Baixe o arquivo GPX para este artigo
-29.175-50.092Map mag.png

Cânion Itaimbezinho

Da wiki Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O Cânion Itaimbezinho fica na região nordeste do Rio Grande do Sul.

Entenda[editar]

Graxaim no Cânion Itaimbezinho.

Paisagem[editar]

O Itaimbezinho é um cânion (ou desfiladeiro) situado no Parque Nacional de Aparados da Serra, Santa Catarina/Rio Grande do Sul, Brasil, a cerca de 170 km ao nor-nordeste de Porto Alegre, próximo à fronteira do estado de Santa Catarina.

O cânion tem uma extensão de 5,8 km, com uma largura máxima de 2 km e uma altura máxima de cerca de 700 m, sendo percorrido pelo arroio Perdizes. Além deste, existem outros cânions, tais como o Cânion Fortaleza, Cânion Malacara e o Cânion da Pedra.

Geologicamente o Cânion do Itaimbezinho está posicionado sobre a mesma unidade geológica encontrada no Cânion Fortaleza, composta por um conjunto de derrames de composição ácida (riolitos, riodacitos) relacionados ao período de vulcanismo ocorrido durante o período Cretáceo, datado entre 135 a 120 milhões de anos, idade esta correlacionável ao período de rompimento do continente Gondwânico e abertura do oceano Atlântico.

Dado ao ângulo de visão dos paredões do cânion, torna-se difícil a identificação da superposição dos derrames, quando comparado com o cânion Fortaleza ou mesmo o Malacara, cuja vista frontal da parede de rocha permite uma identificação melhor e um detalhamento da zona de contato entre os diferentes derrames de lava.

Flora e fauna[editar]

Chegar[editar]

O acesso ao cânion pode ser feito a partir da cidade de Praia Grande (SC) pela estrada SC 450, ou a partir de Cambará do Sul (RS) pela RS 427.

Taxas e permissões[editar]

  • Entrada: R$ 6,00.
  • Estacionamento: R$ 5,00.

Faça[editar]

  • Trilha do Vértice: de onde se visualiza a Cascata das Andorinhas, que caindo de uma altura de 700 metros em direção ao fundo do cânion, produz uma névoa antes de atingi-lo. A trilha permite uma ótima vista das cascatas das Andorinhas e Véu da Noiva. Tão impressionante quanto as cascatas é a sensação de caminhar na borda do cânion. A trilha começa no Centro de Visitantes, e em menos de 1 hora pode-se percorrer 1,4 km pelas bordas do cânion.
  • Trilha do Cotovelo: vista imperdível dos paredões do Cânion Itaimbezinho. Caminhada fácil por estrada até um mirante com a maior visão geral do cânion, percurso de 6,3 quilômetros que leva em torno de 3 horas. Atenção: o último horário para fazer a trilha é às 15:00 h.
  • Trilha do Rio do Boi: por dentro do abismo, para aqueles que gostam de atividades mais radicais esta trilha é a mais indicada. Caminha-se por dentro dos paredões de 700 m formados pelo cânion, seguindo o leito do Rio do Boi. São 8 km (ida e volta) que podem ser percorridos em 7 horas. Trilha longa, com muitas pedras e diversas travessias do rio do Boi, com ótimas piscinas naturais para um banho gelado.

A saída para esta trilha se dá ao pé do cânion, a 9km do centro de Praia Grande (SC). É exigido o acompanhamento de um guia registrado para a realização da trilha.

Coma[editar]

Durma[editar]

Diversas hospedagens são encontradas nos municípios de Praia Grande (SC) ou Cambará do Sul (RS).


Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!