Baixe o arquivo GPX para este artigo
42.066748.2833Map mag.png

Derbent

Fonte: Wikivoyage
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Dentro das muralhas

Derbent ( Дербе́нт) é uma cidade da República russa do Daguestão, situada à beira do Mar Cáspio, a norte da fronteira com o Azerbaijão. É a cidade mais meridional da Rússia.

Entenda[editar]

A cidade situa-se numa faixa estreita de 3 km, entre o Mar Cáspio e as montanhas do Cáucaso, e desenvolveu-se entre duas muralhas que vão das montanhas até o mar, o que permitia aos governantes de Derbent controlar o tráfego terrestre entre a estepe eurasiática e o Oriente Médio. As muralhas foram continuamente usadas durante 1500 anos, mais tempo que qualquer outra cidade fortificada no mundo. Ao longo da história, diferentes nações deram à cidade diferentes nomes, todos ligados ao termo "porta". Derbent na prática é um enorme museu com magníficas montanhas e praias por perto, com um grande potencial para o desenvolvimento da indústria do turismo, ainda mais pela classificação da UNESCO da Cidadela, Cidade Antiga e Fortaleza como Patrimônio Mundial em 2003. No entanto, a instabilidade na região não permite um maior desenvolvimento.

História[editar]

O local foi controlado por monarcas persas a partir do século VI aC, e o nome de origem persa (دربند; Darband; "portas" ou "portões fechados") começou a ser usado no século VI. De acordo com os historiadores árabes, no século IX a cidade tinha então mais de 50 mil habitantes, o que fazia dela a maior do Cáucaso. No século XIV, Derbent foi ocupada pelos exércitos do conquistador mongol Tamerlão (1336–1405). Em 1437, caiu nas mãos dos Shirvanshahs do Azerbaijão. Durante o século XVI Derbent foi palco de guerras entre a os impérios Otomano e Safávida da Pérsia. Os otomanos ganharam o controle da cidade após a batalha de Torches (1583), voltou ao controle persa em 1606, mas em 1722 Pedro o Grande a conquistou durante a primeira guerra russo-persa. Nadir Shah a reconquistou em 1735, e mais guerras se seguiram até o Tratado de Gulistão de 1813, assinado entre a Rússia e a Pérsia, quando Derbent passou a fazer parte do Império Russo definitivamente.

Chegar[editar]

De avião[editar]

O aeroporto mais próximo fica na capital do Daguestão, Makhachkala.

De trem[editar]

Dois trens diários de Makhachkala, uma partida às 10h e outra às 17h20; o tempo de viagem é de cerca de três horas. Derbent é uma parada dos trens de longa distância de/para Baku. De Moscou, há saídas às segundas, quintas e sábados, saindo da estação Paveletsky às 18h05 e chegando duas noites mais tarde às 18:40. Um bilhete de beliche segunda classe custa em torno de 3.500 rub. Outras cidades russas com ligações ferroviárias são São Petersburgo (59 h), Rostov-on-Don (25 ½ h) e Yekaterinburg (64 h). Ligações internacionais incluem Kiev (56 h) e Minsk (65 h).

Circule[editar]

Veja[editar]

Fortaleza Naryn-Kala

A norte da cidade encontra-se o monumento dos Kirk-lar, ou "quarenta heróis", que caíram defendendo o Daguestão dos árabes em 728. A sul encontra-se a extremidade virada para o mar da chamada muralha caucasiana, com 50 m de comprimento, também conhecida como Muralha ou Portas de Alexandre, que bloqueia o estreito passo da Porta Férrea ou Portas do Cáspio (Portae Athanae ou Portae Caspiae).

  • Muralhas de Derbent. Acredita-se que as muralhas com 20 metros de altura, com 30 torres com vistas para norte, datam do reinado de Khosrau I (531 a 579 dC), filho de Kavad I. O cronista Moisés Kaghankatvatsi escreveu acerca das "muralhas maravilhosas para as quais os reis persas esgotaram o nosso país, recrutando arquitetos e recolhendo materiais tendo em vista a construção de um grande edifício estendendo-se entre as montanhas do Cáucaso e o Grande Mar Oriental".
  • Fortaleza "Naryn-Kala". Abrange uma área de 4,5 hectares, cercados por paredes fortes.
  • Museu do Daguestão
  • Hammams (casas de banhos)
  • Cisternas
  • Cemitérios antigos
  • Caravanserai
  • Mausoléu do Khan - século 18
  • Mesquita Juma - a mais antiga mesquita na Rússia, construída usando as fundações de uma basílica cristã do século 6. Tem uma madrassa (escola islâmica) do século 15.
  • Mesquita Kyrhlyar - do século 17.
  • Mesquita Bala
  • Mesquita Chertebe - do século 18.
  • Igreja Armênia - um monumento da arquitetura do século XIX

Faça[editar]

Museu do Daguestão

Em Derbent, pode-se explorar locais históricos e nadar no mar, de junho a agosto.

Compre[editar]

Coma[editar]

Beba e saia[editar]

Durma[editar]

Segurança[editar]

Tenha em mente que o Daguestão é vizinho da Tchetchênia, e tem com esta muito em comum, a começar pela militância islâmica separatista. É imprudente arriscar-se a fazer turismo por aqui sem dominar o idioma russo nem ter familiaridade com zonas de guerrilha.

Partir[editar]


Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!