, com ótimas piscinas naturais para um banho gelado.

A saída para esta trilha se dá ao pé do cânion, a 9km do centro de Praia Grande (SC). É exigido o acompanhamento de um guia registrado para a realização da trilha.

Coma[editar]

Durma[editar]

Diversas hospedagens são encontradas nos municípios de Praia Grande (SC) ou Cambará do Sul (RS).


Este artigo está delineado. Ele já segue um modelo adequado, mas não contém informações suficientes sobre o assunto.

Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!